Arquivo para 2014

Seja você…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 21, 2014 by Psiquê

Imagem

Posso dizer que simbolicamente, agora chegou 2014…

Chega, portanto, o momento de tomar decisões, corrigir rumos e pensar nos passos para este ano que será um ano agitado. Ao ler “prognósticos” a respeito do período, descubro que o momento será de realizações… previsões que não posso negar me enchem de esperança. Os frutos de trabalho árduo iniciado no passado, especialmente a partir de 2004, começam a ser colhidos. E isso, já é em tempo, não?

Algumas vezes, estamos tão obcecados em estar em outro lugar que não o que ocupamos neste momento, de alcançar posições que permeiam nossos sonhos, que acabamos não reconhecendo o que já conquistamos até aqui.

Uma dica interessante é: ficar atento ao networking, se fazer lembrar, sempre, chamando atenção para is mesmo e atraindo benefícios par ao seu lado…

Também é importante preservar os contatos e as relações que se conquista: “se cuidar bem dos seus contatos, terá sempre alguém a postos para ajudá-lo. Use sua intuição e sensibilidade para acionar a pessoa certa na hora certa”. Outra dica válida é personalizar e individualizar o que entrega como trabalho, assim, mais reconhecimento e valor se conquistará. “Lembre-se de que você não é só o que faz ou como faz, portanto, tem que aproveitar mais do que nunca que o momento é de ser valorizado também por quem você é”. Bingo! Adorei!

Adaptado do livro: O livro da Lua 2014.

Novos rumos

Posted in Comportamento with tags , , , , , , on dezembro 24, 2013 by Psiquê

Angel Vargas Photography

 

Sempre que o ano chega ao fim, nos nutrimos de esperanças e planos para o próximo ciclo. A esperança nos anima, nos impulsiona, nos move. Eu amo a mudança, apesar de gostar da estabilidade e da paz, a mudança sempre me anima.

Hoje encontrei uma frase bem legal sobre esta fase de pensar o amanhã, o próximo passo: “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”. Fernando Teixeira de Andrade

E é verdade, estar apto a abandonar as roupas usadas nos abre portas para experimentar roupas novas, oportunidades novas, experiências novas.

Tenham um maravilhoso Natal e um próspero 2014!

O que deixar em 2013 e o que levar para 2014?

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 20, 2013 by Psiquê

Compartilho mais um texto do site Somos todos um, sobre um tema que já falei aqui há poucos dias, mas que é sempre válido refletir, uma vez que o ano se finda e temos várias expectativas em relação ao novo que se aproxima.

74e621cfdf8bca7e4aea0f72295e34bc

Refazendo as malas: o que deixar em 2013 e o que levar para 2014?, autoria de Rosana Braga

Impossível não pensar que o Ano Novo traz consigo, mesmo que simbolicamente, uma nova chance, um recomeço, uma oportunidade de fazer diferente e melhor! Claro, os mais céticos dirão que dia primeiro de janeiro nada mais é que o dia seguinte ao 31 de dezembro. Pode até ser! Porém, no final das contas, cada dia é o que você acredita que ele seja. Então, por que não aproveitar a data para, de fato, abrir um novo capítulo na sua história?

Há quem, sabiamente, faz um planejamento detalhado, com desejos descritos nas diversas áreas da vida, tais como amor, saúde, profissional, espiritual, alimentação, corpo, entre outras. Não tenho dúvidas de que debruçar-se sobre o exercício de escrever suas metas, colocando datas para alcançá-las, é altamente eficiente para organizar a mente e facilitar o processo de realização de seus sonhos.

Há os que preferem outros rituais. Existem muitos. Desde meditar sobre as perdas e os ganhos durante o ano atual e visualizar melhorias para o ano vindouro, até pular 7 ondas na virada, comer lentilhas, fazer oferendas, assistir à Missa do Galo, doar presentes, usar calcinha nova, entre muitas outras ideias populares ou personalizadas.

Minha sugestão para um Ano Novo que realmente valha a pena tem muito a ver com as lindas dicas de Carlos Drummond de Andrade, no texto Receita de Ano Novo: “(…)para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, (…) Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, (…) Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, (…) É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.”

Ou seja, Ano Novo não tem a ver com perfeição ou virar tudo às avessas. Tem a ver com consciência, aprendizado. Refazer as malas para esta nova viagem da vida aproveitando o que ainda serve, o que é bonito e nos cabe muito bem, e abrindo mão do que já não serve mais, já não condiz com quem nos tornamos depois de tudo o que vivemos neste Ano que está ficando para trás.

