Arquivo para aprendizado

Metas e persistência

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , on novembro 29, 2013 by Psiquê

f7428b2851b3ca8922fc8b5f509d0cd9

 

Hoje estava refletindo sobre metas, expectativas e persistência, associado ao nível de frustrações que nos deixamos sentir e o quanto ela interfere na nossa trajetória. Há uma máxima muito interessante que não pode ser levada exatamente ao pé da letra, mas é válida para nos guiar e evitar perdas de tempo com choramingos desnecessários: “sem expectativas não há frustrações”.

É evidente que as expectativas nos movem, sempre. Mas devemos nos mover em direção a um objetivo, conscientes de que tudo pode acontecer, sucesso, fracasso, um pouco dos dois. Porém a certeza do aprendizado em todas as atitudes nos move a dar valor ao caminho e não ao ponto de chegada. Assim ganhamos muito mais. Hoje eu só tenho a agradecer, por minha vida não ser fácil, por ralar muito todos os dias, por chorar, sorrir, gritar e até me frustrar um pouco, mas aprender!!!!

Aprender sempre. Tenham um excelente final de semana e busquem a eficiência e o bom desempenho em tudo, sem expectativas excessivas, pois assim, o ganho – em satisfação e felicidade – é sempre certo!

“O bonito me encanta. Mas o sincero, ah! Esse me fascina.”

Posted in Comportamento with tags , , , , , , on outubro 3, 2012 by Psiquê

Imagem

Clarice Lispector consegue me encantar em várias de suas falas, obras, citações, publicações. Muitas vezes, sequer requer muitas palavras. Esta frase “O bonito me encanta. Mas o sincero, ah! Esse me fascina“, chamou minha atenção, pois a sinceridade é uma virtude encantadora, mais ainda quando se consegue ser sincero sem ser grosseiro ou incisivo.

Vivemos em um mundo em que a sinceridade não é valorizada e, muitas vezes, se não nos policiarmos, nos envolvemos em uma rotina de encenações e falsidades. A sinceridade é um valor importante em nossa vida. O exercício da empatia, do carinho pelo próximo, do respeito, nos capacita a demonstrar sinceridade sem ferir o outro. Mas como tudo na vida… é um aprendizado e um exercício constante.

Boa semana.

Realização

Posted in Comportamento with tags , , , , , , on agosto 16, 2012 by Psiquê

Certa vez, conversando sobre a filosofia budista de buscar a felicidade e a realização no presente, me dei conta do quanto perdemos tempo revivendo o passado e projetando o futuro. Não que tenha conseguido superar esse padrão, mas importante respeitar e reconhecer as conquistas diárias. Nunca neguei que cada dia vivido, é fruto de uma conquista e requer agradecimento!

Vivo projetando meu futuro, sonhando e querendo mais, mas devo reconhecer que a vida é generosa conosco e que cada momento, ainda que doloroso, é fruto de uma necessidade de aprendizado e aperfeiçoamento.

Seja o que tenha vivido e conquistado até o momento: agradeça!!!!

O agradecimento expande o coração e abre nossa vida para mais conquistas e realizações.

Sapateado

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 12, 2009 by Psiquê
André Brito
André Brito

Pasmem, desde os 12 anos sonhava em dançar flamenco ou sapateado, mas nunca tive coragem de entrar no curso.

Eis que esta semana eu dei de presente o livro Pílulas de Neurociência para uma vida melhor para meu marido (um presente que eu já dei dizendo que ia tirar uma casquinha!) – de Suzana Herculano-Houzel.

O livro é ótimo e trata de uma maneira descontraída de vários assuntos que nos envolvem no dia-a-dia. Ele é divido em 10 seções: Sozinho, A dois, Em família, Em sociedade, Exercício & outros remédios, Lazer, Música, Decisões, Corpo & cérebro, Mente & espírito, com vários artigos cada uma.

2845983

Ao começar a ler o livro me deparei com a seção Sozinho e o artigo Prazer em aprender, no qual a autora fala sobre um desejo da filha em trocar as aulas de balé por sapateado e que ela resolveu seguir. Eis o relato  de sua experiência:

” Logo nas primeiras aulas já aprendemos a transformar o clop-clop desorganizado das chapinhas metálicas sob os sapatos nos sons ritmados dos passos mais básicos. (…) E então surgiu um problema inusitado: a vontade de passar o dia todo batendo ritmadamente os pés no chão. Até que eu me controlo, mas me vi com uma versão humana do pinguinzinho Happy Feet dentro de casa que não consegue manter os pés quietos sob a mesa de jantar e que , em vez de andar, sapateia – e de chinelos, daqueles bem barulhentos.”

“(…) O aprendizado depende ao menos de três fatores: repetição, base das mudanças sinápticas que implementam a nova maneira de agir, pensar ou sentir; retorno negativo, que informa quando se erra e é preciso tentar quando se fez a coisa certa que deve ser repetida no futuro”.

Desde então comecei a voltar a sonhar com os sapatinhos com chapinha e no andar ritmado de uma percursonista com os pés. Cheguei a visitar o blog: Divulgando o sapateado por aí e começarei minha semana  ligando para as academias mais próximas. Ai, ai, tomara que dessa vez eu aprenda uma modalidade sonhada que me dê prazer, paz, felicidade e boa forma.