Arquivo para circulação

Seu corpo, seu templo, sua responsabilidade!

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 24, 2014 by Psiquê

51d3dcbfae1827b820f60198b692dddf (1)

Muitas vezes escuto as pessoas reclamarem que precisam comer coisas saudáveis e não gostam, que estão com sobrepeso, mas não conseguem parar de comer doces, gorduras, frituras, pães, refrigerantes, açúcares diversos…

Somos responsáveis por tudo o que fazemos com nosso corpo, e apesar de muitas vezes não estarmos imunes ao estresse e à correria do dia a dia, podemos sim, exercer nosso controle sobre aquilo que ingerimos, sobre o movimento que fazemos com o corpo, sobre hábitos bons e ruins aos quais nos submetemos.

Há alimentos que tenho total consciência que não me fazem bem e que, se não posso, eliminá-los, posso ao menos reduzi-los. Tudo aquilo que ingerimos refletirá na saúde do nosso corpo!

Se bebemos água, sucos naturais, frutas, alimentos saudáveis e com pouco ou nenhum glúten, produtos com baixo teor de lactose (principalmente nos casos de intolerância a estes dois últimos itens), sei que meu corpo reagirá muito melhor…Então por que insistir em comer farinha demais, ingerir bebidas alcoólicas em excesso, comer açúcar e gordura além da conta, se meu corpo fica muito melhor sem esses ingredientes?

É preciso ter consciência de que somos responsáveis por aquilo que ingerimos e pelo que queremos do nosso corpo. As sensações que buscamos, a saúde que almejamos, o bem-estar que desejamos depende de tudo aquilo que consciente ou inconscientemente oferecemos ao nosso corpo.

Não adianta nos encher de alimentos que sugam nossa energia e nossa saúde e querer ter uma boa digestão, boa circulação, o intestino funcionando bem, a pele livre de acne e alergias. Se queremos manter boa saúde, peso ideal, pernas sem inchaço, eliminar a retenção de líquido, manter o intestino funcionando bem, ter um sistema digestivo em bom funcionamento, precisamos atentar para aquilo que colocamos em nosso corpo.

Quando entendemos que devemos tratar nosso corpo, como nossa morada, nosso templo, nosso refúgio, teremos consciência de que somos totalmente responsáveis por tudo o que colocamos nele e consequentemente pelas reações que ele apresenta.

É fundamental assumir a responsabilidade por tudo aquilo que fazemos com o nosso corpo para termos uma relação melhor com ele. A vida é feita de escolhas e muitas vezes, é uma questão de mudança de perspectiva e de hábitos. Se sei que algo me traz uma satisfação imediata, mas logo trará mal estar, arrependimento, má digestão, gases, asia, dores de cabeça ou dores em geral, por que abrir mão de me sentir bem no longo prazo?

Vamos pensar a respeito? Que hábitos saudáveis você tem para compartilhar conosco?

5888f1106b681a17edbebcf1f9dd1df1

Leia também:

Seu corpo – seu templo

Nosso corpo, nosso templo

O corpo é seu templo

Seu corpo, templo de sua alma

Seu corpo, seu templo, seu prazer

Melhorando o corpo: pernas e bumbum

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 25, 2008 by Psiquê

Photo by Martin Zurmuehle

PERNAS PERFEITAS:

Pernas bonitas devem ser fortes, com musculatura definida e firme. Além disso, precisam mostrar pele impecável, hidratada e contornos na medida.

EXERCÍCIOS:

O melhor dos treinos para as pernas é barato, pode ser feito a qualquer hora e é muito eficaz: basta trocar o elevador pelas escadas. Acredite, subir três lances de escada por dia (para começar) trabalha vários músculos dos membros inferiores, favorece a circulação sanguínea e estimula a parte cardiorrespiratória. Uau!!! Todas nós podemos fazê-lo.
Se você já faz caminhadas diárias, escolha lugares que alternem áreas planas e inclinadas. O esforço ajuda a definir especialmente a panturrilha. Quem trabalha o dia todo sentada, já sabe: nas últimas horas do dia as pernas estão pesadas, inchadas e, algumas vezes, doloridas. Habitue-se a colocá-las para o alto no final do dia (10 minutinhos antes de dormir). A posição favorece o retorno do sangue e elimina inchaços e dores.

ALIMENTAÇÃO:

Um estudos publicados sobre o papel de alguns alimentos sobre a flacidez da pele e que pode ser interessante para a elasticidade das pernas é de autoria do dermatologista norte-americano Nicholas Perricone. Segundo ele, não podem faltar no cardápio diário de quem se preocupa em manter a pele firme:
peixes ricos em ômega-3, como salmão, atum e sardinha
frutas oleaginosas, como nozes, castanhas e amêndoas (duas por dia)
azeites em geral (moderadamente)
frutas vermelhas, como amora, framboesa e morango

Isso sem falar nos benefícios da gelatina de preferência sem açúcares para não engordar.

COSMÉTICOS:

A hidratação caprichada é essencial para manter as pernas lisinhas, macias e luminosas. Mas se você for vítima de estrias ou flacidez, pode optar por um produto que, além de hidratar, possua firmadores ou renovadores da pele.

1) Loção Hidratante Aveia e Mel com Colágeno Mariah, Neorly, R$ 5
2) BodyActive Sistema Firmador Corporal e Prevenção de Estrias, O Boticário, R$ 58
3) Wellfeet Lemongrass Cooling Gel, ArtDeco, R$ 84
4) Polpa Hidratante Cacau Pernas e Pés, Natura, R$ 21
5) Soufflè Hidratante Corporal, Racco, R$ 65

BUMBUM LIVRE DA CELULITE:

O bumbum, preferência nacional, tem como inimiga número 1 a celulite. Doença que envolve não só a metabolização errada da gordura como problemas circulatórios, acúmulo de líquidos e toxinas e enrijecimento de fibras de sustentação da pele – ela necessita de ataque em várias frentes para não aparecer.

EXERCÍCIOS:

Qualquer exercício aeróbico feito com regularidade atua na queima de gordura extra, mas ginástica localizada pode acelerar o resultado:
Deitada sobre uma superfície firme, com joelhos flexionados e separados e braços ao longo do corpo, erga o bumbum (contraindo-o ao máximo) poucos centímetros do chão. Mantenha por alguns segundos. Faça três séries de 10, de três a cinco vezes por semana.

ALIMENTAÇÃO:

Evite alimentos com substâncias tóxicas (corantes e conservantes), que retenham líquidos (sal) e que contribuam para o acúmulo de gordura (açúcares, produtos com farinha branca). Um exemplo? Embutidos.
Adote opções que ajudem na eliminação de líquidos e toxinas (frutas e grãos, fontes de fibras). Beba cerca de dois litros de água por dia. É da circulação e eliminação da água que depende o bom funcionamento dos rins na eliminação das toxinas.

ARSENAL COSMÉTICOS:

1) Gel Anti-Capitons Difusion Continue Profil Minceur, Yves Saint Laurent, R$ 264
2) Lipo-metric Retrator Anti-celulite e Volumes Rebeldes, Vichy, R$ 104
3) Plasticity, Dior, R$ 209
4) Phyto Mince Lipo Active Anti-Cellulite Sliming Firming, Anna Pegova, R$ 188
5) Sculpturale, Lancôme, R$ 23

Veja em posts anteriores outros produtos que podem ser usados para o combate à celulite.

Melhorando seu corpo: seios, barriga e cintura

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 23, 2008 by Psiquê

Photo by Hass (Pavel Biryukov)

Contra gordurinhas indesejáveis, flacidez, celulite a edição deste mês da Revista UMA trouxe um guia básico de soluções, cujo uso continuado e conjunto podem ajudar e muito. Aos poucos esses temas serão apresentados aqui no Espartilho.

Seios firmes, barriga chapada, braços fortes, coxas e bumbum durinhos, são alguns dos desejos de todas nós mulheres. Se conseguirmos atender a todos eles então, ai que sonho! É inegável que os avanços nos tratamentos estéticos e cirúrgicos são uma verdadeira bênção. Mas o custo deles, muitas vezes, foge ao alcance de nosso bolso. Para a nossa sorte (afinal, haja dinheiro, tempo e coragem para enfrentar agulhas, choques, cortes, raspagens), eles não são a única opção.

Como já vem sendo sempre ressaltado aqui no Espartilho, algumas mudanças em nosso estilo de vida podem fazer maravilhas, tanto para evitar problemas (como os temíveis pneus e nódulos de celulite, por exemplo) quanto para amenizar os danos já existentes. E as tais mudanças como já falamos inúmeras vezes por aqui passam pela adoção de uma alimentação equilibrada, prática regular de exercícios e rotina de cuidados cosméticos. Veja algumas dicas da Revista UMA, que associadas às várias dicas que o Espartilho já apresentou, fazem uma grande diferença. Veja abaixo um plano com dicas pontuais, fáceis e práticas que vão mudar a sua silhueta e caber na sua agenda.

SEIOS DURINHOS:

Como não há músculos nos seios, não há milagre capaz de fazê-los crescer, reduzir o tamanho ou mudar de formato. Se a musculatura abaixo deles, contudo, chamada peitoral, for bem trabalhada e estiver com a postura correta, a sustentação das mamas melhora muito. Também com o uso de cremes hidratantes e firmadores elas ficam menos vulneráveis à flacidez – principal problema da área.

Use cremes diariamente e faça massagens circulares!!!

POSTURA:

Olha a postura! Lembra da velha regra da aula de educação física: barriga para dentro, peito para fora? Pois ela continua atual e eficientíssima! Ao empinar o peito, você faz uma extensão da musculatura, “abrindo” a caixa torácica. Resultado: os ombros parecem mais largos e os seios mais firmes. “Se você passa a maior parte do dia sentada, a tendência é de que o corpo fique arqueado para frente e as mamas olhando para baixo (CRUZES!). Procure manter as costas bem próximas e alinhadas com o encosto. Além de a estética ficar melhor, você evita dores nesta região”, explica o fisioterapeuta Cláudio Saavedra. Quem tem busto grande pode sofrer com o peso, inclinando o corpo para frente e prejudicando a postura. Uma opção para corrigir esse problema e melhorar a sustentação é usar sutiã com alças e laterais mais largas.

Preste atenção em sua postura ao longo do dia. Se esquecer e ficar curvada (sempre esquecemos…), levante-se a cada hora, alongue a coluna, estenda os braços e se obrigue a ficar com a coluna reta e os ombros alinhados. Com o tempo, essa postura será a sua natural.

EXERCÍCIOS:

“O segredo para manter os seios firmes é fortalecer os músculos peitorais. Para isso são indicados exercícios localizados simples, com pesos livres, feitos três vezes por semana. Você não vai gastar mais do que 10 minutos, de três a cinco vezes por semana. O personal trainer e dono da academia Clube 3, Marcelo Bueno, ensina três exercícios:
1) De pé, com as pernas levemente afastadas e semiflexionadas e braços ao longo do corpo. Eleve os braços (com um peso de 1 kg em cada mão) até a altura dos ombros. Volte à posição inicial. Faça três séries de 10.
2) Outra variação: na mesma posição anterior, com os braços estendidos nas laterais, alinhados com os ombros e pesos nas mãos, abra e feche os braços na altura do peito. Faça três séries de 10 repetições.
3) Evite que os seios projetem o corpo para frente, fortalecendo também as costas: sentada em uma cadeira, flexione o tronco para a frente (de modo que o peito quase encoste nas coxas). Ao mesmo tempo, levante os braços estendidos e com pesos até a altura dos ombros. Faça três séries de 10 repetições. ”

COSMÉTICOS:

A dermatologista Jozian Quental dá algumas dicas de cosméticos para combater a maior inimiga dos seios, a flacidez. A elasticidade da pele é fundamental, pois os seios não são revestidos de músculos para sustentá-los, mas de pele. Invista em produtos que possuam agentes hidratantes e componentes como colágeno, elastina e vitamina E. Alguns exemplos:

1. Cellular Bust, La Prairie, R$ 580
2. Le Buste, Racco, R$ 24
3. Body Resculpt Bust, Biotherm, R$ 159
4. Bust Gel, L’Occitane,R$ 118
5. No Complex Bust Sérum, Givenchy, R$ 189

BARRIGA CHAPADA:

Nós, mulheres, nascemos com uma tendência para o acúmulo de gordura nas regiões abdominal e dos quadris. Qual a explicação é disso: o corpo “entende” que precisa revestir toda a área próxima do útero com uma camada adiposa extra, já que dali poderá sair uma nova vida. Por isso mesmo, até as mais magrinhas reclamam da incômoda “pochete” na linha do umbigo. Um coquetel de exercícios localizados e aeróbicos, correção postural e dieta que deixa de fora alimentos que favoresçam o “efeito estufa”, podem solucionar o problema.

POSTURA:

Ao trabalhar a postura para os seios, automaticamente a barriga já é favorecida. Por isso lembre-se várias vezes ao dia que a velha máxima de “peito para fora, barriga para dentro” é uma posição que deve ser mantida sempre que possível.

“Um exercício simples para trabalhar a postura correta e, por tabela, alinhar barriga, seios e bumbum é assim: em pé, pernas ligeiramente afastadas e braços soltos lateralmente, encoste o corpo em uma parede de modo a sentir que a coluna e os ombros façam contato com ela. Mantenha por dois minutos. Faça três repetições, várias vezes ao dia”, ensina o fisioterapeuta Cláudio Saavedra na reportagem para a UMA.

EXERCÍCIOS:

Exercícios aeróbicos são a única forma de se livar da gordura localizada abdominal. Por isso pratique cinco vezes por semana, por 30 minutos, uma atividade como caminhada, corrida, natação ou ciclismo. E os exercícios localizados definem a musculatura, portanto, complemente com abdominais. O abdominal é o rei absoluto da “malhação barriga zero”.

Veja as sugestões de Marcelo Bueno para a UMA e lembre-se de que os exercícios devem ser executados em superfícies firmes, porém macias, e de que o movimento não deve forçar o pescoço ou a coluna.
1) Deitada de costas, com joelhos flexionados e braços cruzados na frente do corpo, levante a cabeça e a parte alta das costas alguns centímetros do chão (mantenha a barriga contraída para facilitar a execução).
2) Na mesma posição anterior, repita o movimento, mas ao subir a cabeça e a parte alta das costas, gire o tronco levemente à direita e à esquerda, alternadamente. Todos os exercícios devem ser feitos em três séries de 10 repetições, de três a cinco vezes por semana.

CINTURA FINA:

Quando eliminamos o excesso de gordura da barriga, a cintura costuma se definir. Para dar uma forcinha a mais fique de pé, pernas ligeiramente afastadas e semiflexionadas, braços ao longo do corpo e mãos com pesos de 1 kg cada, incline o corpo à direita e à esquerda. Faça três séries de 10 para cada lado, de três a cinco vezes por semana.

ALIMENTAÇÃO:

Segundo o nutricionista Gil de Abreu “quando se faz uma reestruturação dos hábitos alimentares, todo o corpo perde gordura: barriga, pernas, bumbum. O importante é fazer sempre escolhas saudáveis, naturais e que englobem todos os tipos de alimentos. Alguns deles podem ajudar áreas específicas.” Veja o que cada grupo pode conter:

1) Cereais integrais e frutas com casca são fontes de fibras. Elas são responsáveis pelo bom funcionamento do intestino, evitando que a barriga fique dilatada. O arroz integral, por exemplo, é rico em fibras e contém os fitoquímicos orizanol e fitoesteróis que reduzem a absorção da gordura pelo organismo.

2) Alimentos de ação diurética ajudam a diminuir o inchaço: melancia, morango, abóbora, agrião, beterraba, cenoura, escarola, salsinha, tomate, broto de feijão, pepino.

3) Evite opções que são FONTES de gases, como refrigerantes, feijão, frituras, pães à base de farinha branca e embutidos, como lingüiça, presunto, salame e salsicha.

COSMÉTICOS:

Reuniu-se aqui dois tipos de cremes, os firmadores (se o seu caso for de flacidez) e os redutores de gordura (se estiver cheinha). Ambos valem para o corpo todo, mas têm ação efetiva justamente na barriga e nos braços. O uso deve ser diário (de manhã e à noite) e pode substituir o hidratante. Interessante também antes de passá-los, durante o banho passar uma buchinha vegetal com movimentos cisrulares no abdomem, no culote, coxas e bumbum.

1) Aromatic Firming Cream Body Creator, Shiseido, R$ 205
2) Fermeté Corps Elancyl, Galénic, R$ 149
3) Sculpt Up, L’Oréal Paris, R$ 48
4) Body Hidratante Firmadorda Pele Q10 Plus, Nivea, R$ 22
5) Renew Clinical Modelador e Firmador Intensivo para o Corpo, Avon, R$ 58

Acompanhe a continuação deste tema, onde falaremos do bumbum e das pernas.

O encanto da Dança do Ventre

Posted in Comportamento, Curiosidades, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 20, 2008 by Psiquê

Ventre Poético – Cris Passinato

derrama cada verso em meu colo
faz que eu sinta o seu maior valor
o germinar do poema no ventre
sem mais nada calar
cada palavra floresce contente
com prazer do calor do amar
impossível de os sentidos conseguir controlar
vem, meu amor, me faz suar
o cantar do seu poetar.

Apesar de estar há um ano parada – o que lamento diariamente – por vários motivos: restrição financeira, falta de tempo, pouca disponibilidade para dedicar-me aos ensaios, etc; a dança do ventre me fascinou desde o primeiro contato. Esse tema já estava pensado desde o início do blog, mas ontem sem saber sobre o que escrever o Léo sugeriu que o abordasse.

Quando me refiro ao encanto, não estou me reportando ao interesse masculino ou fetiches que os homens podem carregar em relação à dança do ventre. Não tem nada a ver com eles. A dança exerce um verdadeiro encanto sobre a feminilidade. Ela aflora a sensibilidade, auto-estima e feminilidade. Quando estamos movimentando os quadris parece que um misto de hormônios, psicológico e físico desencadeiam juntos um bem-estar e uma satisfação incríveis. Não sei explicar. Só sei que não vejo a hora de voltar. O que preciso deixar de lado é o meu estresse em querer perfeição técnica e voltar a fazer por puro prazer.

Meninas experiemente: vocês entenderão desde o início tudo isso que eu tentem expressar em relação à essa dança.

Em entrevista ao Portal Terra Mulher, Lulu Sabongi – uma diva da dança do ventre no Brasil – resume o encanto que mencionei:

“A dança do ventre mexe com a fantasia e o emocional, estimulando o corpo e acabando com as inibições. Quem acha que tem o corpo feio, vai descobrir uma silhueta linda, num processo natural”, diz a professora de dança do ventre, Lulu Sabongi. A matéria ainda destaca que através da dança a guerreira, que faz tripla jornada de trabalho, pode deixar a feminilidade aflorar e consegue atingir a naturalidade, livrando-se do estresse e colocando as pressões do dia-a-dia bem longe de toda a delicadeza permitida ao universo forte e sensível das mulheres.

Veja alguns dos benecícios da dança do ventre:

  1. Desenvolve a auto-estima;
  2. Estimula a memória, a concentração e a atenção;
  3. Aumenta a confiança no seu potencial individual;
  4. Resgata a feminilidade;
  5. Ativa a circulação, aumenta os reflexos e alivia as tensões;
  6. Aumenta a flexibilidade e alongamento;
  7. Auxilia em problemas menstruais, hormonais e partos, diminuindo cólicas, equilibrando as funções sexuais e facilitando contrações e dilatações;
  8. Trabalha músculos, enrijecendo e tonificando;
  9. Atua diretamente no centro de energia do corpo, que se encontra no ventre, distribuindo a mesma de forma equilibrada.

Para saber mais sobre a dança, clique:

Aischa Hortale

Khan el Khalili

Kahina Belly Dance

Lulu Sabongi

O que mais já se falou a respeito:

Dança do Ventre melhora a auto-estima e o prazer

Dança do Ventre era um ritual privado

Dança do ventre, a dança do momento

Dança do Ventre: saiba como ela pode te auxiliar