Arquivo para mal

Puro preconceito

Posted in Comportamento, Curiosidades, Profissão, Sexo with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 27, 2015 by Psiquê

678727_35Talvez minhas ideias neste post causem mal estar, mas há algo que preciso compartilhar aqui e considero nada mais do que puro preconceito, enraigado em uma sociedade extremamente machista, preconceituosa e (muitas vezes, hipócrita).

No Saia Justa Verão da semana passada, os meninos lançaram o tema prostituição, enquanto negócio, na pauta de discussão. Na ocasião, Léo Jaime relatou uma experiência pela qual passou em Amsterdam, em que passava pelo Red Light District, uma área onde a prostituição é comum (e legalizada): uma das profissionais saiu de uma casa de prostituição e seu marido/namorado/parceiro a esperava na porta, vindo do trabalho, com uniforme da companhia de luz. Ao vê-la, deu um selinho e seguiu de mãos dadas para casa. Na sequência, ele indaga aos demais apresentadores se eles lidariam bem com a possibilidade de sua esposa trabalhar como prostituta.

Certa vez, também conversando com uma psicóloga que gosto muito falei sobre este tema e ela destacou as dificuldades pelas quais passam as pessoas que trabalham se prostituindo e quando querem assumir um relacionamento estável ou ter filhos, sofrem preconceito de seus parceiros ou da sociedade.

Foi então que comecei a pensar que tudo isso só existe porque vivemos em uma sociedade absurdamente machista e preconceituosa, na qual os homens se gabam por pagar pelo sexo, mas consideram inferiores as mulheres (ou homens) que vendem o serviço.

Se a prostituição fosse realmente encarada como um profissão, na qual a pessoa vende um serviço e fora do trabalho vive como outra pessoa que exerça uma profissão qualquer, não haveria sentido algum em olhar torto, fazer piadinha, tratar mal  ou condenar aqueles que fazem desta uma profissão. Mas estamos muito distantes de uma sociedade que consiga deixar o preconceito de lado e respeitar o outro se a sua prática ou suas escolhas forem de encontro ao que se pensa ser certo ou moral.

Na minha opinião esta discussão demonstra o mais puro preconceito e machismo (no caso da experiência brasileira). Mas isso é só uma opinião…que não podia deixar de compartilhar com vocês.

Fiquem bem e respeitem o outro, sempre, independente das escolhas dele.

Seu corpo, seu templo, sua responsabilidade!

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 24, 2014 by Psiquê

51d3dcbfae1827b820f60198b692dddf (1)

Muitas vezes escuto as pessoas reclamarem que precisam comer coisas saudáveis e não gostam, que estão com sobrepeso, mas não conseguem parar de comer doces, gorduras, frituras, pães, refrigerantes, açúcares diversos…

Somos responsáveis por tudo o que fazemos com nosso corpo, e apesar de muitas vezes não estarmos imunes ao estresse e à correria do dia a dia, podemos sim, exercer nosso controle sobre aquilo que ingerimos, sobre o movimento que fazemos com o corpo, sobre hábitos bons e ruins aos quais nos submetemos.

Há alimentos que tenho total consciência que não me fazem bem e que, se não posso, eliminá-los, posso ao menos reduzi-los. Tudo aquilo que ingerimos refletirá na saúde do nosso corpo!

Se bebemos água, sucos naturais, frutas, alimentos saudáveis e com pouco ou nenhum glúten, produtos com baixo teor de lactose (principalmente nos casos de intolerância a estes dois últimos itens), sei que meu corpo reagirá muito melhor…Então por que insistir em comer farinha demais, ingerir bebidas alcoólicas em excesso, comer açúcar e gordura além da conta, se meu corpo fica muito melhor sem esses ingredientes?

É preciso ter consciência de que somos responsáveis por aquilo que ingerimos e pelo que queremos do nosso corpo. As sensações que buscamos, a saúde que almejamos, o bem-estar que desejamos depende de tudo aquilo que consciente ou inconscientemente oferecemos ao nosso corpo.

Não adianta nos encher de alimentos que sugam nossa energia e nossa saúde e querer ter uma boa digestão, boa circulação, o intestino funcionando bem, a pele livre de acne e alergias. Se queremos manter boa saúde, peso ideal, pernas sem inchaço, eliminar a retenção de líquido, manter o intestino funcionando bem, ter um sistema digestivo em bom funcionamento, precisamos atentar para aquilo que colocamos em nosso corpo.

Quando entendemos que devemos tratar nosso corpo, como nossa morada, nosso templo, nosso refúgio, teremos consciência de que somos totalmente responsáveis por tudo o que colocamos nele e consequentemente pelas reações que ele apresenta.

É fundamental assumir a responsabilidade por tudo aquilo que fazemos com o nosso corpo para termos uma relação melhor com ele. A vida é feita de escolhas e muitas vezes, é uma questão de mudança de perspectiva e de hábitos. Se sei que algo me traz uma satisfação imediata, mas logo trará mal estar, arrependimento, má digestão, gases, asia, dores de cabeça ou dores em geral, por que abrir mão de me sentir bem no longo prazo?

Vamos pensar a respeito? Que hábitos saudáveis você tem para compartilhar conosco?

5888f1106b681a17edbebcf1f9dd1df1

Leia também:

Seu corpo – seu templo

Nosso corpo, nosso templo

O corpo é seu templo

Seu corpo, templo de sua alma

Seu corpo, seu templo, seu prazer

Cautela, uma virtude?

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 17, 2013 by Psiquê

Imagem

Hoje, li uma reflexão do médico-psiquiatra e psicoterapeuta Flávio Gikovate, que achei bem coerente e interessante:

A cautela nas relações interpessoais implica estar sempre atento ao efeito das ações sobre os outros e não crer apenas nas boas intenções.

Alguns crêem que, por agirem com boa intenção, sempre farão o bem: preocupam-se mais com seus gestos do que com a repercussão sobre o outro.

A pessoa generosa que dá muito de si a outra mais egoísta pode achar que, agindo assim, estará sendo um bom exemplo e ajudando. Não é fato!

Alguns estão tão convencidos que a generosidade é uma virtude que se o egoísta fizer uso nefasto da ajuda que recebe isso será problema dele.

Se pensarmos apenas no aspecto pessoal, a generosidade será sempre virtude; mas em termos interpessoais, vai depender do que causar no outro.

Se a generosidade reforçar a pior parte da alma de um interlocutor mais egoísta, ela será nociva: pensando assim, ela nem sempre é virtude!

A reflexão é uma espécie de degustação de uma análise mais ampla que o autor faz na obra O MAL, O BEM E MAIS ALÉM – EGOÍSTAS, GENEROSOS E JUSTOS

Fiquem bem!

Espelho

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 16, 2013 by Psiquê

034bde84a8c7ac4dedde826f060d6038

Hoje o dia foi perfeito! Uma data importante a ser celebrada, festejada entre amigos com simplicidade, mas muito curtida. Porém, no final do dia, me deparei com uma atitude patética onde palavras ofensivas e comportamentos abusivos, fizeram eu ter ainda mais certeza de que amigos, nós escolhemos para estar ao nosso lado. E esses devem ser cultivados e preservados.

Triste é saber que muitos de nós ao ofender, esquece de que a vida é um espelho e que todo o mal que nutrimos e propagamos faz mal a nós mesmos, reflete sobre nossa vida, nossa saúde, nosso bem-estar. Não vale a pena nutrir sentimentos pequenos, mesquinhos, egoístas. Muitas vezes, o silêncio, que costuma ser mal interpretado é o melhor antídoto para a maldade.

Vamos olhar primeiro para dentro de nós, para nossas atitudes, antes de apontar o dedo para os outros.

Ame gratuitamente, agradeça pela vida, por cada dia, por cada manhã, por cada oportunidade, pois assim, aumentamos ainda mais as bençãos que atraímos para nossa vida.

Um lindo e abençoado domingo!

Não dê poder a quem não tem…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 1, 2013 by Psiquê

08

Ontem estava bem desanimada de cumprir com minha rotina diária, cansada tanto física quanto mentalmente…tendo que lidar com picuinhas e comportamentos desagradáveis de pessoas que pensam que a vida é eterna.

Compartilhei com alguns poucos amigos íntimos minha falta de vontade de seguir em frente no compasso normal das minhas tarefas. Quis desmarcar o encontro com uma amiga,  faltar ao curso de idiomas, deixar de ir ao aniversário de outra amiga e só queria ficar sozinha, na minha. Queria cuidar dos meus amigos, dos meus afazeres pessoais e das várias coisas que acontecerão nos próximos dias e que precisam do meu apoio: aniversários, chá de panela, casamento, compra de presentes, etc.

Foi neste momento que uma dessas pessoas importantes na minha vida me disse a seguinte frase: “não dê poder a quem não tem…”. Fiquei pensando na força desta frase, pois só nós somos capazes de dar ao outro o poder de nos atingir, de nos magoar, de nos afligir, de nos tirar do sério. Se não damos a eles este poder, eles não conseguem exercê-lo. E isso tem que ser uma lembrança constante…deve nortear nossos dias para que não deixemos que os outros exerçam sobre nós um poder que não são capazes de exercer naturalmente.

A amiga insistiu para que nos encontrássemos e falamos exatamente de talentos e de como esses podem e devem ser usados para lidar com pessoas e situações desagradáveis como as da conjuntura atual, até porque tudo não passa de oportunidades de aprendizado. Ao longo da vida, em outros lugares, novas situações como essas ocorrerão e talvez, em outro momento, eu esteja mais bem preparada para lidar com as mesmas, em função desta experiência.

Tenham todos um excelente dia e lembrem-se que ninguém pode te deixar mal a não ser que você permita. Isso é difícil, é um exercício contínuo, mas é a mais pura verdade.

Abundância…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on março 24, 2013 by Psiquê

Michaelb Burke 30

Estou em uma madrugada inspirada…são 3h55 e ainda estou aqui escrevendo para meus amados leitores do Espartilho, talvez porque algo dentro de mim esteja gritando neste momento…

Certa vez li que felicidade partilhada é felicidade multiplicada. Seja qual for a sua crença religiosa, eu tenho uma religiosidade e uma fé tão abundante dentro de mim, de que a vida é muito maior, ampla e tão repleta de possibilidades, caminhos, ideias, oportunidades, que muitas vezes, não caibo dentro de mim.

Acredito, com uma força interior que não sei onde vem, que todos somos capazes de construir e viver momentos de felicidade plena, de grandes conquistas e realizações. Obviamente que ao longo do caminho, algumas ou até várias intempéries podem surgir, mas a certeza de que somos pessoas abençoadas e protegidas alimenta a minha crença de que cada segundo de nossas vidas é um motivo de celebração.

Devemos sempre buscar dentro de nós, seja por intermédio da fé, de alguma religião ou até mesmo da busca por pensamentos positivos, acreditar e lutar por uma superação diária de nossos limites, sempre pelo bem e para o bem.

Há momentos em que essa sensação de abundância, de força, de vontade de lutar transborda minha finitude humana e quer gritar dentro de mim, na certeza de que dias cada vez melhores virão…

Nossas vidas trazem possibilidades e oportunidades de prosperidade, de partilha, de superação  tão fortes que podem e devem ultrapassar nossas limitações humanas. Para isso, creio que o caminho de maior plenitude seja partilhar com os outros as chances de acreditar que todos somos plenamente capazes de fazer o bem e vencer.
Graças a Deus algo me fez dotada de uma vontade tão grande de ser feliz, de vencer e de partilhar esta felicidade, que à medida que tento mostrar ao outro esta felicidade ela parece aumentar ainda mais.
Sejamos capazes de entender que juntos somos melhores, que no mundo há espaço para todos sermos fortes, felizes, prósperos e vencedores. Não há necessidade de querer tirar nada de ninguém, pois há espaço para todos, cada um a seu modo, cada um com suas particularidades, seus defeitos, seus medos e suas falhas.
Desejo a todos os meus queridos leitores, que compartilhem comigo aqui no Espartilho, desejos de enriquecimento, conforto, confiança, luta, sabedoria, persistência, fé e empenho para fazer com que seus sonhos se tornem realidade. Podemos até não saber, de imeditado, qual o caminho, pois nossa vida é um eterno aprendizado e uma eterna escola para o autoconhecimento. Mas a certeza de que nossos sonhos, nossas lutas, se perpetradas com amor, confiança e garra serão conquistados, deve ser constante.
Abram-se ao novo, ao conhecimento, à expansão, à liberdade, à falta de preconceitos tolos e imobilizantes…
Apreciem  a beleza de cada ser humano com quem convivem e tenham piedade e paciência com suas falhas ao invés de desejar o mal…
Acima de tudo amem e respeitem uns aos outros…a abundância deste sentimento começa a transbordar em nosso peito e com certeza contagia os demais e nos traz ainda mais felicidades.
Sejam muito felizes…

Viver ultrapassa qualquer entendimento…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 23, 2013 by Psiquê

Autoestima

É muito difícil encontrar fidelidade nas citações da internet…

Eu gostei muito do trecho que cito entre aspas a seguir, porém encontrei atribuições a Clarice Lispector e a Bob Marley. Na minha opinião ele não pertence integralmente a nem um nem outro. Mas foi feito um mix de frases de vários autores. É triste que as citações não tenham sua autoria preservada, mas eu achei as palavras, tão bem escolhidas que resolvi partilhar aqui com vocês.

“Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo. Tenho um sorriso confiante que às vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele. Sou inconstante e talvez imprevisível. Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras. Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo. São poucas as pessoas pra quem eu me explico…”

“Correr atrás daquilo que realmente queremos é uma obrigação nossa!! Viva.. ame.. pense.. erre.. e depois do erro corra atrás de refazer o seu acerto.. nada é pra vida toda… O importante é ser feliz sempre! Não pense no mal, pense apenas no bem, que assim a felicidade um dia vem.. Renda-se, como eu me rendi… Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei…”

“Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento – esta frase com certeza é da Clarice.”

Desejo a todos uma excelente semana!