Archive for the Estética e Beleza Category

Tapioca na dieta!

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 6, 2014 by Psiquê

48041e907df134f205e9595f711afd06

Eu estou amando comer tapioca e dizem que ela é a nova joia das dietas…

…típica das regiões norte e nordeste e uma delícia, ela substitui o pão no café da manhã ou no lanche da tarde. E pasmem ela é muito fácil de fazer e fica muito saborosa. Os recheios podem ser variados: nos meus lanches costumo comer com tomate, manjericão e queijo branco ou com peito de peru e queijo branco, mas também fica maravilhoso com queijo coalho, banana com canela, etc…

Veja esta matéria que fala um pouco dos motivos que levam os amantes da malhação a adotarem este novo ‘coringa’ nas dietas.

“Entre sucos verdes, shakes de proteína e omeletes, um elemento tem sobressaído na mesa do desjejum dos cariocas. Antes restrita às barracas típicas da Feira de São Cristóvão e aos cardápios de cafés e lanchonetes da cidade, a tapioca ganhou lugar cativo na frigideira daqueles que prezam pela boa forma. Ocupa o espaço do pão integral, com a vantagem de ser mais leve e saudável por um motivo principal: não contém glúten. “A tapioca não possui a gliadina, uma proteína que colabora para o aumento da inflamação do organismo e da gordura abdominal. E ainda tem menos sódio do que os pães“, explica a nutricionista funcional Andrea Santa Rosa, membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. As calorias se igualam: 90 kcal tanto para a tapioca quanto para uma fatia de pão integral.

Típica das regiões Norte e Nordeste, a tapioca é feita à base de mandioca. Sua massa é extraída da fécula – também é conhecida como goma ou polvilho doce. “É uma espécie de farinha equivalente ao amido, um açúcar simples, comum na mandioca, na batata e em diversos cereais. É uma ótima alternativa para saciar a fome, por ser rica em carboidratos“, justifica Alfredo Cury, endocrinologista e proprietário do Spa Posse do Corpo. No entanto, apesar de garantir mais energia para os treinos, a guloseima também é mais pobre em proteínas e vitaminas. “A solução pode vir dos recheios: ovos mexidos, atum, queijos brancos, carnes magras como peito de peru e frango desfiado, por exemplo”, sugere ele.

A praticidade do prato é mais um motivo para os marombeiros adotarem a tapioca no menu diário: para preparar, basta um fio de azeite antes de passar a goma na peneira (para que ela não grude) [eu fiz na frigideira anti-aderente e não grudou, mesmos em azeite], espalhando -a pelo fundo da frigideira . A nutricionista Andrea Santa Rosa recomenda a adição de uma colher de chá de chia na massa, “que ajuda ainda mais a reduzir o índice glicêmico e ainda enriquece a refeição com ômega 3”. Depois, é só tostar um pouco e virar o disco, como uma panqueca – faça com o auxílio de uma espátula, para não quebrar. Adicione o recheio, dobre e toste mais um pouco.

1a5e69cc50226dd31593c860efd553e1

ESQUEÇA

Os recheios conhecidos da culinária nordestina – com carne seca ou queijo coalho, por exemplo – e os muito gordurosos, à base de catupiry ou calabresa.

APOSTE
Nas misturas saudáveis para rechear. Além de proteínas magras, frutas como banana e morango são ótimas opções. Se quiser misturar doce com salgado, vá de combinações como cottage com mel ou ricota com geleia de frutas natural, sem açúcar.

Como fazer e opções de recheios

Receitas

Tapioca: a aliada da dieta

A revista Boa Forma trouxe umas dicas desta deliciosa aliada das dietas, abaixo, segue um modo de preparo.

Como fazer a tapioca perfeita 

Os experts contam todos os segredos para você fazer um “beiju” crocante, delicioso e com poucas calorias:

O caminho mais fácil é comprar a goma de tapioca já hidratada, passar a farinha por uma peneira e armazenar na geladeira. “Ela também pode ser congelada”, garante a alagoana Simone Brandão, que faz a melhor tapioca de Salvador, segundo o guia Comer & Beber da revista VEJA. Abaixo, ela ensina o passo a passo.

1. Se a massa já estiver armazenada há algum tempo ou contiver alguns caroços, passe mais uma vez pela peneira no dia do preparo. Separe todos os ingredientes que for usar: a fécula já peneirada e cada componente do recheio já ralado ou cortado. Há quem goste de acrescentar uma pitada de sal na fécula antes de colocar na frigideira

2. Coloque uma frigideira antiaderente pequena (de 10 a 12 centímetros de diâmetro) no fogo, mas não deixe esquentar demais ou o beiju ficará borrachudo. A textura ideal é crocante. Importante: não precisa colocar um pingo de gordura na frigideira para fazer.

3. Espalhe 2 colheres de sopa da farinha na frigideira, de modo a formar um disco fino uniforme, sem buracos. Ou use uma peneirinha para espalhar a farinha na frigideira, contando com a ajuda de uma colher para desmanchar eventuais carocinhos.

4. Quando a massa estiver coagulada, grudada, coloque recheio, não precisa virar, apenas espalhe os ingredientes e feche, dobrando a massa ao meio, como uma meia-lua. Ela não demora mais do que três ou quatro minutos para ficar pronta.

5. Se for fazer a tapioca simples, pura, ou apenas com manteiga, vire, passe a manteiga (ou margarina ou azeite) e deixe alguns minutos, até o outro lado também ficar crocante.

6. Passe sempre um papel-toalha na frigideira entre o preparo de um beiju e outro.

Recheios levinhos 
Doce ou salgado? Você escolhe! Veja as sugestões de Eneida Bomfim

Queijo de minas com ervas 
1 fatia média de queijo de minas picada ou ralada em ralo grosso , 1 pitada de manjericão seco ou algumas folhas de manjericão fresco. Rende: 1 porção (123 calorias)

Ricota, tomate e orégano 
1 fatia média de ricota passada no ralo grosso, 5 tomates-cereja cortado em rodelas, 1 pitada de orégano. Rende: 1 porção (188 calorias)

Frango grelhado, tomate, azeitona e alface 
2 col. (sopa) de de frango grelhado, cortado em cubos, 3 tomates -cereja cortados em rodelas, 4 azeitonas pretas picadas, 1 folha de alface picado Rende: 1 porção (214 calorias)

Damasco, ameixa, morango e cereja 
1 damasco seco picado, 1 ameixa seca picada, 3 morangos frescos picados, 3 cerejas picadas. Rende: 1 porção (120 calorias)

Morango e chocolate 
4 morangos pequenos picados, 25 gramas de chocolate amargo derretido. Rende: 1 porção (216 calorias)

OITO razões para comer tapioca, leia mais aqui.

1 – Prática – Basta apenas hidratar o polvilho e a massa, quando aquecida, já está pronta.
2 – Versátil – Permite diversos tipos de recheios e sabores. É possível transformá-la em panquecas e até em pizzas.
3Substitui o pão – Fonte de carboidratos, ela pode ser uma aliada no café da manhã em substituição ao pão. Basta escolher o recheio mais adequado ao seu plano alimentar e necessidades nutricionais.
4 – Não contém glúten – Por ser feita a partir da mandioca, favorece na redução dos efeitos colaterais presentes no glúten a quem tem doença celíaca.
5 – Tem pouca caloria – 50g de tapioca corresponde a metade das calorias de duas fatias de pão.
6Alternativa de refeição pré-treino e pós-treino – Por ser digerida mais rápido, fornece energias mais rapidamente para o corpo, ideal durante a prática do exercício físico. E também como recuperação rápida de energia no pós-treino.
7Baixo teor de sódio – Tem menos teor de sódio do que alimentos industrializados, como pães, biscoitos.
8 – Livre de gorduras e açúcar – Como sua preparação é feita a partir de farinha e água, não possui, açúcar e nem gorduras.

Rituais de beleza…

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 22, 2014 by Psiquê


a86196ff9e24f4b117313a13c604742b

Por mais despojadas que sejamos, nós mulheres, repetimos diariamente um verdadeiro ritual de beleza

Me considero uma pessoa rápida para me arrumar, mas mesmo assim, preciso cumprir uma série de etapas que hoje, parei para pensar, são verdadeiros rituais de beleza.

A começar pela atividade física. Se for dia de treino, a roupa já estará separada de véspera e a squeeze já estará com água na geladeira. 30 minutos antes de sair, levantarei, colocarei a roupa de ginástica, prepararei meu iogurte com farelo matinal, escovarei os dentes e passarei protetor solar! Colocados meia, tênis e luvas, partirei para meu treino matutino.

Na volta, intercalando entre algumas atividades domésticas, ouvirei parte do noticiário, enquanto me preparo para o banho. Ah o banho! O melhor de todos os momentos, o verdadeiro ritual. Nesta etapa não poderá faltar: shampoo, condicionador, sabonete líquido ou em barra, esponja, barbeador, sabonete para o rosto, sabonete íntimo e dependendo do dia, uma máscara hidratante…

Depois de retirar o excesso de água, os cabelos recebem uma gotinha de óleo nas pontas, o corpo recebe uma suave camada de hidratante, a roupa de trabalho é minunciosamente escolhida conforme o humor do dia. Escolhida a roupa, é preciso pensar na bolsa e nos sapatos, depois nos acessórios e por fim, hora de pôr o desodorante e o perfume.

Antes de sair, há dois outros momentos importantes: precisarei repassar o protetor solar no rosto, após a breve absorção, é a hora da maquiagem, que dependendo do dia pode ser feita em casa ou no trabalho. Ao longo do dia, é importante ressaltar a necessidade de cuidar do que vou ingerir, para ter uma boa digestão, beber pelo menos 2 litros de líquidos diversos, especialmente água e mate.

Depois de seguido esse mágico e trabalhoso ritual, sinto-me como uma verdadeira mulher, que cumpriu as etapas necessárias a começar um novo dia linda e sentindo-se muito bem.

e517d84f58b0bcbf2cd5fe3768972f0d

Na volta para casa o ritual do banho se repete, com algumas coisas a menos e outras a mais. Terminado o banho é hora de pôr uma roupa leve e confortável, desacelerar, passar hidratante no corpo, com especial atenção aos pés, que merecem uma super massagem! Depois do banho, tendo lavado o rosto com sabonete líquido para este fim, é fundamental usar um lencinho umedecido com demaquilante para tirar os últimos resquícios de maquiagem dos olhos…

Ah o ritual! Meus rituais são simples e incluem algumas outras coisas que escolhi para o meu bem estar como um todo, como drenagem, yoga, terapia, etc. Mas no que diz respeito aos cuidados diários com a beleza, resume-se basicamente a isso e me faz mais completa. Não seria eu mesma sem segui-los. São procedimentos simples, mas que toda mulher precisa…

Quais são os seus rituais? Compartilhe conosco!

 

Mulher de cabelo curto

Posted in Comportamento, Curiosidades, Estética e Beleza with tags , , , , , , , , , , , on janeiro 20, 2014 by Psiquê

8ec4635c0c157459b7b4013f10ec64c1

Eu adoro cabelos curtos em mulheres, além de superinteressantes e sensuais, eles representam uma postura mais segura e autoconfiante de quem os escolhe. Compartilho da opinião exposta no blog Papo de Homem, mas como sou mulher, procurei um depoimento que reforçasse minha visão do tema.

Antes de Nero incendiar Roma, ele teria ordenado:

Preservais nossos monumentos sagrados. Não ateais fogo nos templos de Júpiter, Apolo e Marte. Manteis intactas, para serem veneradas pela eternidade, todas as mulheres de cabelo curto”.

Não existe alguém totalmente louco. Nem Nero. Todo mundo que é louco não passa de “meio louco”. Explico: metade do tempo o indivíduo está louco e a outra metade está se aproveitando da sua condição de louco. Mesmo Nero, no ápice da sua sandice, sabia o que devia respeitar. Mulheres de cabelos curtos exigem sobriedade, inclusive dos loucos.

Uma mulher de cabelo curto é o seguinte: ela tem uma informação para te dar; e ela não pergunta se você quer ser informado. Mulher de cabelo curto, simplesmente, informa. O resto que se dane. Mulher de cabelo curto diz o seguinte: eu tenho minha autoestima no lugar e não preciso de nada que venha de você.

A mulher de cabelo comprido precisa de algum artefato histórico para se manter próxima da sua feminilidade. Algo como um tipo de identidade socialmente especial. Parece um advogado que conheci no século passado. Quando era parado por uma blitz de trânsito o cara apresentava a carteirinha da OAB, no lugar da CNH. Mulher de cabelo curto não precisa de atestado protocolado em cartório para ser mulher. Ela não precisa daquela sensação pré-civilizatória de ser puxada pelos cabelos por um hominídeo com tacape na mão.

Toda velha sensata se torna uma mulher de cabelo curto. Toda velha biruta mantém as crinas compridas, enormes, atrasando o processo darwinista de evolução da espécie.

Quanto mais velho melhor. A comparação entre a idade das pessoas e dos vinhos é parcialmente verídica. Como qualquer coisa parcialmente verdadeira também é parcialmente falsa, sugiro que possamos aprimorar a endoxa. Mulheres são como os vinhos. As boas, quanto mais velhas, melhores. As ruins, com o tempo, viram vinagre. Idênticas aos vinhos. Mulher de cabelo curto é bebida fina. É pinot noir 2008. É a diferença entre uísque e scotch! É preciso ter qualidade de puro malte para o processo de maturação se adiantar ao envelhecimento pelo calendário gregoriano. Já viu mulher de cabelo curto preocupada com o calendário gregoriano? Convenções e engendramentos sociais? Bem capaz! A mulher de cabelo curto é um scotch 12 anos com maturação de 18.

Vinhos, scotchs e mulheres de cabelos curtos. Eis aquilo que separa os homens das codornas. A loira gelada, e geralmente cabeluda, é o melhor que um menino pode querer. Um dia, todo mundo se acostuma com o que pode vir a ter na vida. Meninos acham mulheres cabeludas o máximo. São codornas. Não foram apresentadas aos scoths e a uma mulher de cabelo curto. Mulher de cabelo curto não serve para publicitário fazer roteiro de propaganda de cerveja.

A mulher de cabelo curto entra em qualquer lugar como se ela fosse dona. Mulher de cabelo comprido precisa virar o pescoço para olhar com atenção. Mulher de cabelo curto só precisa mover os olhos. Mulher de cabelo comprido precisa ter atenção. Mulher de cabelo curto chama atenção por onde passa.

Não há nada para atrapalhar uma mulher de cabelo curto. Nem loiras geladas. Nem codornas mimadas.

A personalidade da mulher de cabelo curto é como um tipo especial de olho azul: ou nasce com, ou vive uma vida toda admirando no rosto dos outros. Mulher de cabelo curto não escolhe cortar o cabelo. Seria como colocar lentes de contato e pagar o preço do papel ridículo. A nós, homens, resta o esforço de procurar mulheres com personalidade.

E a sorte para encontrar uma mulher de cabelo curto.

Autoria: Everton Maciel é gaúcho e não suporta bairrismo. Só tolera bares que não permitem camisas polo. Nasceu jornalista, mas fez mestrado em Filosofia e mantém um blog próprio.

78d1eb4c43799bdf42d2451785d6c364

Outro site que publicou um texto  sobre o tema de autoria de Frederico Elboni,  foi o Entenda os Homens, o qual não posso negar que também me chamou a atenção. Eis um fragmento:

“Primeiramente assumo esse ser um dos meus maiores fetiches.

As pessoas buscam uma identidade no mundo, algo que as marque como únicas, especiais… Nesse mundo de pessoas uniformizadas pelos padrões midiáticos a simplicidadeautenticidade e principalmente a naturalidade estão cada vez mais valorizadas.

Mulheres de cabelo curto transmitem a maior segurança que conheço nesse universo feminino. Ela não liga para sua opinião, ela é segura de si. É como se fosse um teaser da sua personalidade, mesmo que ela não seja exatamente dessa maneira, é isso que ela vende. E assim remete serem desprendidas de todo arredor de amarras que o mundo nos impõe, essa padronização, essa necessidade de ser gostosa…

É como se a mulher de cabelo curto tivesse um alvará para ser a mulher que ela quiser, quando ela quiser.”

Termogênicos naturais

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 30, 2013 by Psiquê

4b6b8385bfec47f2835dee51aedc54af

Eu sou adepta de formas naturais de emagrecimento: alimentação balanceada, exercícios físicos, ingestão de bastante água, tratamentos estéticos como drenagem linfática, etc. Mas recentemente fui questionada sobre quais são os alimentos que funcionam naturalmente como termogênicos sem que se ameace a saúde e o bom funcionamento do organismo.

Dois portais apresentaram uma lista de termogênicos, digamos, mais naturais. A revista Corpo a Corpo na matéria 5kg em 1 mês e o Guia de Dieta com a matéria ‘Conheça sete alimentos termogênicos que te ajudam a emagrecer’.

Alimentos termogênicos exigem que o metabolismo trabalhe em um ritmo acelerado, facilitando a queima das gorduras indesejadas. A Corpo a Corpo fez uma lista desses alimentos que te ajudarão a ativar o metabolismo e abandonar a canga no próximo verão

Os alimentos termogênicos despendem mais energia do corpo para serem digeridos. Por isso, estimulam o metabolismo a trabalhar em ritmo acelerado e aumentam a temperatura corporal, facilitando a queima de gordura”, explica Daniela Hueb, nutróloga (SP). veja abaixo uma  lista recheada de termogênicos que te ajudarão no combate aos indesejáveis pneuzinhos. Confira!

Principais Alimentos Termogênicos:

  1. Pimenta Vermelha: ela é a rainha entre os termogênicos. Com apenas 3 gramas desse legume por dia, haverá um aumento de até 20% das funções metabólicas. E como é rica em capsaicina, aumenta a quebra de gordura e do tecido adiposo. Pode ser consumida em pratos quentes e em saladas. uma das substâncias presentes no fruto, a capsaicina, tem ação termogênica comprovada e é considerada um dos melhores auxiliares no controle de peso. Também contribui para a retirada de gorduras das artérias. No entanto, tome cuidado: o ingrediente é contraindicado para quem sofre de gastrite ou hemorroida.
  2. Chá Verde: do mesmo modo que a pimenta vermelha, promove a aceleração do metabolismo e a queima de gordura para transformá-la em energia. 5 xícaras por dia são o suficiente para conhecer os seus resultados, mas cuidado para não ingeri-las à noite, caso sofra de insônia, porque são ricas em cafeína.
  3. Canela: além de aumentar consideravelmente o metabolismo, a canela tem cálcio mineral, que também ajuda no emagrecimento. Além da ação estimulante, age como facilitadora da digestão e combate a flatulência. “Também auxilia o tratamento de problemas de pele”, acrescenta Daniela Hueb. Pode ser consumida em pó ou em forma de chá, no caso da canela em pau.
  4. Gengibre: o gasto calórico com essa raiz pode aumentar em até 10% com apenas 2 fatias pequenas, que podem ser acrescentadas a cozidos ou bebidas como chá. O gengibre rambém melhora a digestão.
  5. Chá de Hibisco: durante a digestão, ele aumenta a temperatura do corpo e também, do metabolismo. Sendo assim, é preciso beber 1 litro de chá feito com 1 colher de sopa dessa flor.
  6. Café: contém cafeína, estimulante e termogênico natural, que te auxilia a se manter em estado de alerta. Mas nada de exagerar na dose, ou você pode sofrer com problemas do estômago, insônia e ansiedade. O ideal é consumir até 3 xícaras por dia.
  7. Cacau: possui propriedades estimulantes e antioxidantes devido ao seu teor de cafeína e polifenóis. A combinação dessas substâncias faz bem ao coração, à circulação sanguínea e contém atividade antialérgica, antiviral e anti-inflamatória.
  8. Mate: um estudo desenvolvido por pesquisadores do curso de nutrição da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) apontou que o consumo de erva-mate ajuda na perda de peso, no aumento da taxa de HDL (bom colesterol) e na diminuição da taxa de glicemia.
  9. Linhaça: no quesito controle de peso, oferece dois grandes auxílios: acelera a queima calórica e regulariza o intestino. E não para por aí: ela também proporciona o aumento da defesa orgânica e reduz o ritmo de envelhecimento celular, prevenindo várias doenças.
  10. Óleo de coco: estimula o metabolismo, atua na redução do colesterol ruim e melhora a função intestinal. “Esse tipo de gordura potencializa a absorção de nutrientes”, afirma Daniela Hueb. Uma boa opção é alternar seu uso com o do azeite de oliva, pois seu sabor é mais suave.

CONTRA INDICAÇÕES: Apesar de seus benefícios, os termogênicos devem ser evitados por quem sofre de hipertireoidismo porque esse grupo já tem o metabolismo elevado, o que levaria à queima de massa muscular ao invés de gordura.

Gestantes, hipertensos, cardiopatas, crianças e pessoas com alergias e úlceras não devem consumi-los em excesso, visto que podem causar nelas hipoglicemia, nervosismo, taquicardia, insônia e aumento de pressão arterial.

Fica a dica, mas é sempre fundamental, procurar um médico ou nutricionista para que este avalie cada caso separadamente e recomende o melhor meio de estimular a queima calórica.

O que comer antes e depois dos exercícios?

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , on novembro 13, 2013 by Psiquê

Imagem

O blog Dieta Dukan Receitas, publicou uma matéria sobre o que comer antes e depois dos exercícios. Esta é uma dúvida que sempre surge entre os adeptos desta dieta. Veja o que diz a matéria…

Praticar exercícios é sempre bom, seja para manter a saúde, para ganhar massa muscular e até mesmo emagrecer. Entretanto, além da intensa prática de exercícios físicos, uma boa alimentação ajuda e muito na hora de alcançar as nossas metas. E foi pensando nisso que decidimos preparar este artigo, onde o tema principal é sobre o que comer antes e depois de malhar, com o foco no emagrecimento. Confira!

Antes de malhar: Prefira consumir fontes de carboidrato, como o farelo de aveia e iogurtes se estiver em dias de PL consuma legumes antes dos exercícios. Se você fizer uma boa refeição antes de malhar, terá energia suficiente para praticar até uma hora de atividade física. Porém, se pretende dar uma esticada no treino, considere uma pausa para um lanchinho, optando sempre por fontes de carboidratos, como as citadas anteriormente.

Depois de malhar: Você tem duas opções, consumir fontes de proteínas imediatamente após o treino, o que vai resultar no ganho de massa muscular ou consumir as proteínas após duas horas do treino o que aumentara a sua força dinâmica. A ingestão de proteína logo após o treino aumenta o processo de síntese de proteínas e, consequentemente, a recuperação muscular.

A importância dos carboidratos

Como de costume, sempre ouviremos pessoas dizendo que os carboidratos são os culpados pelo ganho de peso. Entretanto, a grande verdade é que sem esses elementos, nosso organismo fica sem glicogênio, nutriente essencial na produção de energia para a malhação. Sendo assim, o corpo se depara com dificuldades para queimar gorduras e acaba tendo que eliminar a massa magra, ou seja, os músculos que você tanto lutou para conseguir. Então, procure consumir os carboidratos disponíveis na dieta dukan de preferencia antes e durante os exercícios.

E você, gostaria de acrescentar outros alimentos que podem ser ingeridos antes e depois de malhar? Comente!

Como lidar com a ansiedade pela estagnação do peso…

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , on novembro 4, 2013 by Psiquê

cae8763608fa880427b172e83c91529b

 

O blog Receitas Dieta Dukan, trouxe uma matéria bem legal para agirmos quando a perda de peso começa a perder velocidade. Compartilho com vocês o texto:

Quem nunca passou por momentos de ansiedade porque a balança travou?

Como descobrir o que está havendo?

Aqui vão algumas dicas que podem ajudar:

Criar um diário alimentar: Todos os dias, anote exatamente o que consome, sem pular ou esquecer as menores coisas. No outro dia faça uma avaliação disso. Com certeza encontrará as respostas. Pode ser em uma agenda ou um caderno.

Tire uma foto: assim que começar a dieta dukan e use para comparar todo mês com uma foto nova. Garanto que isso será de grande incentivo para continuar. Se você já está há algum tempo na dieta, bata a foto mesmo assim! Dentro de um mês compare e se surpreenderá.

Utilize a fita métrica: Às vezes retemos líquidos, e isso contribui para a falsa impressão de estagnação. Se as roupas continuam folgando, como não estamos perdendo peso? Diminua o sal e evite alimentos com muito sódio. Invista em autodrenagem linfática ou compre pacotes em clínicas estéticas. Valerá a pena!

Faça exercícios físicos: Uma coisa é certa; o emagrecimento é composto 70% por dieta e 30% de exercícios físicos.

Não exagere nos alimentos tolerados: O próprio nome já é uma dica, então não consuma muito. Em contrapartida, beba muita água, isso ajudará em todo processo. Chás diuréticos como cavalinha, verde e dente de leão ajudam muito a evitar a retenção liquida.

Se você é mulher, como vai seu ciclo menstrual? Se estiver desregulada isso pode atrapalhar também, então visite seu médico. Durante o período que vai desde a TPM até a menstruação, pode haver uma retenção de líquidos que acarretará em até 2 quilos a mais na balança. Mas não se desespere! No término, o peso volta ao normal.

Quantas refeições está fazendo por dia? Esqueça a informação errada de que para emagrecer é necessário parar de comer ou fechar a boca, pois é preciso que se alimente muito bem, no máximo a cada 3 horas. Se reduzir demais a alimentação, seu organismo entenderá que deve reduzir o gasto calórico por que você está passando por algum problema.

constipação também atrapalha a perda de peso. Siga o conselho do Dr. Dukan e utilize o farelo de aveia e o farelo de trigo diariamente. Se não resolver a prisão de ventre, utilize o óleo mineral laxativo que pode ser encontrado em qualquer farmácia. Se os sintomas persistirem, procure seu médico.

O importante é não desanimar quando as dificuldades aparecerem. Não permita que a ansiedade pela demora da perda atrapalhe o processo de emagrecimento. Pense nos quilos que já eliminou e siga em frente!

Fonte: Receitas Dieta Dukan

Crossfit

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , on outubro 23, 2013 by Psiquê

964bf27d5845f8d7a4c60305db5ce853

Há cerca de 7 meses eu estou fazendo um treinamento funcional que segue os conceitos do Crossfit. E estou amando!!!

Recentemente comecei a seguir a dieta Dukan, coletivamente no trabalho, e no início, confesso que senti um pouco de dificuldade de segui-la dada a excessiva restrição de carboidratos na fase inicial de ataque e do intenso e maravilhoso treino que pratico.

Hoje ao ler o blog Dieta Dukan, que já venho acompanhando desde o início de outubro,  vi que algumas fases podem, sim, ser combinadas com o treinamento funcional de crossfit. Sou a favor, entretanto, de aos poucos ir voltando para minha alimentação saudável anterior, reduzindo a ingestão de laticínios, que não me fazem bem. Assim que atingir minha meta de peso, voltarei à minha dieta normal.

O mais interessante do treinamento Crossfit é o conceito de superação dos nossos próprios limites.

Veja a matéria do blog:

SUPERE OS SEUS LIMITES COM O CROSSFIT

Desde 2012 o Crossfit virou febre – essa modalidade começou como tantas outras: lançada por celebridades que viraram adeptas da prática, depois em academias de luxo e agora totalmente difundida. E o mais importante, com resultados!

MAS AFINAL, O QUE É O CROSSFIT?

Antes de mais nada, não é uma novidade: o treinamento foi criado na década de 90 nos Estados Unidos, com o objetivo de juntar em uma única modalidade exercícios que combinem benefícios de vários esportes, como musculação, levantamento de peso e ginástica olímpica.

A carga de treinamento é exaustiva, com o objetivo de melhorar o condicionamento físico e com isso, a queima de gordura é uma consequência. O treinamento inclui atividades de alta intensidade, pausas curtas, trabalho de vários grupos musculares ao mesmo tempo – mas tudo isso em um treino curto.

Vale dizer que essa é a regra básica do programa, e o que muda de acordo com o praticante é a carga e a intensidade, mas não o treinamento. Com isso, o esporte se torna bastante democrático para todos, desde atletas profissionais, militares e até idosos ou cardiopatas. Em todo o treinamento há um instrutor, ou “coach”, em inglês, orientando o processo.

COMO O CORPO REAGE À PRÁTICA DO CROSSFIT?

O corpo, exigido ao máximo, gera uma maior resposta neuroendócrina, que basicamente quer dizer uma resposta do nosso corpo frente ao exercício intenso. Essa resposta pode ser queima de gordura, aumento da densidade óssea, aumento da massa muscular, potência, força e equilíbrio, entre outros. E por gerar esse resultado em um espaço curto de tempo, o Crossfit está sendo bem recebido e se tornando bastante popular.

O clima de treinamento também é bem diferente – e há quem diga, para melhor – do que as academias convencionais. Um quadro na parede aponta os resultados de cada participante, de modo que cada um encare si mesmo como um desafio, e dessa forma seja estimulado a ultrapassar sua própria marca.

CROSSFIT X DIETA DUKAN:

Quem tem interesse em testar os seus limites não vai se arrepender – o que não faltam são provas de quem já tem resultados visíveis em pouco tempo. Mas fica o aviso: mesmo que a Dieta Dukan tenha como um dos principais pilares a prática de exercício, procure fazer o Crossfit a partir da fase cruzeiro e apenas nos dias PL, ou a partir da fase de consolidação e estabilização, já que o treinamento é muito intenso e o corpo precisa de uma carga de carboidratos para suportar a demanda de energia. Uma consulta ao médico antes de se aventurar nos halteres é bastante recomendada, também!

Você que já praticou crossfit recomenda? Quais foram os seus resultados?

Fonte da matéria: Crossfit, a moda que chegou para ficar, clique aqui.

Mudança de hábitos

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on outubro 22, 2013 by Psiquê

a822d81d96e2d126025b5516f86e0503

Tendo iniciado recentemente uma nova dieta e levando em conta que eu vivo um processo de reeducação alimentar há muitos anos, mais precisamente desde meus 11 anos, confesso que aos poucos hábitos saudáveis passam a ser parte indispensável e até inconsciente de nossa rotina.

Há 2 anos e 10 meses eu tenho acompanhamento personalizado nas minhas atividades físicas e  há exatos 7 meses faço um treinamento funcional que para mim tem sido maravilhoso, não apenas por ser um treino mais curto e focado, mas por ser muito mais direcionado aos meus objetivos. E o mais importante, o fato de não ser realizado em uma academia – detesto academias – e ao ar livre, tem sido ainda mais prazeroso.

A dieta é a Dukan, confesso que eu prefiro adotar hábitos saudáveis como já venho fazendo há muito tempo, do que seguir à dieta. Mas minha meta é segui-la até alcançar o peso que estipulei para mim mesma.

Nesta busca por dicas de hábitos saudáveis, fui apresentada a vários blogs, perfis, sites, etc. O meu personal, vem insistindo na perda de percentual de gordura, inclusive com a ideia de montar um desafio entre seus alunos, e eu fiquei impressionada com os avanços que a Gabriela Pugliesi,  blogueira do Tips4life apresentou ao diminuir a ingestão de gorduras.

Dentre meus hábitos saudáveis para o corpo e para a mente estão:

  1. Alimentação balanceada;
  2. Treino funcional ao menos 3 vezes por semana;
  3. Drenagem com massagem relaxante ao menos 1 vez por semana;
  4. 1h30 de yoga ao menos 1 vez por semana!

Tudo isso me ajuda a reencontrar meu equilíbrio e levar minha pesada jornada de trabalho!

Beijos a todos os seguidores do Espartilho!

Confira abaixo a entrevista da Pugliese à Cristina Arcangeli, na qual ela compartilha sua experiência:

O que te motivou a cuidar do corpo?

“A princípio foi estética mesmo. Tinha uns 14 anos quando decidi emagrecer, pois fui gordinha na infância e nessa idade a gente quer cuidar do corpo por estética. A maturidade para pensar na saúde e nos benefícios que a alimentação te traz veio depois e é por esse motivo que me mantive saudável até hoje! O corpo é só resultado de uma vida saudável e de uma saúde plena.”

O que gerou uma maior transformação na sua forma física?

“Dieta e treino é a combinação perfeita, um não funciona sem o outro. Mas ainda acho que a alimentação tem mais participação em toda a mudança do corpo. Quando tiro gordura ( fritura, açúcar, farinha branca..) fico com o corpo que quero – magra e com os músculos aparecendo mais, nem tanto pelo treino mas porque a gordura sai, então o músculo “cola”, rss.”

Quando começou a mudar seus hábitos alimentares? Foi difícil?

“Na verdade eu não mudei do dia pra noite. Eu fui mudando, bem aos poucos, por isso não foi muito difícil. Mas eu sou acostumada a viver em dieta há muitos anos, então meu cérebro é automático. Eu sei que preciso sempre me controlar, se não engordo, pois eu tenho tendência e o corpo tem memória – por mais que eu seja magra hoje.

Não da pra falar que nunca penso em comer besteiras e que nunca sofri. Várias vezes tinha vontade de comer besteira, mas sou muito focada. Quando quero uma coisa sou disciplinada, mas a maturidade ajuda muito, tanto é que por muitos anos vivi o efeito sanfona, ficava magra mas às vezes “desistia”.

Hoje  consegui encontrar um equilíbrio e opto por ser saudável pela qualidade de vida que tenho, para a pele ficar mais bonita, para eu ter mais energia, por tudo… então é muito mais fácil negar uma coxinha quando penso em tantos benefícios. Graças a Deus eu amo viver assim. Prefiro comer alimentos saudáveis e dar uma escorregada de vez em quando – mas totalmente consciente, e sempre com equilíbrio.”

Muitas pessoas começam essa mudança e não dão continuidade. Em sua opinião porque isso é tão comum?

“Acho que o problema é a falta de paciência, pois ninguém muda da noite para o dia. É difícil esperar que os resultados apareçam, fazer com que a dieta deixe de ser uma fase para virar um estilo de vida… Isso só o tempo faz. Te falo que só de 1 ano pra cá eu AMO ser saudável e não sofro nada, mas por muitos anos ainda doía um pouco negar as besteiras que me rodeavam, rsss.”

Exagero

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , on maio 26, 2013 by Psiquê

4e58f98c12bef0e2b59be7bda2711392 (2)

Há algum tempo eu não sou adepta a nenhum tipo de exagero que acabe funcionando como uma agressão ao meu corpo. Seja comendo além do necessário ou ingerindo alimentos que o meu organismo não costuma digerir e aceitar bem, seja bebendo em demasia, trabalhando exageradamente, exercitando-me sem cuidado, dormindo pouco, etc.

Este final de semana, mais precisamente, este domingo foi um tanto quanto exagerado do ponto gastronômico. Estive com amigos, em momentos muito agradáveis, porém o meu organismo gostaria de ter ingerido uma quantidade mais comedida de alimento. Não sou adepta de atitudes exageradas nem para intoxicar, nem para desintoxicar o organismo, logo, o que posso fazer, além de ter cuidado para não repetir a dose, é hidratar-me bastante e beber alguns chás, dos quais sou uma verdadeira apreciadora…

Eu realmente detesto sentir que exagerei na dose…mas agora que está feito, o importante é aprender e agir de outra maneira da próxima vez. O interessante desta experiência é perceber o quanto o nosso organismo se acostuma a bons hábitos, boas e saudáveis escolhas, sem exageros.

Amanhã, uma nova semana se inicia e o importante é voltar a respeitar os limites do corpo, da alimentação, dos exercícios, do descanso.

Tenha uma ótima jornada.

Yoga

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 24, 2013 by Psiquê

bc9e540030fc8ab5faaa4a04573800d9

Iniciei há quase 1 mês a prática de Yoga e posso dizer que, apesar de ainda iniciante e não conhecedora dos detalhes que a prática envolve, estou amaaannndo!

Logo a seguir, comecei a procurar informações sobre a prática e descobri que existem várias modalidades. Não entrarei em detalhes neste post, mas a que estou frequentando chama-se Yoga Integral. Em uma dessas leituras me deparei com um texto sobre ansiedade que caiu como uma luva em muitas das minhas reflexões.

O texto de autoria de Pedro Kupfer, foi publicado no site Yoga.pro.br

“Um tempo atrás vi alguém usando uma camiseta com esta inscricão: whatever the answer, the question is the same: do Yoga (“seja qual for a pergunta, a resposta é a mesma: faça Yoga”). Às vezes, tenho a sensação de que essa afirmação determina minhas ações mais além do que admito para meus amigos não-praticantes de Yoga, por aquele receio (que deve ser familiar para muitos leitores), de ser taxado de radical ou obcecado com a prática.

Quando soube que um dos temas da presente edição seria como lidar com a ansiedade, pensei que esta era uma boa oportunidade para colocar no papel alguns truques que sempre foram usados no Yoga para manter sob controle essa velha e, para muitos, incómoda presença. Assim, depois de ter escolhido o assunto desta coluna, lembrei que a ansiedade é mais uma manifestação daquele problema básico, que é ver a si mesmo como alguém incompleto. Ou seja, volto à questão da frase daquela camiseta: “seja qual for a pergunta, a resposta é a mesma: faça Yoga”.

É um fato que, conforme transcorre essa jornada que é a vida, percebemos que alguns companheiros de viagem persistentes, com os quais precisamos conviver e negociar soluções. Um desses companheiros de jornada é justamente a ansiedade. Há outros, como a raiva, a tristeza, o medo ou o remorso. Digo que estes sentimentos são nossos companheiros de jornada, pois eles, intermitentemente, se manifestam, contra a nossa vontade de mantê-los longe. Às vezes, fico ansioso porque suponho que a prática de Yoga deveria curar a minha ansiedade, mas ela não passa. Embora seja aliviada, às vezes fica como que à espreita, latente, e me surpreende quando menos o espero.

Em relação ao Yoga, posso ficar ansioso porque tenho uma expectativa sobre algo que quero que aconteça, associada ainda com a tendência a antecipar o resultado da prática. Esse tipo de expectativas, sejam associadas com resultados como a melhoria do estado geral de saúde e bem-estar, o combate ao estresse ou até mesmo a busca dos estados de iluminação, podem se tornar importantes fontes de frustração.

Agitação, bloqueio e equilíbro: rajas, tamas e sattva.

Ansiedade é sofrer por antecipação ou preocupar-se desnecessariamente com coisas que ainda não aconteceram [abro colchetes: essa é uma frase que minha professora de Yoga usa, já na hora de induzir o relaxamento]. Nesse sentido, poderíamos dizer que a ansiedade é o oposto da depressão. Desde a visão védica, uma emoção ou um pensamento que nos leve à agitação ou à ansiedade são considerados rajásicos, enquanto que pensamentos paralisantes como aqueles que conduzem ao estado de depressão são considerados tamásicos. Respectivamente, as palavras rajas e tamas significam em sânscrito ação e imobilidade.

