Arquivo para negatividade

Assuma o controle da sua vida!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 8, 2013 by Psiquê

Imagem

“De maneira geral, qualquer indivíduo deve muito pouco ao que trouxe consigo ao nascer – o indivíduo é aquilo que faz de si mesmo” – Alexander Graham Bell

Eu recomendo fortemente a leitura do livro Metas, de Brian Tracy, o qual subestimei achando que poderia ser mais do mesmo…

Ontem recebi a recomendação de ler o 2º capítulo do livro, intitulado, Assuma o controle da sua vida. Eu realmente me surpreendi com o que li. O livro está esgotado em algumas livrarias, logo, procurei e comprei no Estante Virtual, e espero que o restante da obra me surpreenda da mesma forma.

O texto fala sobre a necessidade de assumirmos a responsabilidade sobre todas as coisas que acontecem e virão a acontecer conosco. Se quisermos que nossa vida mude, nós temos que mudar, pois só depende de nós mesmos.

Os nossos piores inimigos são nossas emoções negativas, as quais drenam nossa energia e nossa alegria de viver. E o autor recomenda, que uma das metas mais importantes para sermos verdadeiramente felizes e bem-sucedidos, é libertar-nos das emoções negativas. As emoções negativas do medo, da autocomiseração, da inveja, do ciúme, dos sentimentos de inferioridade e, em última análise da raiva são causadas basicamente por quatro fatores, lembra o autor.

1. Justificação – se você não justificar a sua negatividade, não poderá ficar com raiva;

2. Racionalização – a racionalização e a justificação exigem que você sempre identifique alguém ou alguma coisa como a fonte ou a causa do seu problema;

3. Hipersensibilidade em relação à maneira como os outros o tratam – mantenha-se acima da opinião dos outros.

4. Livre-se da propensão de culpar os outros por seus problemas.

O antídoto para todos os tipos de emoções negativas é aceitar a total responsabilidade por sua situação. (…) Assumindo total responsabilidade, é que pode começar a estabelecer e alcançar metas em todas as áreas da sua vida.Somente quando for livre, mental e emocionalmente, poderá começar a canalizar suas energias e seu entusiasmo em uma direção que aponte para a frente.”

Ninguém pode fazê-lo sentir-se inferior se você não permitir.” Eleanor Roosevelt

E o ponto mais importante: controle suas emoções!

“Para manter sua mente positiva, recuse-se a criticar, a fazer queixas e a condenar as outras pessoas por qualquer coisa. Toda vez que você critica alguém, se queixa de alguma coisa que não lhe agrada ou condena alguém por algo que tenha feito ou deixado de fazer, você desencadeia sentimentos de negatividade e raiva em si mesmo. E é você quem sofre. A sua negatividade não afeta, em absoluto, a outra pessoa.  Sentir raiva de alguém é permitir que esta pessoa controle suas emoções a distância e, não raro, a qualidade de sua vida em geral. O que é, simplesmente, uma burrice.”

Já as emoções positivas conferem poder, enquanto as negativas tiram poder.

Energia e vibração no trabalho

Posted in Comportamento, Profissão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 2, 2009 by Psiquê

14926619

Photo Klaus Kraiger

Navegando pelo Portal Personare, esbarrei com a seguinte matéria que veio muito a calhar:  Aumente a disposição para o trabalho!

Nela, destacava-se o fato de que nós passamos grande parte de nosso tempo no ambiente de trabalho e,  muitas vezes, chegamos ao final do dia com um sentimento de peso e cansaço.  O trabalho intelectual, às vezes cansa tanto quanto um trabalho braçal ou mais.

Se isso acontece com você, a matéria diz:  Saiba que, ainda que se trabalhe bastante, é possível terminar o expediente com mais vitalidade e leveza. Através do cuidado com a qualidade das nossas energias no local em que costumamos trabalhar.

“Sentimentos como vitalidade, paz, disposição e segurança denotam energias equilibradas e saudáveis. Sentimentos negativos como medo, ansiedade, angústia e mesmo a euforia e empolgação exageradas denotam desequilíbrios em seu padrão vibracional.

Na atribulada rotina profissional, nem nos damos conta do quanto estamos permanentemente interagindo energeticamente com o ambiente físico e sutil do nosso local de trabalho. Aparelhos eletrônicos, luz artificial, ambientes fechados com ar condicionado, mesa cheia de papéis, gavetas abarrotadas, móveis dispostos de maneira confusa. Não é difícil encontrar tudo isso em um escritório típico”.

No trabalho moderno, muitas vezes, não conseguimos escapar  do uso de computadores, celulares ou outros aparelhos. O que não significa que não  possamos fazer um uso mais consciente destes:

  • Desligar o monitor quando sairmos para uma reunião ou ficarmos um tempinho sem utilizar o computador.
  • Celulares não precisam ficar grudados no seu corpo, e carregadores podem ser retirados da tomada quando não estiverem em uso.
  • Utilizar luz e ar natural quando possível pode diminuir a necessidade de lâmpadas e ar-condicionado.

Organização e fluidez contribuem para manter a energia do ambiente saudável. Portanto, mantenha sua mesa e suas gavetas organizadas, além de móveis dispostos de maneira funcional. Olhe para a sua sala. Como você se sente?

  • Perceba se o ambiente lhe passa sensação de leveza.
  • Existe excesso de objetos e materiais? Não é hora de jogar fora o que não serve mais?
  • Se a cor das paredes não é agradável pode pintá-las de outra cor ou enfeitá-las com quadros.
  • Se você vive esbarrando nos móveis ou desviando deles, pode dispô-los de outra maneira ou escolher móveis mais apropriados ao espaço.

O tema me chamou tanto atenção em função do ambiente de trabalho em que estou vivendo – e até dos que já vivi anteriormente, que não para por aqui e deu origem a outro artigo que resumirei aqui.

Para os que ainda não admitiram, as  emoções também podem afetar as vibrações no ambiente de trabalho.

As pequenas atitudes do dia-a-dia, um inocente conversa no “cafezinho” ,  uma ligação telefônica, um e-mail, um olhar podem interferir na vibração que carrega para aquele dia. Como estamos  interagindo com outras pessoas  todo o tempo, nosso perfil vibracional é dinâmico. Uma pessoa que reclama e se lamenta ao seu lado gera uma vibração não harmônica.

É a maneira como você recebe essas energias que determina como ela vai ou não lhe atingir. São seus próprios pensamentos e sentimentos, também constituídos de vibrações, que afetam nosso perfil energético.

Segundo Jill Bolte Taylor, neurocientista autora de “A cientista que curou seu próprio cérebro“, entre um pensamento e seus efeitos fisiológicos decorrem 90 segundos. Durante este minuto e meio você tem a opção de escolher interromper o estímulo do pensamento, antes dele manisfestar-se no seu corpo físico e tornar-se aquele sentimento que toma conta de você. Portanto, a “contaminação” por pensamentos e sentimentos, próprios e alheios pode ser evitada com a sua atenção e consciência. Se ainda assim estiver sentindo muito cansaço no fim do expediente, experimente fazer respirações conscientes acompanhadas de uma visualização no início e ao final do dia. Acompanhe o passo-a-passo:

  • Coloque-se em um ambiente mais tranquilo que puder. Se quiser, pode colocar algo que lhe ajuda a relaxar como uma música calma, um incenso, uma essência aromática.
  • De olhos fechados, inspire visualizando o ar como uma luz líquida que entra em seu corpo iluminando, purificando e enchendo seu corpo de vitalidade, e expire visualizando uma fumaça escura, eliminando todo o cansaço, angústia e negatividade. Veja todos os espaços agora limpos sendo preenchidos pela luz líquida.
  • Quando se sentir plenamente revigorado, abra os seus olhos lentamente, trazendo sua atenção e o sentimento de relaxamento para o momento presente. Afirme para você mesmo que é nesse sentimento que você escolhe viver o seu dia-a-dia.

Nós precisamos nos fortalecer diariamente de vibrações desarmônicas que as pessoas insistem em carregar e, consciente ou inconscientemente, nos contaminar. O equilíbrio e os bons pensamentos são a chave para a proteção contra essas energias negativas. Vibrem positivamente.