Então, desapegue-se das crenças limitantes. Construa algumas novas, edificantes. Reescreva seu perfil. Mude de ideia, sim, se considerar que a nova é mais a sua nova cara. Não há nada de errado em se refazer de um jeito diferente. Como diz o sábio Zé Simão, “quem fica parado é poste”. E tem mais: síndrome de Gabriela (“(…) Eu nasci assim, eu cresci assim. E sou mesmo assim, vou ser sempre assim (…)” – Gal Costa) nunca levou ninguém ao oásis de si mesmo.

E no que se refere ao amor que você deseja viver em 2014, saiba que primeiro precisa acreditar, de fato e de direito, que merece! Depois, reflita sobre o que pensou, até então, a respeito de si mesmo, de seu par (ou futuro par) e sobre relacionamento ou casamento. Em geral, quem não vive o amor que deseja é porque está se comportando com base em crenças equivocadas e que servem bem mais como armadilhas e obstáculos do que como trampolim ou atraentes desse amor! Encha-se e preencha-se de alegria e entusiasmo e viva um Ano Novo de luz, paz e amor, literalmente!

Meu prazer em criar e manter o Espartilho

Posted in Comportamento, você with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 18, 2013 by Psiquê

15a0ebd3a51cc9d8fc332b43cd558661

Ontem estava fazendo um balanço de 2013 e começando a alinhavar minhas expectativas para 2014, quando comecei a pensar sobre o quanto este espaço aqui tem sido e é importante para mim. Um espaço de compartilhamento de coisas e ideias que acho legais. Às vezes um tanto quanto confessional, às vezes reflexivo, às vezes apenas contemplativo. O importante é que ele me acompanha, com todas as mudanças, dificuldades, alegrias e sonhos que vivo ao longo dos anos…

Eu simplesmente tento concretizar em imagens, palavras e dicas,  tudo aquilo que pulsa em meu coração e que muitas vezes não posso dizer abertamente. Para vocês que por livre e espontânea vontade resolveram me seguir, me acompanhar…surge uma espécie de cumplicidade. Alguns levam meses sem falar nada e numa palavra se identificam por alguma situação que também estão vivendo. Muitas vezes são experiências pelas quais todos nós estamos suscetíveis a passar…

Obrigada a todos vocês que silenciosa ou abertamente me seguem, me lêem, me “ouvem”, me acompanham, me amam, me odeiam, me admiram, me respeitam…e entendem a importância que esse espaço tem para mim.

Este é um espaço que construí exatamente para isso, para expor ideias que pudessem ajudar alguém mesmo atemporalmente, compartilhar experiências que me impulsionaram e que podem impulsionar alguém, enfim…Se deparar com uma vida que pudesse ao ler o que escrevo, encontrar um afago, uma esperança, uma motivação.

Eu sou apaixonada pelo Espartilho e quero que vocês cresçam e se multipliquem (rsrs). E continuem me seguindo secreta ou abertamente, do jeito que preferirem.

Agradeço imensamente pelas experiências que vivi em 2013 e que 2014 seja um ano de muitas, muitas conquistas e transformações. Afinal é a mudança que nos move!

Que venha 2014…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 13, 2013 by Psiquê
Arkadiusz Branicki  Photography

Arkadiusz Branicki Photography

Mais um ano está chegando ao fim e com ele, mais uma vez, nos enchemos de esperanças, planos, sonhos e projetos. É sempre um tempo de pensar o futuro, corrigir rumos e tentar acertar mais e errar menos. Não posso negar que também passo por essas fases como quase todo mundo.

Apesar de não me empolgar com as festas de final de ano e a ideia de que as pessoas são mais legais e amorosas nesta fase, eu realmente nutro uma forte esperança de que dias melhores sempre virão, sempre que um período se fecha e um novo começa. Apesar de consciente de que os anos não passam de uma convenção e que o dia 31 de dezembro não marca uma ruptura a não ser no nosso imaginário, tenho certeza também que os ciclos se fecham e recomeçam de tempos em tempos e recomeçar é tão gostoso…fazer planos é tão saudável e empolgante…conquistá-los, então, é ainda mais legal. Neste sentido fale aproveitar esta fase e se dedicar a pensar os próximos passos sim…

Para descontrair um pouco compartilho uma “corrente” engraçada que recebi ontem…

“Todo mundo te deseja: paz, saúde, amor, etc… já eu te desejo que tenha relações sexuais incríveis, mil noites de prazer, farra com os amigos. Que trabalhe e te paguem o triplo, que ganhe na loteria, que mude para uma linda casa e que tenha grandes satisfações. E, principalmente, que continue sendo essa pessoa fantástica que você é. ”

Que venha 2014 com muito mais oportunidades para todos nós.