O som do silêncio…

jean-paul-nacivet-4.jpg

Foto: Jean Paul Nacivet

Como já dizia o poeta, ministro e cantor, Gilberto Gil: “Se eu quiser falar com Deus, tenho que ficar a sós. Tenho que apagar a luz, tenho que calar a voz.”

Estava eu,  pensando nas vantagens do silêncio, dado que tentava fechar um projeto e precisava disputar a atenção dos meus neurônios com o martelo da obra do vizinho, o som da televisão na sala e os festejos de carnaval. Acabei esbarrando em um exemplar da revista Estilo Natural que tratava do Som do Silêncio.

Há algumas noites, principalmente quando preciso trabalhar até tarde com o computador, deito e minha mente não cansa de falar, falar, falar. Apesar do silêncio no quarto, os sons da mente se afogam entre tantos estímulos internos e o sono se torna um prazer raro e difícil. É por essas e outras que tenho pensado em meditar, em parar um pouco e deixar minha mente acalmar e falar comigo. Nós não temos o hábito de ‘ouvir’ o silêncio.

“E como podes ver, ainda falo demasiadamente, e isto é sinal de que não sou sábio, porque a virtude se adquire no silêncio.” Umberto Eco.

Nesse mundo repleto de estímulos inquietantes, resta-nos clamar: PARE, PRESTE ATENÇÃO, OUÇA, REFLITA. Muitas vezes, ouço amigos dizerem que quando estão em casa sozinhos ligam a TV, o som, o computador, pois não conseguem ficar em silêncio. Já parou para pensar quantas coisas é possível entender, encontrar dentro de si mesmos quando ficamos em silêncio e nos damos a chance de ouvir nosso interior? Nossos sonhos? Nossos desejos? Nossos medos?

Eckhart Tolle, autor do livro O Poder do Silêncio alerta: “Sempre que houver silêncio a sua volta, ouça-o. Isso significa: apenas perceba-o. Preste atenção nele. (…) A verdadeira inteligência atua silenciosamente. A calma é o lugar onde a criatividade e a solução dos problemas são encontradas. A sabedoria vem da capacidade de manter a calma e o silêncio interior. Com o silêncio vem a benção: paz”.

Portanto, convido-os a silenciar, nesse mundão barulhento e veloz, para tentarmos compreender melhor a nós mesmos e aos outros. Beijo!

“Cada gota de silêncio é a chance para que um fruto venha a amadurecer.” Paul Valéry

Anúncios

4 Respostas to “O som do silêncio…”

  1. Concordo, a voz do silencio é a mais sabia, mas não consigo colocar isso na pratica, sou do tipo q qdo precisa concentrar em alguma coisa, principalmente escrever, coloco a musica no mais alto possivel e assim faz-se a paz rs… mas fazer meditação é uma boa, pretendo um dia, quem sabe não fica mais fácil de percebemos tanta coisa que deixamos passar camufladas na monotonia diaria???

    abraços e parabens pelo otimo blog!

  2. Cris, resolvido. Obrigada pelo comentário. Bjokas!!! Venha sempre que quiser ao Espartilho.

  3. Já ouviu “The sound of silency” de Paul Simon e Garfunkel?

    Quando a vida está muito agitada é bom parar. Tentar um certo isolamento, buscar exercitar os sentidos isoladamente. Tomar um banho para o tato. Fechar os olhos e ouvir uma música suave. Olhar para o céu a noite e evitando as luzes artificiais para tentar ver, com todos os detalhes possíveis e a olho nú, as estrelas, as formas imaginárias que aprendemos das constelações… e outras que não aprendemos mas podemos imaginar. E durante o dia olhar o nascer e/ou o pôr-do-sol, ou andar pela cidade olhando os prédios e as pessoas, notando suas pequenas alegrias e também a tristeza estampada em seus rostos marcados pela vida.
    Meditar eu não sei bem como é, pois não consigo durante muito tempo não pensar em nada. Meditar é uma arte que requer muita disciplina, muito auto-controle. Mas sei celebrar a vida, sentir o prazer de respirar ar puro, tomar um suco de frutas, saborear uma boa comida e conviver com os amigos e com a pessoa amada.
    Talvez fazer sexo seja a forma mais completa de se exercitar os sentidos! Minha amada é cheirosa, tem a pele suave, a voz aveludada, a imaginação fértil, olhos meigos mas penetrantes e sabe me fazer sentir um homem feliz, com muito pouco, apenas com sua presença, com a revelação de seus sonhos, suas ilusões, seus projetos e realizações, mas sobretudo com sua capacidade de me ouvir, e o que é fundamental de rir comigo até se si mesma! E depois da briga, quando tentamos nos conciliar ou mesmo nos separar ela diz não que ama mas que sentiria falta de mim! É irresistível.

  4. Claro q eu voltarei 😉
    pode deixar ^^
    vou linkar o espartilho…
    algum problema??
    beijjooss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: