A filosofia de “Maleficent”: o discurso sobre o amor verdadeiro na história da vilã mais famosa da Disney

Pôster do filme "Maleficent" (2014), com Angelina Jolie no papel principal.

Compartilho aqui uma análise muito completa do filme Malévola, feita pelo Renato Drummond Tapioca Neto, em seu blog Rainhas Trágicas. Eu adorei o filme e recomendo a leitura do post dele, que como tantos outros foi muito bem escrito. Boa noite queridos!

Rainhas Trágicas

ALERTA: Esse texto contém spoilers do filme “Maleficent” (2014)!

“Era uma vez uma bela princesa, que foi amaldiçoada por uma fada má no dia de seu batizado: antes do pôr do sol, no dia em que ela completasse 16 anos, ela picaria seu dedo no fuso de uma roca e em seguida cairia no sono da morte. Somente um beijo de amor verdadeiro poderia acordá-la e então a princesa viveria feliz para sempre”. O leitor provavelmente já conhece a história da Bela Adormecida, um dos maiores clássicos infantis de todos os tempos, já reescrito sob a pena de muitos escritores ao longo dos anos. Contudo, no século XX foi possível trazer o conto para as telas do cinema em formato de animação, no intuito de encantar o público através de cenas coloridas e uma belíssima trilha sonora. É difícil encontrar hoje um adulto que, quando criança, não se tenha deixado…

Ver o post original 2.059 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: