Arquivo para chocolate

6 maneiras “curiosas” de perder peso

Posted in Comportamento, Saúde with tags , , , , , , , , , , , on agosto 13, 2014 by Psiquê

2990796

A matéria que compartilho aqui foi publicada pela revista Marie Claire, sob o título “Conheça 6 maneiras nem um pouco convencionais (mas com base científica) para perder peso

Algumas destas dicas são no mínimo curiosas, mas legal compartilhar com vocês. Trata-se de uma série de dicas supostamente comprovadas cientificamente que ajudariam na perda de peso. Como estes cuidados são parte integrante do cotidiano de muitos de nós, não custa tentar aprofundar ou pôr em prática aqueles que ainda não tentamos.

Vamos às dicas da matéria:

1. Cheirinho
Cheirar (sim, cheirar!) hortelã com frequência pode ajudar a diminuir a fome e, consequentemente, a ingestão de calorias, por um estudo realizado em dezembro. Pesquisadores da Universidade Wheeling Jesuit, nos EUA, relataram que voluntários que cheiraram óleo de hortelã a cada duas horas, durante cinco dias seguidos, sentiram menos fome e ingeriram menos calorias do que o habitual.

2. Alerta da louça
Comer em um prato vermelho contribui para você comer menos. Um experimento realizado pela Universidade de Parma, na Itália, ofereceu pipoca, chocolate e creme para as mãos em pratos vermelhos, brancos e azuis. Os participantes comeram menos e usaram menos creme quando os produtos estavam dispostos na louça vermelha. Uma possível explicação é que a cor lembra proibido ou perigoso, induzindo as pessoas a serem mais cautelosas. (Será?)

3. Dinheiro ou cartão?
Pagar suas refeições em dinheiro pode ajudar você a economizar calorias. A Universidade Cornell, nos EUA, analisou como os estudantes de 2.314 escolas públicas pagam suas contas. Nas escolas que aceitam dinheiro, 42% dos alunos escolheram comidas saudáveis. Já nas que só aceitam cartão apenas 31% fizeram escolha semelhante. E mais: as crianças que usam dinheiro compraram 20% a mais de vegetais frescos que seus pares.

4. Chocolate
Não se sabe por que, mas um estudo garante que comer chocolate está relacionado a índices mais baixos de gordura abdominal. Isso vale inclusive quando os pesquisadores consideram outros fatores que podem influenciar os níveis de gordura dos participantes, tais como a frequência com que eles se exercitam e quão saudável eram suas dietas em geral. Cerca de 1.500 adolescentes, acima de 17 anos, relataram o que comeram por dois dias não consecutivos e, depois, foram medidos, pesados e analisados. A conclusão: dietas ricas em chocolate estavam ligadas ao menor crescimento abdominal. (Opa!)

5. Dormir no frio
Uma pesquisa analisou 31 pessoas saudáveis, parte dormiu em quartos a 18ºC e a outra, a 24ºC. Aqueles que passaram a noite no ambiente mais frio perderam 7% a mais de calorias que os outros. Isso porque o corpo precisa gastar energia para manter a temperatura estável. Não se sabe, porém, como o organismo compensa essa queima, talvez você sinta mais fome. Vale lembrar que não adianta se enfiar debaixo de várias cobertas nem vestir um pijama quentinho. Você só vai perder calorias se aguentar o frio. (Xiiii!!!!)

6. Fotos de comidas saudáveis
Não apenas a ingestão, mas as imagens de frutas e vegetais podem ajudar na perda de peso. Estudiosos dividiram 69 mulheres (algumas em dieta e outras, não) em dois grupos: ao primeiro foram oferecidas fotos de alimentos saudáveis, como frutas e produtos diet; e, ao segundo, imagens de coisas que lembravam comidas, como um sol que parecia uma laranja. Aos dois grupos foram servidos lanches. O que aconteceu? Quem não estava de dieta comeu a mesma quantidade, independente das fotos. Mas as que estavam de dieta e viram fotos de alimentos de baixa caloria comeram menos do que aquelas que viram objetos. Os pesquisadores acreditam que as imagens funcionam como um lembrete visual sutil de suas metas para a perda de peso.

Anúncios

A sutileza do encanto…

Posted in Erotismo, Poesia Erótica, Relacionamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 26, 2014 by Psiquê

Desire

Estava refletindo sobre a questão do encantamento, dos sentimentos, dos desejos, das sensações e o quão tênue pode ser a linha entre o encanto e a desilusão. Não há como racionalizar certas coisas…

…muitas das nossas sensações são inexplicáveis e incompreensíveis à luz da racionalidade. Observar uma foto como esta, ouvir uma música gostosa, sentir um gosto exótico, um perfume atraente, desfrutar de um toque inesperado…as válvulas que despertam o desejo podem ser das mais variadas naturezas e origens, mas a capacidade de despertar em cada um a seu modo o desejo ou o desprezo são por vezes impossíveis de explicar.

Essa é uma das razões pelas quais nós, seres humanos, somos encantadores e apaixonantes. Este meu blog é uma joia, pois permite dividir com vocês um pouco do meu encantamento com a natureza humana e nossa capacidade de encantar, desejar, apaixonar, amar…

Tenham uma noite encantada, bebam uma taça de vinho, assistam ao filme que desejarem, degustem uma comida gostosa, comam um chocolate, apreciem cada segundo que a vida pode lhes proporcionar.

Uma ótima noite de sábado a todos.

 

Tapioca na dieta!

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 6, 2014 by Psiquê

48041e907df134f205e9595f711afd06

Eu estou amando comer tapioca e dizem que ela é a nova joia das dietas…

…típica das regiões norte e nordeste e uma delícia, ela substitui o pão no café da manhã ou no lanche da tarde. E pasmem ela é muito fácil de fazer e fica muito saborosa. Os recheios podem ser variados: nos meus lanches costumo comer com tomate, manjericão e queijo branco ou com peito de peru e queijo branco, mas também fica maravilhoso com queijo coalho, banana com canela, etc…

Veja esta matéria que fala um pouco dos motivos que levam os amantes da malhação a adotarem este novo ‘coringa’ nas dietas.

“Entre sucos verdes, shakes de proteína e omeletes, um elemento tem sobressaído na mesa do desjejum dos cariocas. Antes restrita às barracas típicas da Feira de São Cristóvão e aos cardápios de cafés e lanchonetes da cidade, a tapioca ganhou lugar cativo na frigideira daqueles que prezam pela boa forma. Ocupa o espaço do pão integral, com a vantagem de ser mais leve e saudável por um motivo principal: não contém glúten. “A tapioca não possui a gliadina, uma proteína que colabora para o aumento da inflamação do organismo e da gordura abdominal. E ainda tem menos sódio do que os pães“, explica a nutricionista funcional Andrea Santa Rosa, membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional. As calorias se igualam: 90 kcal tanto para a tapioca quanto para uma fatia de pão integral.

Típica das regiões Norte e Nordeste, a tapioca é feita à base de mandioca. Sua massa é extraída da fécula – também é conhecida como goma ou polvilho doce. “É uma espécie de farinha equivalente ao amido, um açúcar simples, comum na mandioca, na batata e em diversos cereais. É uma ótima alternativa para saciar a fome, por ser rica em carboidratos“, justifica Alfredo Cury, endocrinologista e proprietário do Spa Posse do Corpo. No entanto, apesar de garantir mais energia para os treinos, a guloseima também é mais pobre em proteínas e vitaminas. “A solução pode vir dos recheios: ovos mexidos, atum, queijos brancos, carnes magras como peito de peru e frango desfiado, por exemplo”, sugere ele.

A praticidade do prato é mais um motivo para os marombeiros adotarem a tapioca no menu diário: para preparar, basta um fio de azeite antes de passar a goma na peneira (para que ela não grude) [eu fiz na frigideira anti-aderente e não grudou, mesmos em azeite], espalhando -a pelo fundo da frigideira . A nutricionista Andrea Santa Rosa recomenda a adição de uma colher de chá de chia na massa, “que ajuda ainda mais a reduzir o índice glicêmico e ainda enriquece a refeição com ômega 3”. Depois, é só tostar um pouco e virar o disco, como uma panqueca – faça com o auxílio de uma espátula, para não quebrar. Adicione o recheio, dobre e toste mais um pouco.

1a5e69cc50226dd31593c860efd553e1

ESQUEÇA

Os recheios conhecidos da culinária nordestina – com carne seca ou queijo coalho, por exemplo – e os muito gordurosos, à base de catupiry ou calabresa.

APOSTE
Nas misturas saudáveis para rechear. Além de proteínas magras, frutas como banana e morango são ótimas opções. Se quiser misturar doce com salgado, vá de combinações como cottage com mel ou ricota com geleia de frutas natural, sem açúcar.

Como fazer e opções de recheios

Receitas

Tapioca: a aliada da dieta

A revista Boa Forma trouxe umas dicas desta deliciosa aliada das dietas, abaixo, segue um modo de preparo.

Como fazer a tapioca perfeita 

Os experts contam todos os segredos para você fazer um “beiju” crocante, delicioso e com poucas calorias:

O caminho mais fácil é comprar a goma de tapioca já hidratada, passar a farinha por uma peneira e armazenar na geladeira. “Ela também pode ser congelada”, garante a alagoana Simone Brandão, que faz a melhor tapioca de Salvador, segundo o guia Comer & Beber da revista VEJA. Abaixo, ela ensina o passo a passo.

1. Se a massa já estiver armazenada há algum tempo ou contiver alguns caroços, passe mais uma vez pela peneira no dia do preparo. Separe todos os ingredientes que for usar: a fécula já peneirada e cada componente do recheio já ralado ou cortado. Há quem goste de acrescentar uma pitada de sal na fécula antes de colocar na frigideira

2. Coloque uma frigideira antiaderente pequena (de 10 a 12 centímetros de diâmetro) no fogo, mas não deixe esquentar demais ou o beiju ficará borrachudo. A textura ideal é crocante. Importante: não precisa colocar um pingo de gordura na frigideira para fazer.

3. Espalhe 2 colheres de sopa da farinha na frigideira, de modo a formar um disco fino uniforme, sem buracos. Ou use uma peneirinha para espalhar a farinha na frigideira, contando com a ajuda de uma colher para desmanchar eventuais carocinhos.

4. Quando a massa estiver coagulada, grudada, coloque recheio, não precisa virar, apenas espalhe os ingredientes e feche, dobrando a massa ao meio, como uma meia-lua. Ela não demora mais do que três ou quatro minutos para ficar pronta.

5. Se for fazer a tapioca simples, pura, ou apenas com manteiga, vire, passe a manteiga (ou margarina ou azeite) e deixe alguns minutos, até o outro lado também ficar crocante.

6. Passe sempre um papel-toalha na frigideira entre o preparo de um beiju e outro.

Recheios levinhos 
Doce ou salgado? Você escolhe! Veja as sugestões de Eneida Bomfim

Queijo de minas com ervas 
1 fatia média de queijo de minas picada ou ralada em ralo grosso , 1 pitada de manjericão seco ou algumas folhas de manjericão fresco. Rende: 1 porção (123 calorias)

Ricota, tomate e orégano 
1 fatia média de ricota passada no ralo grosso, 5 tomates-cereja cortado em rodelas, 1 pitada de orégano. Rende: 1 porção (188 calorias)

Frango grelhado, tomate, azeitona e alface 
2 col. (sopa) de de frango grelhado, cortado em cubos, 3 tomates -cereja cortados em rodelas, 4 azeitonas pretas picadas, 1 folha de alface picado Rende: 1 porção (214 calorias)

Damasco, ameixa, morango e cereja 
1 damasco seco picado, 1 ameixa seca picada, 3 morangos frescos picados, 3 cerejas picadas. Rende: 1 porção (120 calorias)

Morango e chocolate 
4 morangos pequenos picados, 25 gramas de chocolate amargo derretido. Rende: 1 porção (216 calorias)

OITO razões para comer tapioca, leia mais aqui.

1 – Prática – Basta apenas hidratar o polvilho e a massa, quando aquecida, já está pronta.
2 – Versátil – Permite diversos tipos de recheios e sabores. É possível transformá-la em panquecas e até em pizzas.
3Substitui o pão – Fonte de carboidratos, ela pode ser uma aliada no café da manhã em substituição ao pão. Basta escolher o recheio mais adequado ao seu plano alimentar e necessidades nutricionais.
4 – Não contém glúten – Por ser feita a partir da mandioca, favorece na redução dos efeitos colaterais presentes no glúten a quem tem doença celíaca.
5 – Tem pouca caloria – 50g de tapioca corresponde a metade das calorias de duas fatias de pão.
6Alternativa de refeição pré-treino e pós-treino – Por ser digerida mais rápido, fornece energias mais rapidamente para o corpo, ideal durante a prática do exercício físico. E também como recuperação rápida de energia no pós-treino.
7Baixo teor de sódio – Tem menos teor de sódio do que alimentos industrializados, como pães, biscoitos.
8 – Livre de gorduras e açúcar – Como sua preparação é feita a partir de farinha e água, não possui, açúcar e nem gorduras.

Metas e estratégias com liberdade e compromisso

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , on abril 3, 2012 by Psiquê

 

Imagem

A disciplina é algo fundamental para alcançarmos metas que nos são importantes. Ocorre que, muitas vezes, queremos algo, mas não estamos tão dispostos a radicalizar, ou não precisamos fazê-lo. É claro, que quando as metas estão envoltas em necessidades urgentes do tipo: preciso perder 10 quilos por motivo de saúde, ou reduzir as taxas de glicose ou colesterol, por recomendação médica, tudo isso ganha outra conotação.

Estou me referindo, entretanto, às metas que estipulamos em nossas vidas, por livre e espontânea vontade, sem urgências pontuais. Exemplo: manter o peso abaixo dos 60 quilos, deixar o cabelo crescer 30 cm com saúde e beleza, ficar bronzeada, manter a pele hidratada e viçosa, etc. Essas pequenas metas, podem ser perseguidas, sem grandes sofrimentos.

Temos várias dessas pequenas metas em nossas vidas, mas muitas vezes nos sabotamos, por cairmos em tentações imediatas. Nem sempre é fácil vencer tais tentações, e vou confessar uma coisa, nem sempre é preciso. A melhor maneira de manter o foco e pensar firmemente no objetivo final. Um exemplo muito comum desses deslizes é a dieta. Se queremos emagrecer e nos empenhamos em fazer atividades físicas, comer alimentos mais saudáveis, fazer massagens e tratamentos estéticos, precisamos pensar com uma certa frequência no objetivo final: estar magra, bem e linda. 

O negócio é buscarmos sempre força no objetivo final, sem sofrer com isso, comendo um chocolatinho quando não for possível resistir, dormindo mais um pouquinho quando a preguiça falar mais alto, mas sem fazer desses pequenos ‘boicotes’, algo frequente.

Sucesso a todas com suas metas!

Fetiche

Posted in Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , on outubro 22, 2011 by Psiquê

João Marcelo Oliveira Machado Olhares 3

Fetiche

Fetiches?!
Doce de leite pastoso delicioso
Fácil de espalhar
Irresistível se lambuzar

Piercing Língua Umbigo
Barriga masculina
Quadris femininos

Três quilos de chocolate branco derretidos
Quentes escaldantes
Despejados sendo
Em maravilhosos corpos humanos
Voraz Insaciável Compulsiva
Com doces?
Só com doces!!…

Autoria: Liz Christine

Ouça seu corpo com atenção

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , on abril 15, 2008 by Psiquê

Não sei sobre o que escrever, um dia tão cheio e tão sem inspiração…

Resolvi falar de uma coisa que normalmente sentimos, mas não damos atenção. Quase diariamente após o almoço sinto uma vontade enorme de ingerir uma pequena dose de doce. Quando a TPM ataca ou a ansiedade, a vontade aumenta ainda mais.

Ao ler a Revista Nova de abril, deparei-me com uma pequena notinha muito interessante sobre o tema. Intitulada Tentações Decodificadas, tratava das mensagens que as tentações podem esconder. O desejo incontrolável por pão ou massa pode significar que você não se alimentou o suficiente. O desejo por carboidratos é uma forma do corpo gritar por energia.

O desejo por doces ou chocolate (minhas grandes tentações) pode esconder a carência de proteínas. Na ausência desse nutriente o corpo anseia por um combustível potente que possa elevar a taxa de glicose. Segundo a reportagem, a alternativa é tomar um copo de leite que repõe cerca de 31% das necessidades diárias de proteína.

O desejo por salgadinhos pode camuflar uma desidratação. O organismo anseia por algo salgado no intuito de segurar a água ainda existente no organismo. Solução alternativa: tomar um suco refrescante. Lembre-se que o sal retém líquidos e pode causar outros problemas.

Achei superinteressante, pois muitas vezes deixamos escapar esses “gritos” do organismos e acabamos camuflando probleminhas que podem levar a graves distúrbios no futuro.

 

Eu só quero Chocolate…

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , on março 20, 2008 by Psiquê

checkmezov-mikhail-m_chec.jpg

Photo by Mikhail Checkmezov

Para minha alegria e das companheiras chocólatras (Thaís, Mari, Adri, Gabi) lá vai uma ótima notícia que ouvi no rádio ontem: o chocolate preto (especialmente o amargo), em doses pequenas diárias, é bom para a saúde, alivia o estresse, os sintomas da TPM, cura tosses e aumenta a longevidade. Podem acreditar nisso?

Segundo estudo do King’s College, em Londres, 50 gramas de chocolate contém a mesma quantidade de flavonóides que 6 maçãs, 2 taças de vinho ou 7 cebolas. E os flavonóides foram apontados como importantes no combate aos radiciais livres, tendo propriedades essenciais que ajudam a manter a saúde cardiovascular.

O reconhecimento das propriedades do cacau não é novo. Desde o século XVI, padres espanhóis reconheciam os valores nutricionais das bebidas a base de cacau ingeridas pelos maias, como substituto nutricional. Em 2004, cientistas norte-americanos reconheceram na National Academy of Sciences que o cacau é eficaz em manter a pressão arterial baixa, o que foi constatado estudando os hábitos dos índios Kuna, na costa do Panamá. Os nativos tinham por hábito comer grandes quantidades cacau, rico em flavonóides. Ao natural os benefícios eram maiores, quando processados os produtos perdiam um pouco dessas propriedades.

A opção mais saudável é o chocolate preto, com 70% de cacau. Não adianta comer o branco, que na minha opinião nem chocolate é, pois ele não contém cacau. E os benefícios supra-citados são provenientes do cacau.

Outros benefícios creditados à ingestão moderada e diária de cacau:

  • bom para a prevenção de trombose venosa durante vôos, já que os efeitos anti-coagulantes de pequenas quantidades de chocolate (rico em cacau) são semelhantes aos da aspirina, segundo o professor Cate Keen, of the University of California;
  • reduz níveis de colesterol ruim (LDL). Estudos da Penn State University, constataram que a dieta rica em chocolates apresenta níveis de anti-oxidantes mais elevados no sangue e níveis mais baixos de colesterol LDL, o tipo que é vinculado a entupimento das artérias e doenças cardíacas;
  • melhora na pressão arterial. Estudo relatado na New York to the American Society of Hypertension revela que os flavonóides do cacau agem sobre uma enzima chamada óxido nítrico sintase (nitric oxide synthase) que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, melhorar as funções renais e diminuir a pressão arterial;
  • curam tosse. Segundo a Imperial College London a teobromina (theobromine), ingrediente-chave do chocolate, é três vezes mais eficiente que a codeina (codeine), usado em analgésicos e morfina, quando usado para curar tosses e resfriados. A teobromina trabalha suprimindo as atividades dos nervos vagus ou pneumogástrico que causa a tosse e ainda por cima não produz efeitos adversos nos sistemas nervoso central e cardiovascular;
  • droga do amor. Os chocolates contém a droga tryptophan, que o cérebro usa como neurotransmissor para produzir serotonina, cuja incidência no cérebro é vinculada à sensação de felicidade, satisfação. O chocolate também contém pequenas quantidades de feniletilamina (phenylethylamine), que está vinculada a sensações de atração e excitação no centro de prazer do cérebro, semelhantes aos que se atinge durante o orgasmo.

CUIDADO COM OS EXCESSOS. Claro que O CONSUMO DE CHOCOLATE deve ser combinado com hábitos saudáveis, prática de exercícios físicos, dieta balanceada, ingestão de muito líquido – aquelas coisas mais que estamos acostumadas a ver por aqui.

Lembre-se que uma barra pequena pode conter 1/4 das calorias diárias recomendadas para a dieta de uma mulher e a substância contém gorduras saturadas que contribuem para doenças cardiovasculares.

Para consumo diário sem comprometer sua dieta, prefira as variedades de chocolate preto (meio amargo) que tenham 70% de cacau sólido e verifique se contém baixos níveis de manteiga de cacau.

Fonte: Chocolate Medicine