Arquivo para consigo

Silêncio

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , on julho 24, 2016 by Psiquê

43136108902233880_cpaL1P9w_c

Vivemos uma vida extremamente barulhenta não apenas externa como também internamente. E silenciar, além de um desafio, é uma necessidade, difícil, mas fundamental. 

Ando precisando muito ‘estar comigo’, ainda que a decisão de estar comigo seja a princípio para lidar com os barulhos da minha mente, com as falas internas, as dúvidas, as confusões, os medos, as angústias.

Nem sempre é possível parar para estar consigo mesma…

O mundo anda conectado, ligado, agitado e em muitos momentos não conseguimos essa ‘solidão’. Parece incoerente, pois, no fundo, estamos sempre sozinhos, mas digo do ponto de vista de prestar atenção em si mesmo, se ouvir, se escutar, se respeitar…

Às vezes ouço as pessoas dizerem que não conseguem ter um tempo para si, é realmente difícil, mas podemos prestar atenção em nós mesmos em momentos simples como  durante o trajeto para um lugar, na hora do exercício ou caminhada, momentos antes de dormir, durante o banho…

Precisamos silenciar para dar um pouco de atenção ao nosso eu. É uma questão de sobrevivência e tenho buscado bastante isso, não sem dificuldades, mas com o coração aberto.

E você? Quer compartilhar um pouquinho dessa experiência aqui?

Um beijo a todos e todas.

 

Cuidado com o que e como você fala

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 27, 2010 by Psiquê

Black Satin_2007 susan heidi

Navegando pela Internet, encontrei dicas interessantes no site do Instituto de Neurolinguística Aplicada (INAp). dicas que já lemos outras vezes em vários livros e guias de PNL, valem a pena ser sempre relembradas.

Nossos pensamentos e as palavras que proferimos nos ajudam a criar nossa realidade, potencializando ou limitando nossas possibilidades de êxito. Como dizia o texto do site,  a habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial para nos comunicarmos melhor. A seguir estão algumas palavras e expressões a que devemos estar atentos quando falamos, porque elas podem nos atrapalhar:

1. Cuidado com a palavra NÃO, a frase que contém “não”, para ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. O “não” existe apenas na linguagem e não na experiência. Por exemplo, pense em “não”… (não vem nada à mente). Agora vou lhe pedir “não pense na cor vermelha”, eu pedi para você não pensar no vermelho e você pensou. Procure falar no positivo, o que você quer e não o que você não quer;

2. Cuidado com a palavra MAS, que nega tudo que vem antes. Por exemplo, “o Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, mas…..”. Substitua MAS por E quando indicado;

3. Cuidado com a palavra TENTAR que pressupõe a possibilidade de falha. Por exemplo, “vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas”. Tenho grande chance de não ir, pois, vou “tentar”. Evite “tentar”, FAÇA;

4. Cuidado com as palavras DEVO, TENHO QUE ou PRECISO, que pressupõem que algo externo controla sua vida. Em vez delas, use QUERO, DECIDO, VOU;

5. Cuidado com NÃO POSSO ou NÃO CONSIGO, que dão a idéia de incapacidade pessoal. Use NÃO QUERO, DECIDO NÃO, ou NÃO PODIA, NÃO CONSEGUIA, que pressupõe que vai poder ou conseguir;

6. Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo utilizando o verbo no tempo passado. Isto libera o presente. Por exemplo, “eu tinha dificuldade de fazer isso”;

7. Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Por exemplo, em vez de dizer “vou conseguir”, diga “estou conseguindo”;

8. Substitua SE por QUANDO. Por exemplo, em vez de falar “se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar”, fale “quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar”. Quando pressupõe que você está decidido;

9. Substitua ESPERO por SEI. Por exemplo, em vez de falar, “eu espero aprender isso”, fale: “eu sei que eu vou aprender isso”. Esperar suscita dúvidas e enfraquece a linguagem;

10. Substitua o CONDICIONAL pelo PRESENTE. Por exemplo, em vez de dizer “eu gostaria de agradecer a vocês”, diga “eu agradeço a vocês”. O verbo no presente fica mais concreto e mais forte.

Pense melhor, fale coisas melhores e viva melhor.

Beijo grande!