Se a ansiedade é a dificuldade para lidar com o excesso de aprêmios no cotidiano, a depressão é a falta mais absoluta de horizontes, estímulos ou inspiração para agir. Se você for ansioso, fique feliz, pois a presença da ansiedade indica que você está longe da depressão, já que estas duas situações, ansiedade e depressão, estão em extremos opostos dentro da ordem psíquica.

Assim, se quisermos ficar distantes desses dois extremos, devemos encontrar o caminho do meio entre um e o outro. Isso é chamado sattva. Esse termo quer dizer harmonia, equilíbrio e paz. Assim, devemos considerar que existe esse caminho do meio, o equilíbrio entre deixar-se arrastar pelos estímulos, ou tornarse absolutamente indiferente a eles. Assim, a ansiedade parece estar vinculada com algumas situações pontuais, como as seguintes:

1) a vontade de que o tempo pare, ou ande mais depressa, 2) a vontade de que as pessoas ajam de forma diferente, 3) a vontade de que as coisas aconteçam de maneira distinta e, 4) a impotência sentida ao perceber que não se está no controle.

Três passos para dizer adeus à ansiedade.

O primeiro passo para se livrar da ansiedade é assumir-se como alguém que tem ansiedade. De nada adianta ficar de costas para esse sentimento. Ignorá-lo equivale a varrer o problema para baixo do tapete, ou fingir que ele não existe. O segundo passo é deixar de considerar a ansiedade um problema! O terceiro e último passo é começar a olhar para si mesmo como alguém cuja tranquilidade e felicidade não dependem do resultado das ações e que, portanto, de nada adianta se preocupar antecipadamente com elas, assim como de nada serve se lamuriar quando os frutos delas ficam aquém dos nossos desejos.

O deus Krishna diz para o príncipe Arjuna, naquele diálogo imortal que é a Bhagavad Gita, que os problemas que tanto sofrimento lhe produzem são, em verdade, insignificantes. Porém, a situação de Arjuna é grave, por onde olharmos para ela: ele se vê na contingência de guerrerar contra a própria família. A enigmática e contundente resposta de Krishna ao desespero do príncipe é: “Estás te lamentando por quem não deves lamentar-te, embora tuas palavras sejam sábias. O homem realmente sábio não tem lágrimas, nem para os vivos, nem para os mortos” (II:11). O grande professor Hermógenes já disse o mesmo, com outras palavras: “Não se preocupe com ninharias. Tudo é ninharia!”

Seja qual for o caso, cabe lembrarmos que há coisas que, inevitavelmente, estão fora da nossa alçada, que não poderemos mudar, transformar ou melhorar, por maior que seja o esforço que façamos. Como diz aquele ditado português, aquilo que não tem remédio, remediado está. Por outro lado, algumas ações que realizamos no intuito de transformar ou melhorar alguma situação, nem sempre produzem os resultados esperados. Como diz aquele outro ditado, não adianta chorar sobre o leite derramado. Se o resultado ficou aquém das expectativas, pois relaxamos, respiramos fundo, viramos a página e começamos de novo.

Veja a ansiedade como uma aliada, não como um obstáculo.

Então, se tivesse que colocar a maneira de lidar com a ansiedade na forma de uma receita de bolo diria que, canalizada positivamente, a ansiedade pode ser uma importante força de realização, colocada à serviço do seu próprio crescimento pessoal. Podemos fazer com que ela trabalhe em nosso próprio benefício. Lembre que você não é a ansiedade, nem os pensamentos que a produzem, nem as emoções que a seguem. Lembre que você é tranquilidade e paz, independentemente de estar vivendo situações de instabilidade ou incerteza.

Talvez, o principal antídoto contra a ansiedade, afora os três passos acima mencionados, seja ver a si mesmo como alguém pleno e realizado, cuja felicidade não depende da execução de quaisquer ações ou da presença de quaisquer situações ou pessoas para ser feliz. Você não pode se tornar feliz ou pleno, pois você já é plenitude e felicidade! Se Krishna disse diálogo citado acima que o “sábio não tem lágrimas, nem para os vivos, nem para os mortos”, foi para lembrar a seu amigo e aluno que existe uma ordem, e que todos nós somos parte dela.

Não somos “uma porção” de plenitude, pois concluir isso é ilógico e incorreto. Somos a própria plenitude, àquela à qual nada pode ser acrescido, e da qual nada pode ser tirado. Quando olhamos dessa forma para nós mesmos, desaparece aquela pressão, aquela insegurança, aquela vontade de que o tempo voe ou pare, aquela vontade de controlar situações ou pessoas. Assim, aceitamos com gratidão o que recebemos e temos para viver a cada dia.

O autor destas linhas, por exemplo, sempre deixa a tarefa de escrever esta coluna para o último dia do prazo combinado com as editoras. Mas, ao invés de ficar me preocupando com o tema a ser abordado, ou com o fato de perceber que os dias vão passando e o texto não está pronto, simplesmente vou surfar e/ou faço meu trabalho, enquanto espero que a inspiração venha.

Às vezes, ela aparece num relâmpago e o texto fica pronto em meia hora. Outras vezes, fico até tarde na noite do último dia para terminar no prazo. Mas, em nenhum momento me estresso com isso. Hoje mesmo surfei por três horas antes de assumir que estava na hora de começar (e terminar!) este texto. E, agora, concluo calmamente, esperando que você, amigo leitor, o desfrute, da mesma forma que eu desfrutei ao escrevê-lo. Namaste!”