Audrey Hepburn

Audrey Hepburn foi considerada, a príncípio, uma garota “alta, ossuda, de pés excessivamente grandes para se tornar uma estrela”. Mas Audrey, mesmo vivendo na época em que as baixinhas, de curvas generosas, pés miúdos e olhos claros imperavam, soube usar os seus “defeitos” como seus dons e conquistar o mundo com seu lindo rosto, sua elegância e seus profundos olhos castanhos. Segundo o estilista Givenchy, Audrey era um ideal de elegância e uma inspiração para o trabalho dele. Além de um rosto bonito, Audrey era uma mulher humilde, gentil e charmosa, que preferia cuidar dos outros a seu redor do que de si mesma. Faleceu aos 63 anos, de câncer de cólon, mas será sempre a eterna “bonequinha de luxo”.

Eleita uma das mulheres mais belas de todos os tempos, Audrey Hepburn tem sua filmografia exibida na Mostra Audrey Básica a partir de hoje no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro.

O evento é gratuito que acontece de 6 a 11 de julho. A mostra tem incío com a exibição de “A Princesa e o Plebeu”, de 1953, estreia oficial de Hepburn no cinema. Inicialmente, seria Elizabeth Taylor a atriz cotada para o papel da jovem princesa entediada com a vida dentro do palácio. Impressionado pelo teste de Audrey, o diretor William Wyler colocou-a no filme gravado em Roma, onde a “princesa” conhece o jornalista interpretado por Gregory Peck e por ele se apaixona. Nessa produção, a atriz usou pela primeira vez nas telas uma combinação fashion que a imortalizaria: sapatilhas com calças corsário.

OS FILMES

A Princesa e o Plebeu | (Roman Holiday, 1953) De William Wyler, 118 min
Sabrina | (Sabrina,  1954) De Sameul  Taylor, 114 min
Guerra e Paz | (War and Peace, 1956). De King Vidor, 208 min.
Cinderela em Paris | (Funny Face, 1957) De Stanley Donen, 103 min
Bonequinha de Luxo | (Breakfast at Tiffany’s, 1961) De Blake Edwards, 114 min
My Fair Lady | (My fair lady, 1963) de George Cukor, 173 min
Quando Paris Alucina | (Paris When It Sizzles, 1964) De Richard Quine, 110 min

Delicie-se com a extensa programação de cinema em que a figura da mulher mais bela do século XX é apresentada.
06.07 (terça)
19h30 – “A Princesa e o Plebeu” (Roman Holiday, 1953), de William Wyler

07.07 (quarta)
19h30 – “Sabrina” (Sabrina, 1954), de Sameul Taylor

08.07 (quinta)
19h30 – “Cinderela em Paris” (Funny Face, 1957), de Stanley Donen

09.07 (sexta)
19h30 – “Bonequinha de Luxo” (Breakfast at Tiffany’s, 1961), de Blake Edwards

10.07 (sábado)
15h – “My Fair Lady” (My Fair Lady, 1963), de George Cukor
18h – “Guerra e Paz” (War and Peace, 1956), de King Vidor

11.07 (domingo)
18h30 – “Quando Paris Alucina” (Paris When It Sizzles, 1964), de Richard Quine

Serviço:
CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil – Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – (21) 3808 2007
Sala de Cinema 1 – Lotação: 102 lugares

Veja também:

Audrey Hepburn – a bela do século

Mostra sobre Audrey Hepburn no Rio

Site oficial de Audrey Hepburn

Anúncios

2 Respostas to “Audrey Hepburn”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Amante das Imagens, Espartilho. Espartilho said: Audrey Hepburn: https://espartilho.wordpress.com/2010/07/06/audrey-hepburn/ […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: