Arquivo para concentração

Yoga e Pilates

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 1, 2014 by Psiquê

Imagem

Recentemente tive contato com a prática de Pilates, ainda não posso falar com propriedade, é preciso tempo e prática para saber o impacto desta da modalidade em minha vida, mas sinto que será excepcional. Claro que minha ideia é tê-lo como parte integrante da minha busca por um conhecimento mais profundo do meu corpo, meus limites e capacidades. A busca pelo Pilates veio de uma necessidade física, mas a minha percepção é de que ele, associado ao Yoga – que introduzi em minha vida há mais de 1 ano – e os treinos diários me tornarão uma pessoa mais completa, aprofundarão meu auto-conhecimento e me ajudarão a viver uma vida melhor e mais equilibrada.

Essa frase me chamou a atenção e me incentivou a decidir pelo início da prática, depois de experimentar a primeira aula: “Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo.” Joseph Pilates

Eu não vejo uma prática como melhor que a outra, os objetivos são diferentes e a meu ver complementares.

Imagem

Veja abaixo uma matéria interessante publicada na Revista Pilates

“Hoje em dia, ao ligar a televisão ou abrir uma revista é comum se deparar com matérias contendo artigos sobre Pilates ou Yoga. De onde vem toda essa excitação? O que há de tão especial sobre estas técnicas? Quais são suas semelhanças e diferenças?

Yoga, como todos sabem, é destinado a unir a mente, o corpo e o espírito. Seus praticantes têm a opinião de que a mente e o corpo são um só. Ela é considerada uma técnica terapêutica, ajuda você a se tornar mais consciente da postura do seu corpo, do alinhamento e dos padrões de movimento. Isso torna o corpo mais flexível e ajuda a relaxar. Mesmo no meio de um ambiente estressante.

Esta é uma das principais razões por que as pessoas querem começar a praticar Yoga – para se sentir mais apto, enérgico e mais feliz. Os movimentos são realizados, principalmente, através de posturas com um auxílio de um instrutor de Yoga. O próprio peso do corpo é usado para a resistência e um grande foco é atribuído ao fluxo de energia entre uma postura para outra. Há muitos estilos diferentes de Yoga e elas diferem em sua ênfase. Nenhum estilo é melhor que o outro.

O Pilates procura alcançar os mesmos objetivos, também através de uma série de movimentos controlados. A principal diferença consiste na técnica do Pilates que não trabalha apenas no solo, mas incorpora o trabalho em aparelhos. E a ênfase dos exercícios é fortalecer os músculos abdominais, melhorar a postura, estabilizar e alongar a coluna, melhorar o equilíbrio e a força global.

Ao contrário de outros programas de treinamento, o Pilates trabalha o corpo todo o tempo todo, destacando o controle, precisão e concentração, tanto o corpo como a mente. Os movimentos não são executados rapidamente nem repetidamente. Ao invés disso, o foco está na qualidade e não na quantidade. Os músculos abdominais, região lombar e dos quadris (“Casa da Força”) servem como o centro de todo movimento, para que o restante do corpo se movimente livremente.

Esse foco na estabilização torna a contração muscular mais forte de dentro pra fora, e é primordial para o progresso do praticante.

A natureza de baixo impacto do Pilates é ideal para prevenção de lesões e reabilitação. Seus princípios – concentração, equilíbrio, controle, respiração, fluidez e precisão – treinam o corpo para se mover de forma eficiente com o mínimo de impacto sobre o corpo. O equilíbrio entre força e flexibilidade cria um exercício saudável, vigoroso e simétrico para todos os grupos musculares. Resulta em um corpo mais forte, equilibrado e linear.

Se depois de ler sobre as técnicas ainda lhe restar dúvidas sobre qual delas é melhor para você: experimente as duas! A natureza das duas técnicas se complementa. Conquiste o alinhamento na Yoga e mantenha com Pilates. Fortaleça seus abdominais no Reformer para melhorar suas posturas na Yoga. Junte as técnicas da respiração do Pilates e o aspecto meditativo da Yoga em sua vida diária e veja o estresse diário se dissipar. Ambos as técnicas são reconhecidas e comprovadas, e com a ajuda de um professor capacitado, você certamente atingirá as metas que estabelecer para si mesmo.

Fonte: http://healing.about.com/od/pilates/a/yogavspilates.htm – Tradução: Andrea Kao – Instrutora do “The Pilates Place Estúdio“

Anúncios

O encanto da Dança do Ventre

Posted in Comportamento, Curiosidades, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 20, 2008 by Psiquê

Ventre Poético – Cris Passinato

derrama cada verso em meu colo
faz que eu sinta o seu maior valor
o germinar do poema no ventre
sem mais nada calar
cada palavra floresce contente
com prazer do calor do amar
impossível de os sentidos conseguir controlar
vem, meu amor, me faz suar
o cantar do seu poetar.

Apesar de estar há um ano parada – o que lamento diariamente – por vários motivos: restrição financeira, falta de tempo, pouca disponibilidade para dedicar-me aos ensaios, etc; a dança do ventre me fascinou desde o primeiro contato. Esse tema já estava pensado desde o início do blog, mas ontem sem saber sobre o que escrever o Léo sugeriu que o abordasse.

Quando me refiro ao encanto, não estou me reportando ao interesse masculino ou fetiches que os homens podem carregar em relação à dança do ventre. Não tem nada a ver com eles. A dança exerce um verdadeiro encanto sobre a feminilidade. Ela aflora a sensibilidade, auto-estima e feminilidade. Quando estamos movimentando os quadris parece que um misto de hormônios, psicológico e físico desencadeiam juntos um bem-estar e uma satisfação incríveis. Não sei explicar. Só sei que não vejo a hora de voltar. O que preciso deixar de lado é o meu estresse em querer perfeição técnica e voltar a fazer por puro prazer.

Meninas experiemente: vocês entenderão desde o início tudo isso que eu tentem expressar em relação à essa dança.

Em entrevista ao Portal Terra Mulher, Lulu Sabongi – uma diva da dança do ventre no Brasil – resume o encanto que mencionei:

“A dança do ventre mexe com a fantasia e o emocional, estimulando o corpo e acabando com as inibições. Quem acha que tem o corpo feio, vai descobrir uma silhueta linda, num processo natural”, diz a professora de dança do ventre, Lulu Sabongi. A matéria ainda destaca que através da dança a guerreira, que faz tripla jornada de trabalho, pode deixar a feminilidade aflorar e consegue atingir a naturalidade, livrando-se do estresse e colocando as pressões do dia-a-dia bem longe de toda a delicadeza permitida ao universo forte e sensível das mulheres.

Veja alguns dos benecícios da dança do ventre:

  1. Desenvolve a auto-estima;
  2. Estimula a memória, a concentração e a atenção;
  3. Aumenta a confiança no seu potencial individual;
  4. Resgata a feminilidade;
  5. Ativa a circulação, aumenta os reflexos e alivia as tensões;
  6. Aumenta a flexibilidade e alongamento;
  7. Auxilia em problemas menstruais, hormonais e partos, diminuindo cólicas, equilibrando as funções sexuais e facilitando contrações e dilatações;
  8. Trabalha músculos, enrijecendo e tonificando;
  9. Atua diretamente no centro de energia do corpo, que se encontra no ventre, distribuindo a mesma de forma equilibrada.

Para saber mais sobre a dança, clique:

Aischa Hortale

Khan el Khalili

Kahina Belly Dance

Lulu Sabongi

O que mais já se falou a respeito:

Dança do Ventre melhora a auto-estima e o prazer

Dança do Ventre era um ritual privado

Dança do ventre, a dança do momento

Dança do Ventre: saiba como ela pode te auxiliar