Arquivo para outros

Boas dicas!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 31, 2014 by Psiquê

O projeto Yoga na Laje foi criado em julho de 2012 e tem por objetivo levar a prática do yoga às comunidades pacificadas da cidade do Rio de Janeiro. A primeira unidade está em funcionamento na Rocinha, São Conrado – Rio de Janeiro. Ontem, conheci o projeto pelo facebook e gostei muito da ideia. Espero que ela seja ampliada para outras áreas.

13290249bed65a3e14d0e804af37da0e

Resolvi compartilhar, aqui, algumas boas dicas, escritas no perfil do projeto no facebook. Vejam a seguir:

Saúde:

1. Pratique Yoga;
2. Durma 8 horas por dia;
3. Coma o que nasce em árvores e plantas, e menos comida produzida em fábricas;
4. Viva com os 3 E’s: Energia, Entusiasmo e Empatia;
5. Ande mais a pé e de bicicleta;
6. Brinque com seus irmãos, filhos e netos;
7. Leia mais livros do que leu em 2013;
8. Sente-se em silêncio pelo menos 15 minutos por dia;
9. Arranje tempo para orar;
10. Beba muita água, menos açúcar, menos sal.

Personalidade:

11. Não compare a sua vida a dos outros. Ninguém faz ideia de como é a caminhada dos outros;
12. Não tenha pensamentos negativos ou coisas de que não tem controle;
13. Não exceda. Mantenha-se nos seus limites;
14. Não se torne demasiadamente sério;
15. Não desperdice a sua energia preciosa em fofocas;
16. Sonhe mais e faça planos;
17. Inveja é uma perda de tempo;
18. Esqueça questões do passado. Não lembre seu parceiro dos seus erros do passado. Isso destruirá a sua felicidade presente;
19. Não odeie;
20. Faça as pazes com o seu passado para não estragar o seu presente;
21. Ninguém comanda a sua felicidade a não ser você;
22. Tenha consciência que a vida é uma escola e que está nela para aprender. Problemas são apenas parte do curriculum, que aparecem e se desvanecem como uma aula de álgebra, mas as lições que aprende, perduram uma vida inteira;
23. Sorria e gargalhe mais;
24. Não necessite ganhar todas as discussões. Aceite também a discordância;

Sociedade:

25. Entre mais em contato com sua família e amigos;
26. Dê algo de bom aos outros diariamente;
27. Perdoe a todos por tudo;
28. Passe tempo com pessoas acima de 70 anos e abaixo de 6;
29. Tente fazer sorrir pelo menos três pessoas por dia; até os seus colegas de trabalho;
30. Não te diz respeito o que os outros pensam de você;
31. O seu trabalho é UMA parte da sua vida;

A Vida:

32. Faça o que é correto;
33. Desfaça-se do que não é útil, bonito ou alegre;
34. Agradeça sempre;
35. Por muito boa ou má que a situação seja…. Ela mudará;
36. Olhe-se nos espelho e diga: – Eu posso !!!!
37. O melhor ainda está para vir;
38. Assim que acordar espreguice, estique o corpo e tenha um pensamento positivo;
39. Mantenha seu coração sempre feliz.

Achei as dicas excelentes, compartilhe. E se tiverem outras, estamos abertos a ouvi-los.

Anúncios

O espírito do sexo

Posted in Poesia Erótica with tags , , , , , , , , on janeiro 27, 2014 by Psiquê

3239036

O espírito do sexo

Hoje acordei debaixo de mim

e senti o orgasmo do mundo
no corpo dos outros.

Autoria: Manuela Amaral

10 Maneiras de ser mais feliz no trabalho

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 26, 2013 by Psiquê

O portal Nibo trouxe um post sobre as 10 Maneiras de Ser Mais Feliz no Trabalho. O blog 99jobs também compartilhou e eu também resolvi colocar aqui no nosso Espartilho. Leia na íntegra e fique à vontade em comentar:

f57e5d90a3ae44b62bc6b624779c7a75

Felicidade é uma busca constante do ser humano. Ser feliz depende em grande parte de como você lida com outros e com as suas próprias emoções. A maior parte de nosso dia, passamos no trabalho, por isso é extremamente importante para nos sentirmos de “bem com a vida” que isso comece nos momentos mais simples, mas que exigem produtividade. Nessa lista de regras básicas juntamos 10 maneiras para ser feliz no trabalho.

1. Não se compare com os outros!!!

Todo mundo tem uma história de vida diferente, sendo diferente, não existe comparação. A trajetória da sua carreira é exclusivamente sua! Estipular comparações é uma perda de tempo enorme, além de desgastante para a cabeça.

2. Não dê importância demais a coisas fora do seu controle!!!

É claro que é importante que você esteja informado sobre a economia, seu mercado de atuação, etc. Mas não deixe que situações fora do seu controle te corroam por dentro. O seu foco deve se manter nas coisas que você tem domínio: seus pensamentos e suas atitudes.

3. Conheça seus limites!!!

Embora seu trabalho possa parecer a principal fonte de sobrevivência, não é a coisa mais importante do mundo. É necessário que mantenha sua integridade e privacidade. Nunca deixe que seu trabalho te jogue para baixo.

4. Não se comprometa com mais do que pode cumprir!!!

Compreenda e reconheça o que você pode fazer em um determinado prazo de tempo. Se algo parecer muito complexo, expresse isso a sua equipe com clareza e reorganize os prazos e tarefas de maneira adequada.

5. Comunique-se com clareza!!!

A maior parte do estresse em qualquer trabalho de equipe é resultado de má comunicação. E-mails mal interpretados, projetos mal explicados, expectativas mal alinhadas (entre outros) são causadores de mal estar. Tome medidas simples para ter certeza de uma boa comunicação.

6. Seja educado!!!

Parece simplista, mas não é. No dia a dia, agradeça as pessoas que fazem parte do seu cotidiano e torne a convivência mais agradável.

7. Pare de reclamar e ache soluções!!!

Ser a pessoa que está sempre reclamando é uma forma de propagar energia negativa. Isole o problema que você está observando e gere uma solução eficiente ou envolva sua equipe para encontrar uma solução em grupo.

8. Seja responsável pelo seu próprio bem!!!

Ninguém é mais interessado no seu bem-estar que você próprio. Faça algo ame todos os dias, seja tomar um café no meio da tarde ou criar um ambiente de trabalho confortável.

9. Procure por feedback!!!

Você é responsável pela sua carreira. Caso deseje ser cada vez mais um bom profissional, saiba suas qualidades, mas principalmente em que precisa melhorar mais. Peça feedback não apenas aos seus superiores, porém de colegas e clientes. Muitos profissionais procuram se aconselhar com mentores da mesma empresa, buscando inspiração naqueles que já percorreram um árduo caminho.

10. Seja flexível!!!

Com os outros e com você mesmo. Reajuste-se e readapte-se às novas funções, pessoas e projetos. Empresas passam por fases e reestruturações. Aprenda a tirar o máximo de cada situação, repensando no seu próprio desempenho conforme as mudanças ao seu redor.

Fonte: nibo.com.br

As experiências e o valor das coisas…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 31, 2013 by Psiquê
Yoga

Yoga

 

Não é novidade para quem me conhece que sou pouco deslumbrada em relação certas coisas. Claro que dou valor à alguns luxos, confortos, lugares, comidas, bebidas e opções de boa qualidade…gosto muito e sou bastante exigente em relação a boas escolhas…porém há coisas que deslumbram as pessoas que definitivamente não me enchem os olhos.

Na última semana passei por situações que, a princípio, podem ter sido mal interpretadas, mas que no final se revelaram coerentes com o contexto. Há pessoas de meu convívio que acreditam e defendem que “fama”, “mídia”, “status”, “dinheiro” são suficientes para preencher seus vazios existenciais. A meu  ver esses elementos são tão fugazes, quanto a sensação de prazer instantânea que sentimos ao comprar um objeto que desejamos.

