Arquivo para flexível

Yoga e Pilates

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 1, 2014 by Psiquê

Imagem

Recentemente tive contato com a prática de Pilates, ainda não posso falar com propriedade, é preciso tempo e prática para saber o impacto desta da modalidade em minha vida, mas sinto que será excepcional. Claro que minha ideia é tê-lo como parte integrante da minha busca por um conhecimento mais profundo do meu corpo, meus limites e capacidades. A busca pelo Pilates veio de uma necessidade física, mas a minha percepção é de que ele, associado ao Yoga – que introduzi em minha vida há mais de 1 ano – e os treinos diários me tornarão uma pessoa mais completa, aprofundarão meu auto-conhecimento e me ajudarão a viver uma vida melhor e mais equilibrada.

Essa frase me chamou a atenção e me incentivou a decidir pelo início da prática, depois de experimentar a primeira aula: “Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo.” Joseph Pilates

Eu não vejo uma prática como melhor que a outra, os objetivos são diferentes e a meu ver complementares.

Imagem

Veja abaixo uma matéria interessante publicada na Revista Pilates

“Hoje em dia, ao ligar a televisão ou abrir uma revista é comum se deparar com matérias contendo artigos sobre Pilates ou Yoga. De onde vem toda essa excitação? O que há de tão especial sobre estas técnicas? Quais são suas semelhanças e diferenças?

Yoga, como todos sabem, é destinado a unir a mente, o corpo e o espírito. Seus praticantes têm a opinião de que a mente e o corpo são um só. Ela é considerada uma técnica terapêutica, ajuda você a se tornar mais consciente da postura do seu corpo, do alinhamento e dos padrões de movimento. Isso torna o corpo mais flexível e ajuda a relaxar. Mesmo no meio de um ambiente estressante.

Esta é uma das principais razões por que as pessoas querem começar a praticar Yoga – para se sentir mais apto, enérgico e mais feliz. Os movimentos são realizados, principalmente, através de posturas com um auxílio de um instrutor de Yoga. O próprio peso do corpo é usado para a resistência e um grande foco é atribuído ao fluxo de energia entre uma postura para outra. Há muitos estilos diferentes de Yoga e elas diferem em sua ênfase. Nenhum estilo é melhor que o outro.

O Pilates procura alcançar os mesmos objetivos, também através de uma série de movimentos controlados. A principal diferença consiste na técnica do Pilates que não trabalha apenas no solo, mas incorpora o trabalho em aparelhos. E a ênfase dos exercícios é fortalecer os músculos abdominais, melhorar a postura, estabilizar e alongar a coluna, melhorar o equilíbrio e a força global.

Ao contrário de outros programas de treinamento, o Pilates trabalha o corpo todo o tempo todo, destacando o controle, precisão e concentração, tanto o corpo como a mente. Os movimentos não são executados rapidamente nem repetidamente. Ao invés disso, o foco está na qualidade e não na quantidade. Os músculos abdominais, região lombar e dos quadris (“Casa da Força”) servem como o centro de todo movimento, para que o restante do corpo se movimente livremente.

Esse foco na estabilização torna a contração muscular mais forte de dentro pra fora, e é primordial para o progresso do praticante.

A natureza de baixo impacto do Pilates é ideal para prevenção de lesões e reabilitação. Seus princípios – concentração, equilíbrio, controle, respiração, fluidez e precisão – treinam o corpo para se mover de forma eficiente com o mínimo de impacto sobre o corpo. O equilíbrio entre força e flexibilidade cria um exercício saudável, vigoroso e simétrico para todos os grupos musculares. Resulta em um corpo mais forte, equilibrado e linear.

Se depois de ler sobre as técnicas ainda lhe restar dúvidas sobre qual delas é melhor para você: experimente as duas! A natureza das duas técnicas se complementa. Conquiste o alinhamento na Yoga e mantenha com Pilates. Fortaleça seus abdominais no Reformer para melhorar suas posturas na Yoga. Junte as técnicas da respiração do Pilates e o aspecto meditativo da Yoga em sua vida diária e veja o estresse diário se dissipar. Ambos as técnicas são reconhecidas e comprovadas, e com a ajuda de um professor capacitado, você certamente atingirá as metas que estabelecer para si mesmo.

Fonte: http://healing.about.com/od/pilates/a/yogavspilates.htm – Tradução: Andrea Kao – Instrutora do “The Pilates Place Estúdio“

Anúncios

5 Motivos para não praticar yoga

Posted in Comportamento, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 30, 2014 by Psiquê

7d6917dbc215b4496edcf3725980c372

É  isso mesmo, tudo tem dois lados. Hoje estou aqui para alertar aqueles que pensam em praticar Yoga com seriedade, ou que começaram a praticar há pouco tempo, dos riscos que estão correndo. Leiam com atenção e tirem suas próprias conclusões sobre se isso é algo que você pretende continuar a fazer ou não.

