Arquivo para mudar

Contentamento e atitude

Posted in Comportamento, Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , on abril 10, 2016 by Psiquê

d1a817769cca84edb7effc6483d336e3

Muito tenho pensado sobre a maneira como nossa sociedade vive e a necessidade de vivermos mais intensamente o momento presente, sem tantas pressões sobre o futuro que ainda não chegou e o passado que já passou. Assusta o número de pessoas que recorre a medicamentos para lidar com ansiedade, falta de sono, depressão, tristeza…

A prática da yoga tem me feito pensar bastante sobre nossa finitude e a importância vivermos com gratidão e buscando contentamento em relação ao momento presente. É tão recompensador dar atenção à nossa respiração, à saúde de nosso corpo, à paz em nossa alma, ao nosso comportamento e nossos pensamentos…

A sociedade em que vivemos já é acelerada demais para permitirmos que essa aceleração interrompa momentos tão maravilhosos quanto os de sono, de meditação diária, de descanso, de desfrute de segundos de boa conversa e de carinho com aqueles que amamos. Tudo isso nos afasta da nossa humanidade e da nossa capacidade de ter empatia perante a vida e perante nossos semelhantes. A consequência dessa constante aceleração e pressa: é uma verdadeira indiferença frente ao semelhante…vivemos olhando, a maior parte das vezes, para nosso próprio umbigo sem prestar atenção no coletivo, no planeta, na comunidade, no meio-ambiente, no necessitado, no mais fraco, no mais carente e assim fechamos os olhos e cruzamos os braços diante de muita coisa que poderíamos contribuir para mudar.

Já não há mais tempo para vivermos assim, seja pelo nosso bem ou pelo do outro. Precisamos estar mais presentes no aqui e agora em absoluta atenção ao milagre de respirar, de sentir, de amar e com isso prestarmos mais atenção em nós mesmos e no próximo.

Convido a todos para viver esse desafio.

Namastê!

 

Anúncios

Que venha 2013!!!

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 28, 2012 by Psiquê

2959328
Essa semana que fiz uma brincadeira no trabalho. Tirei o calendário de 2012 da minha mesa, coloquei o de 2013 e atirei o deste ano na lixeira, dizendo assim: cansei! Chega deste ano, que venha 2013!
Claro que isso foi uma brincadeira, mas já estou me abrindo para o novo ano. Ainda faltam 3 dias inteiros de 2012 para vivermos e nestes dias é importante AGRADECER por tudo que passamos no ano que finda.
Todas as experiências, boas ou más fazem parte do nosso processo de amadurecimento e nos tornam pessoas mais fortes.

Por isso devemos sempre agradecer.

Agradecer por…
… cada dia;
… por cada um que conhecemos;
… cada pessoa que chegou e partiu, aquelas que ainda permanecem;
… cada minuto vivido;
… cada sorriso estampado;
… cada lágrima escorrida;
… por todas, todas as experiências…
Afinal, mudamos o tempo todo a partir daquilo que experimentamos na vida e esta oportunidade é única e fantástica!

Antes de começar a traçar suas metas para 2013, o que também é muito importante, pare um minutinho durante estes três dias para agradecer!!!
Que todos nós tenhamos um excelente 2013!

Arrependimentos antes de morrer

Posted in Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 3, 2012 by Psiquê

Bronnie Ware, enfermeira australiana, lançou um livro com a lista dos maiores arrependimentos de pessoas que estão prestes a morrer. Ela, que é especialista em cuidados paliativos e doentes terminais, afirma que reuniu em seu livro “confissões honestas e francas de pessoas em seus leitos de morte“, confissões que, segundo ela, ajudaram a mudar sua vida.

“Encontrei uma lista grande de arrependimentos, mas no livro me concentrei nos cinco mais comuns”, disse a autora à BBC. “E o principal arrependimento de muitas pessoas é o de não ter tido coragem de fazer o que realmente queria e não o que outros esperavam que fizesse”, acrescenta.

“Outro arrependimento comum é de não ter trabalhado um pouco menos, pois isso, segundo estas pessoas, fez com que perdessem o equilíbrio e, como resultado, perderam muitas coisas em suas vidas”, disse Ware.

O livro de Ware, chamado The Top Five Regrets of the Dying – A Life Transformed by the Dearly Departing (“Os Cinco Maiores Arrependimentos dos Moribundos”, em tradução livre) conta as memórias da autora e suas experiências durante anos de trabalho em cuidados de doentes terminais.

Os pacientes de Ware geralmente eram pessoas que já não tinham chances de recuperação e podiam morrer a qualquer momento. A enfermeira afirma que isto permitiu que ela compartilhasse com estes pacientes “momentos incrivelmente especiais. Porque passei com eles as últimas três a doze semanas de suas vidas”.

Texto viral

Ware conta que a ideia para o livro surgiu depois que um artigo publicado no blog da enfermeira, chamado “Arrependimentos dos Moribundos”, se transformou em um texto viral, se espalhando pela web. Ela então decidiu escrever algo mais completo a respeito destas confissões e a forma como a vida dela foi transformada.

“As pessoas amadurecem muito quando precisam enfrentar a própria mortalidade”, afirmou. “Cada pessoa experimenta uma série de emoções, como é esperado, que inclui negação, medo, arrependimento, mais negação e, em algum momento, aceitação.

” A enfermeira garante que cada um dos pacientes que tratou “encontrou sua paz antes de partir”. Ware disse à BBC que, durante os anos que trabalhou com estes pacientes percebeu também que muitos se arrependiam de não terem tido “coragem para expressar seus sentimentos”.

“E isso se aplica tanto aos sentimentos positivos como aos negativos.” “Muitos diziam: ”queria ter tido coragem de falar que não gostava de uma coisa”, ou então que queriam ter tido coragem de falar às pessoas o que realmente sentiam por elas”, afirmou.

Amigos

Bronnie Ware também destaca outro arrependimento que notou entre seus pacientes: o de ter perdido o contato com os amigos. A enfermeira afirma que os amigos são importantes no final da vida, pois os familiares que estão junto a um doente terminal também estão passando por muita dor. Uma pessoa no leito de morte, segundo Ware, sente falta dos amigos, mas, muitas vezes, quando ela perdeu o contato, já é tarde demais para um reencontro. A enfermeira também chama a atenção para o fato de que as pessoas se arrependem do que não fizeram. Na maioria dos casos observados por ela, as pessoas não pareciam se arrepender de algo que tinham feito.

A autora afirma que espera que seu livro “ajude as pessoas a agir hoje e não deixar as coisas para amanhã, para se arrepender depois”. “Minha mensagem principal é que todos vamos morrer e que se, neste momento, nos arrependermos de algo, vamos então solucionar o problema agora”, acrescentou.

Fonte: BBC Brasil

Chegou dezembro!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 8, 2010 by Psiquê

Chegou dezembro e com ele mais um ano se finda. Ao contrário dos meus dois últimos reveillons, não tenho uma nova proposta de trabalho ou de setor para iniciar em 2011, mas tenho muitos planos para pôr em prática em prol de um futuro novo e ainda melhor.

Claro que essas expectativas sempre nos acompanham, mas as grandes mudanças e realizações vão depender de nossos passos, nossas atitudes daqui para a frente. Eu espero, sinceramente, fazer a minha parte. Em 2010, o Espartilho completou 3 anos e, apesar de não temros feito um post lindo comemorativo no dia 22 de novembro, registro aqui minha felicidade de tê-lo feito e contar com a leitura diária de todos vocês. Também em 2010, eu completei 30 anos e celebrei com uma discreta, mas linda festa a fantasia ao lado dos que eu amo.

2011 vai ser mais um ano único, repleto de realizações e concretizações de planos que há muito carrego. Esse é meu grande desejo. Os últimos dois anos também foram assim, realizações em campos diferentes da minha vida foram concretizadas e outras ainda estão por vir.

Apesar de um pouco cética em relação às Festas de Final de Ano e o comportamento das pessoas, eu ainda acredito que esse é um tempo de renovação e nós só podemos mudar a nós mesmos. Portanto, quero em 2011 mudar ainda mais, crescer ainda mais, melhorar ainda mais, vencer ainda mais.

Convido vocês a caminharem comigo, ainda que, talvez de forma mais lenta, mais afastada, mas calma.

É, tem sido e vai ser muito bom estar com vocês mais um ano.

Feliz 2011!!!