Arquivo para dois

Entre lençóis

Posted in Erotismo, Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 17, 2013 by Psiquê

SONY DSC

 

Envoltos pela névoa de linho os amantes se olham indescobertos…
Envoltos por sins e temores os amantes se tocam cautelosamente…
Envoltos por olhos ardentes… os amantes se desejam misteriosamente…
Envoltos… no quarto fechado há um não sobrar de espaço para dois
As palavras sussurram delicadamente prazeres inconfessáveis e não ditos Mãos espalmadas em busca de espaço desafiando as leis da física… Pernas, ora trançadas ora retesadas… querendo quebrar todos os limites Bocas em beijos, em cada milímetro… engolindo toda a possível resistência
Entre lençóis, os amantes se esquecem eternamente do tempo …
Para quê tempo? se, entre lençóis, eles vivem tão intensamente?…
E… bem cá entre nós – Para quê mais os lençóis?…

Autoria: Djalma Filho

O número do meu destino

Posted in Comportamento, esoterismo with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 1, 2009 by Psiquê

nu-photos-mirabilia-2Photo nu photos – mirabilia

A revista Nova deste mês de março trouxe uma reportagem muito legal sobre numerologia. Segundo a reportagem, a data em que viemos ao mundo revela inclinações e aptidões que influenciam nossas atitudes e desejos. Para descobrir esse número especial, é preciso somar dia, mês e ano de nascimento, até encontrar um número de 1 a 9 ou o número 11, que é um número mestre e não deve ser reduzido a 2.

Adivinhem o meu resultado? Número mestre 11. Vou descrevê-lo para vocês, pois adorei!

ONZE – INSPIRADORA

Intuitiva, idealista e inspiradora, você tem uma compreensão da realidade que não está ao alcance de muitos. É capaz de iluminar o mundo com suas ideias, apesar de muitas vezes, não ter a completa noção de sua força interior. O 11 apresenta um magnetismo de abalar quarteirão, minha amiga! Você exerce fascínio sobre os que a cercam e, se souber aproveitar esse dom para transmitir seu conhecimento, se sentirá plenamente realizada. Sua mente original permitirá ter sucesso em qualquer iniciativa, inclusive artísticas. No entanto, uma vez que sua missão é usar a sabedoria para mostrar novos caminhos aos outros, se dará melhor em trabalhos que utilizem suas habilidades de aconselhamento e orientação, como professora ou terapeuta. Com forte inclinação para a fama, deve escapar com todas as forças da tentação de bancar a cheia de si. Vale tomar cuidado para não ser dragada pela ambição, pois ela pode arruiná-la. Perfeccionista, às vezes sofre de ansiedade, impaciência e instabilidade emocional. Em tempo: você se interessa muito pelos mistérios da existência. Caso não suporte a intensa energia do 11, pode reduzir sua força para 1 + 1= 2. Por isso, vale a pena ler também essa lição de vida.

DOIS – FEMININA

O número 2 é o do relacionamento, da cooperação e da paz. Você está aqui para ligar as pessoas umas às outras. É aquela que encoraja e promove aqueles com algo valioso a oferecer. Sim, haja paciência enquanto observa os outros alcançarem o sucesso. Mas não adianta imitar a postura ambiciosa dos líderes. Essa não é sua inclinação. Melhor desenvolver uma atitude tranquila e generosa, que sempre leve em conta os sentimentos alheios. Boa amiga, precisa saber que é amada. Domina a arte da diplomacia. Mas, dependendo da situação, pode ser tanto supersensível e passiva quanto agressiva, controladora, crítica e cruel. Cuidado para não se tornar dissimulada, maliciosa e manipuladora. Trate de aprender a dizer não e a resistir às pressões para evitar confrontos. E jamais negue o que está sentindo.

Se quiser saber um pouquinho dos eu perfil, calcule seu número e corra até as bancas para garantir a edição de março.

Grande beijo!

Casais inteligentes enriquecem juntos

Posted in Casamento, Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 23, 2008 by Psiquê

nadya-kulagina-2

Photo by Nadya Kulagina

O best seller de Gustavi Cerbasi, Casais inteligentes enriquecem juntos, já vendeu mais de 500 mil cópias e se pauta na experiência dele e da esposa Adriana. Segundo reportagem da revista Nova, quando começaram a namorar em 1995, ela ganhava R$800 e ele a metade desse valor. Ao se casarem 7 anos mais tarde, tudo mudou e sem ganhar na loteria conseguiram pagar a cerimônia, festa e lua de mel dos sonhos.

Segundo a reportagem, juntos eles conquistaram o primeiro milhão. Para viabilizar os recursos necessários para a festa dos sonhos, eles tiveram que poupar 75% do salário de ambos por 2 anos, investindo de forma a lucrar ao menos 2% ao mês. Mesmo assim ficariam 6 meses endividados após a troca das alianças.

O casal criou algumas regras:

  1. nada de presentes durante dois anos (nem Natal, nem aniversário, nem dia dos Namorados, etc.);
  2. adeus a jantares fora toda semana (“íamos no máximo comer uma pizza na casa de amigos”);
  3. viagens também foram cortadas;
  4. roupas novas, nem pensar;
  5. conseguir aliados é preciso: a família dos dois entrou no jogo, jantávamos e almoçávamos alguns dias na casa de cada pai e mãe;
  6. usar a criatividade na hora de se divertir (“íamos a parques e aproveitávamos peças e shows gratuitos. O negócio era economizar num canto para gastar em outro.”);
  7. aproveitar todas as oportunidades para fazer dinheiro (“vendia meus vales-refeição e levava marmita para o trabalho”);
  8. atenção máxima aos prêmios (“acumulava milhas por viajar muito pelo trabalho e grande parte da lua de mel, saiu daí”)

Quem quiser saber mais leia o livro Casais Inteligentes enriquecem juntos e a reportagem Casamento de 1 milhão (Nova, Nov.2008), vale a pena. Um beijo!