1. Você começa a enxergar a vida de outra forma. Uma forma mais relaxada, consciente e feliz. E isso, aos olhos das outras pessoas, faz com que você talvez pareça um louco. Essa história de gratidão, consciência, vida simples… você vai virar um peixe fora d’água. É sério, estou falando isso pro seu bem. E o pior é que você entende porque as pessoas não te entendem. E isso, ao invés de melhorar, só piora a situação, pois te torna ainda mais estranho aos olhos dos outros.

2. Você naturalmente passa a fazer escolhas mais saudáveis, porque começa a perceber com clareza quais são aqueles hábitos que fazem bem e aqueles que fazem mal. Você não vai mais curtir exageros, porque cuidar da sua saúde passará a ser prioridade. Aquela cervejinha de todo fim de semana até altas horas talvez não soe mais tão atraente. Aquela festa de camisa, aquele churrasco de família então… Pode ter certeza de que se você for, vão ficar falando sobre o quanto você está diferente, e se não for, certamente será a pauta do dia. Terá que se acostumar a isso!

3.Você vai ficando mais forte e flexível, tanto física quanto mentalmente, e uma vez que se conquista isso, é muito difícil voltar atrás. Então, eu lhes digo, muito cuidado ao entrar nesse caminho. As pessoas vão falar sobre isso, sobre o quanto você anda “metido”, só porque a sua auto estima está lá em cima e tem energia de sobra, mesmo que não fique se exibindo por isso.

4.Você começa a perceber que precisa de cada vez menos pra viver, e por isso, passa a buscar uma vida cada vez mais simples. Isso é perigoso, porque não movimenta a economia, não é bom para o país… Talvez o governo resolva ir atrás de você, pra saber se está fazendo algo ilegal. Talvez você receba ligações do banco, porque o seu padrão de consumo está mudando (para menos). Ter que lidar com tudo isso pode ser realmente muito chato, afinal, como é que você vai se defender? “Não, sr. Fulano, eu estou bem sim, só estou mudando minhas prioridades, sabe, percebi que não preciso de tudo o que eu gastava antes pra viver…” Oi? Não precisa gastar tanto pra viver? Em que mundo você vive?

5. Você se torna uma pessoa mais amorosa e feliz. É, amigos, talvez esse seja o motivo principal. Isso prejudica a vida social, simplesmente porque quando você estiver em um grupo onde as pessoas estejam mal-humoradas e/ou reclamando da vida, você não vai ter assunto, ou então vai ficar tentando mostrar pra elas o lado bom das coisas, e isso pode deixa-las extremanente irritadas. Conheço pessoas que tiveram sérios problemas de bullying por causa disso… Só porque eram otimistas demais ou porque simplesmente não conseguiam ficar de mau humor.

Pois é, então se você não quer ser essa pessoa, esqueça esse negócio de Yoga, porque isso não é pra você. Fuja do tapetinho. Quando ouvir alguém entoando o mantra OM, tape os ouvidos e saia correndo. Estou avisando, esse é um caminho sem volta. Depois não diga que não lhe avisei.

Texto de Daniela Navaes, retirado da internet… Pedimos licença a Daniela para compartilhar este texto tão verdadeiro. Quem compartilhou antes de mim foi o Boa Yoga.

Namastê

10 Maneiras de ser mais feliz no trabalho

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 26, 2013 by Psiquê

O portal Nibo trouxe um post sobre as 10 Maneiras de Ser Mais Feliz no Trabalho. O blog 99jobs também compartilhou e eu também resolvi colocar aqui no nosso Espartilho. Leia na íntegra e fique à vontade em comentar:

f57e5d90a3ae44b62bc6b624779c7a75

Felicidade é uma busca constante do ser humano. Ser feliz depende em grande parte de como você lida com outros e com as suas próprias emoções. A maior parte de nosso dia, passamos no trabalho, por isso é extremamente importante para nos sentirmos de “bem com a vida” que isso comece nos momentos mais simples, mas que exigem produtividade. Nessa lista de regras básicas juntamos 10 maneiras para ser feliz no trabalho.

1. Não se compare com os outros!!!

Todo mundo tem uma história de vida diferente, sendo diferente, não existe comparação. A trajetória da sua carreira é exclusivamente sua! Estipular comparações é uma perda de tempo enorme, além de desgastante para a cabeça.

2. Não dê importância demais a coisas fora do seu controle!!!

É claro que é importante que você esteja informado sobre a economia, seu mercado de atuação, etc. Mas não deixe que situações fora do seu controle te corroam por dentro. O seu foco deve se manter nas coisas que você tem domínio: seus pensamentos e suas atitudes.

3. Conheça seus limites!!!

Embora seu trabalho possa parecer a principal fonte de sobrevivência, não é a coisa mais importante do mundo. É necessário que mantenha sua integridade e privacidade. Nunca deixe que seu trabalho te jogue para baixo.

4. Não se comprometa com mais do que pode cumprir!!!

Compreenda e reconheça o que você pode fazer em um determinado prazo de tempo. Se algo parecer muito complexo, expresse isso a sua equipe com clareza e reorganize os prazos e tarefas de maneira adequada.

5. Comunique-se com clareza!!!

A maior parte do estresse em qualquer trabalho de equipe é resultado de má comunicação. E-mails mal interpretados, projetos mal explicados, expectativas mal alinhadas (entre outros) são causadores de mal estar. Tome medidas simples para ter certeza de uma boa comunicação.

6. Seja educado!!!

Parece simplista, mas não é. No dia a dia, agradeça as pessoas que fazem parte do seu cotidiano e torne a convivência mais agradável.

7. Pare de reclamar e ache soluções!!!

Ser a pessoa que está sempre reclamando é uma forma de propagar energia negativa. Isole o problema que você está observando e gere uma solução eficiente ou envolva sua equipe para encontrar uma solução em grupo.

8. Seja responsável pelo seu próprio bem!!!

Ninguém é mais interessado no seu bem-estar que você próprio. Faça algo ame todos os dias, seja tomar um café no meio da tarde ou criar um ambiente de trabalho confortável.

9. Procure por feedback!!!

Você é responsável pela sua carreira. Caso deseje ser cada vez mais um bom profissional, saiba suas qualidades, mas principalmente em que precisa melhorar mais. Peça feedback não apenas aos seus superiores, porém de colegas e clientes. Muitos profissionais procuram se aconselhar com mentores da mesma empresa, buscando inspiração naqueles que já percorreram um árduo caminho.

10. Seja flexível!!!

Com os outros e com você mesmo. Reajuste-se e readapte-se às novas funções, pessoas e projetos. Empresas passam por fases e reestruturações. Aprenda a tirar o máximo de cada situação, repensando no seu próprio desempenho conforme as mudanças ao seu redor.

Fonte: nibo.com.br

Previsões para 2011

Posted in Comportamento, Curiosidades, esoterismo with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 9, 2011 by Psiquê

Via ObservatoriumNossa, de fato 2011 começou com novidades!!! Depois de iniciar a fase de planejamentos em dezembro, 2011 começa com desafios e com a adoção de novas medidas para concretizar alguns dos planos. É evidente que isso não vem sem questionamentos, medos, anseios.

Os sonhos são muito altos e cada conquista diária deve ser comemorada.

Janeiro foi satisfatório!

Fevereiro, apesar de um mês curto será o primeiro passo para um ano perfeito!

Março será melhor ainda!

Afinal, devemos ser inflexíveis na busca de nossos objetivos e flexíveis na forma de alcançá-lo.

Para completar meu quadro esperançoso para este ano, encontrei previsões para 2011, que confesso, não tinha visto para o presente ano, e gostei! Veja as previsões, do portal Terra, para os virginianos:

Trabalho e finanças

O setor financeiro continua sendo o ponto principal de preocupações para os virginianos, que devem continuar trabalhando duro para estruturar definitivamente suas finanças. O dinheiro virá somente através do esforço e dedicação ao trabalho. Este ano, como no passado, a disciplina, a organização e o excesso de responsabilidade continuam sendo exigidos de você. A partir de fevereiro você pode começar a pensar em investir em novas parcerias comerciais. Essa tendência ficará ainda mais forte em março e abril. Elas serão bem vindas e certamente trarão a melhoria de sua condição material. Associações com pessoas ou grandes empresas estão previstas até o final do primeiro semestre. O mesmo mês de fevereiro será especialmente positivo ao seu trabalho, com a possibilidade de novas propostas, promoções e acordos. O segundo semestre começa uma fase voltada para os estudos e as viagens, certamente serão importantes para aumentar suas possibilidades de crescimento profissional. Junho será o mês mais positivo do ano para você, com promessa de sucesso em seus empreendimentos e maior visibilidade.

Amor

O ano começa já com algumas novidades no amor. As transformações profundas em sua vida emocional continuam e você não deve deixar de lado essa área de sua vida. Você deve se aprofundar em suas emoções para reconhecê-las e mudar o que for necessário. Especialmente sua maneira de dar e receber amor, assim como sua dificuldade em enfrentar os medos de rejeição e solidão. A partir de abril a tendência de você se apaixonar aumenta consideravelmente. Mas você deve tomar muito cuidado, pois pode haver ilusão e enganos nessa fase. Cuidado com pessoas misteriosas demais ou que não se mostram muito claras. A partir de junho você entrará em uma fase mais leve e solta com relação à sexualidade e intimidade. Nessa fase você estará mais tranquilo com relação às suas emoções, deixando definitivamente o passado para trás.

Saúde

Uma ótima fase para cuidar melhor de você será em fevereiro. Aproveite as boas energias para fazer exames de rotina e pensar em um novo programa de saúde. Mudar hábitos nocivos de alimentação será uma de suas preocupações até meados do ano. Exercícios físicos também devem ser praticados, mesmo que você não queira de fato. A saúde em geral melhora sensivelmente já a partir de abril.