Arquivo para estratégia

Viver é uma arte…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 6, 2013 by Psiquê

75028adf0e44cca2de57dcc1886cb325

Todos os dias são, na verdade, uma sucessão de novas oportunidades de se construir uma história, uma trajetória. Manter a persistência entretanto, depende das pequenas vitórias diárias, que nos alimentam. Quando estas vitórias não acontecem, costumamos desanimar…

Hoje estava conversando com uma amiga e ela me dava conselhos sobre como lidar com os altos e baixos de cada dia. Ora parece que estamos evoluindo, ora retrocedendo. É muito difícil conter a ansiedade de ultrapassar esse jogo de avanço e de retrocesso. Quando se vive em um ambiente em que além dos problemas cotidianos, ainda temos que lidar com a vaidade alheia, engolir sapos, aturar desaforo, tudo fica mais difícil. Nesta mesma conversa, estava falando sobre motivação e reconhecimento e da necessidade de se dosar a forma apaixonada de se entregar ao trabalho. Sou uma pessoa que adora trabalhar e me entrego de corpo e alma ao trabalho, mas o reconhecimento é um agente motivador para se continuar trabalhando com envolvimento. O reconhecimento não vem apenas do aumento salarial – que é um fator importante -, mas também do elogio, da promoção, do prestígio, dos benefícios, da confiança…

Confesso que ando bem desanimada, e precisando de mais reconhecimento, responsabilidades, confiança, promoções. Sei que o tempo é o senhor do universo, mas tem horas que o exercício da paciência é bem custoso.

Vejam o conselho que li hoje: A maior parte de seus problemas neste momento pode ser superada a partir de uma atitude persistente, paciente e prudente. Há momentos em que a melhor estratégia é a indireta, sem confrontos objetivos. Siga “comendo pelas beiradas” e você terá mais sucesso do que se tiver muita pressa.

 

Metas e estratégias com liberdade e compromisso

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , on abril 3, 2012 by Psiquê

 

Imagem

A disciplina é algo fundamental para alcançarmos metas que nos são importantes. Ocorre que, muitas vezes, queremos algo, mas não estamos tão dispostos a radicalizar, ou não precisamos fazê-lo. É claro, que quando as metas estão envoltas em necessidades urgentes do tipo: preciso perder 10 quilos por motivo de saúde, ou reduzir as taxas de glicose ou colesterol, por recomendação médica, tudo isso ganha outra conotação.

Estou me referindo, entretanto, às metas que estipulamos em nossas vidas, por livre e espontânea vontade, sem urgências pontuais. Exemplo: manter o peso abaixo dos 60 quilos, deixar o cabelo crescer 30 cm com saúde e beleza, ficar bronzeada, manter a pele hidratada e viçosa, etc. Essas pequenas metas, podem ser perseguidas, sem grandes sofrimentos.

Temos várias dessas pequenas metas em nossas vidas, mas muitas vezes nos sabotamos, por cairmos em tentações imediatas. Nem sempre é fácil vencer tais tentações, e vou confessar uma coisa, nem sempre é preciso. A melhor maneira de manter o foco e pensar firmemente no objetivo final. Um exemplo muito comum desses deslizes é a dieta. Se queremos emagrecer e nos empenhamos em fazer atividades físicas, comer alimentos mais saudáveis, fazer massagens e tratamentos estéticos, precisamos pensar com uma certa frequência no objetivo final: estar magra, bem e linda. 

O negócio é buscarmos sempre força no objetivo final, sem sofrer com isso, comendo um chocolatinho quando não for possível resistir, dormindo mais um pouquinho quando a preguiça falar mais alto, mas sem fazer desses pequenos ‘boicotes’, algo frequente.

Sucesso a todas com suas metas!

Cleópatra

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 13, 2011 by Psiquê

Não dá para negar o fascínio que Cleópatra evoca não apenas em mim, mas também nas mulheres em geral. Confesso estar superansiosa para a estréia da regravação do filme, em que a rainha do Egito será interpretada pela Angelina Jolie. Não vejo a hora de estrear…

Na última edição da Bienal do Livro no Rio de Janeiro, em 2011, comprei o livro Cleópatra, uma Biografia, da americana Stacy Schiff, lançado no Brasil pela editora Zahar e que deve ser adaptado para a tela grande com Angelina Jolie no papel da última rainha do Egito. Confesso que a narrativa da história desta personagem aguça a curiosidade, pois trata-se de alguém que aparentemente conseguiu conciliar o lado forte e sedutor de uma mulher.

Quem também teve a oportunidade de escrever sobre o livro foi Beatriz Alessi.

Parece não ter havido nenhuma outra mulher na história que tenha deixado mais marcas no imaginário feminino que Cleópatra! Poderosa, rica, sedutora e mais influente que qualquer mulher antes ou depois dela, Cleópatra ainda tem muito a nos ensinar, mais de dois mil anos depois da sua morte.

Culta, obstinada, fluente em nove idiomas e uma estrategista nata, no auge do seu poderio Cleópatra controlava toda a costa oriental do Mediterrâneo, também por ter caído nas graças de dois senhores do mundo romano: César e, depois, o protegido dele, Marco Antônio.

Mais do que a “rainha rameira” ou a fêmea interesseira e insaciável, Cleópatra era uma estadista sofisticada que amealhou um império que nada deixava a desejar à glória que o Egito havia conhecido sob seus ancestrais ptolomaicos.

Como bem lembrou Beatriz, somos todas herdeiras de Cleópatra. Numa era de tanto protagonismo feminino, um tempo de mulher, não fará mal nenhum ao nosso ego nos espelharmos naquela que deu tanta visibilidade e poder à condição feminina que fez nascer uma idade de ouro para as mulheres em Roma.

Se Cleópatra hoje parece ser lembrada mais como a rainha que seduziu dois senhores romanos é porque foi mais confortável para a história atribuir o sucesso de uma mulher à sua beleza do que à sua inteligência. Ainda que ao contrário do que suas representações no cinema querem mostrar – mulheres lindas e sedutoras – Cleópatra parece não ter sido tão linda assim, mas foi uma estrategista de primeira e sedutora sim, ao usar usa esperteza, inteligência e intuição feminina para conquistar povos, reinos, homens e bens.

Ano novo, vida nova: que venha 2008!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , on dezembro 31, 2007 by Psiquê

olhar.jpg

Queridos leitores e amigos do Espartilho,

não poderia deixar de escrever no último dia desse ano que finda e porta de entrada para o ano de 2008. Ano que, segundo as previsões, será da grande virada!

Seja qual for a sua crença e seja qual for a previsão para o novo ano, o que acredito é que nossos esforços e desejos trarão resultados para lá de satisfatórios em todos os campos de nossa vida: pessoal, profissional, social, desde que identifiquemos nossos sonhos, tracemos nossas metas, planejamentos e busquemos alcançá-las da melhor forma com eficiência, persistência, perseverança e confiança.

As previsões que a revista UMA trouxe na edição de dezembro de 2007 (feitas por um tarólogo, uma numeróloga e um astróloga, revelam que 2008 será um ano de ganhos. O ano dos destemidos, dos valentes e dos arrojados! Opa, isso é bom demais! Portanto, não custa virar o ano com muito otimismo, com mudança comportamental e buscando realizar todas as metas conscientemente traçadas para os próximos 365. Se ainda não traçou, aproveite esses últimos momentos para identificar suas metas e planejar. Depois é só soltar os fogos e iniciar o novo ano com uma nova postura, sendo uma pessoa boa, valente, lutadora, otimista, confiante e feliz!

Veja só, 2008:

“Será um ano de ganhos, vitórias e poder incondicional para quem souber lutar. Nada cairá do céu! O conselho é descobrir e confiar em seus dons naturais, suas habilidades e capacitações, este será um período para explorar a sua criatividade e procurar realizar os seus desejos. Contudo, lembre-se que toda vontade é frágil, tem de ter, além de muito planejamento e estratégia, determinação e autoconfiança!”, disse o tarólogo Arhan Sergio Padovan. E disse tudo, não é verdade?

Nesse sentido, desejo a todos vocês um ano novo repleto de novas metas, estratégia, planejamento e ganhos, muitos ganhos!

Feliz Ano Novo! Happy New Year! Prospero Año Nuevo! Bonne Anné! Felice Anno Nuovo! Gelukkig Nieuwjaar!