Posso parecer sonhadora ou pedante demais, mas a meu ver nenhuma “celebridade”, “liderança”, “autoridade” ou “pessoa possuidora de mais posses” é melhor ou pior que outrem, pelo contrário, existem “riquezas não mensuráveis” que apreendemos quando conversamos, partilhamos experiências ou ao menos damos chance de conhecer o outro. É claro que nem todo mundo tem algo a acrescentar a nossas vidas, mas muitas vezes não cabe a nós julgar o porquê de uma pessoa ter ou não cruzado o nosso caminho. A minha experiência (e/ou meu modo de ver a vida) tem me mostrado que todas as experiências , sejam elas boas ou ruins, dignas de sorrisos ou lágrimas, tem sempre algo a nos ensinar…

Me entristece ver que ao meu redor existem pessoas que tratam as outras ou vivem sob influência do empobrecedor: “você sabe com quem está falando?”, resquício de nosso passado escravocrata, que foi objeto de tantas reflexões e análises ainda no tempo da minha faculdade…

Há pessoas, famosas ou não, lideranças ou não, exemplos ou não, que infelizmente se contentam em passar pela vida com este e outros modelos preconceituosos, limitados e pobres de ver o mundo, ao invés de agradecer e viver a oportunidade de crescer com as diferenças, as experiências, a diversidade cultural…quando enxergamos a riqueza da vida e da convivência com os outros e suas diferentes experiências, chegamos a lamentar a velocidade com que a vida passa e a demora com que enxergamos a possibilidade de, através dela, nos tornarmos seres melhores, mais evoluídos e mais felizes.

Namastê!

Auto-estima: você é o mais importante!

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , , on março 10, 2008 by Psiquê
km-sirenaclose.jpg

O nível da nossa auto-estima é que determina o sucesso ou o fracasso de grande parte de nossas buscas. Desenvolvê-la é um trabalho diário, difícil e que também depende das nossas experiências da infância e de como lidamos com essa herança.

O que é auto-estima?

Trata-se da opinião que cada um tem de si. A consciência de seu valor pessoal, respeito e confiança em si mesmo. Muitas vezes nós temos uma visão negativa ou diminuta de nós mesmos. Ela está diretamente ligada ao amor próprio, à aceitação de si, ao carinho e respeito para com sua pessoa.

Muitas de nossas dificuldades, no campo amoroso, pessoal, profissional, sentimental, social está diretamente ligada à baixa auto-estima, insegurança, medo.

A psicóloga Rosemeire Zago em sua coluna no portal UOL apresenta algumas dicas sobre a questão. Segundo ela, a auto-estima se forma na infância a partir da maneira como as pessoas nos tratam. Como disse, nossas experiências do passado influenciam na auto-estima dos adultos. A perda ou comprometimento da auto-estima está associado a decepções, perdas, frustrações, falta de reconhecimento, etc.

Todos nós passamos em algum momento de nossa vida por situações como estas. Cabe a nós buscarmos ajuda para fortalecer nossa auto-estima de tal modo que os problemas não abalem esse amor por nós mesmos. Para isso, mais do que contarmos com o reconhecimento e o amor do outro, precisamos contar com o NOSSO AMOR PRÓPRIO e conhecimento de si. É aí que mora o xis da questão, esse é o grande segredo.

Vale a pena ler um pouco mais sobre os perigos da baixa auto-estima. A Dra. Rosemeire apresenta também algumas dicas de como manter sua auto-estima elevada e as vantagens que este estado oferece.

Veja alguns toques importantes:

Para elevar a auto-estima é preciso:

– autoconhecimento
– manter-se em forma física (gostar da imagem refletida no espelho)
– identificar as qualidades e não só os defeitos
– aprender com a experiência passada
– tratar-se com amor e carinho
– ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança)
– manter diálogo interno
– acreditar que merece ser amado(a) e é especial
– fazer todo dia algo que o deixe feliz. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar.

Resultados da auto-estima elevada

– mais à vontade em oferecer e receber elogios, expressões de afeto
– sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem
– harmonia entre o que sente e o que diz
– necessidade de aprovação diminui
– maior flexibilidade aos fatos
– autoconfiança elevada
– amor-próprio aumenta
– satisfação pessoal
– maior desempenho profissional
– relações saudáveis
– paz interior

Digo e repito: amem-se, respeitem seus limites e sejam felizes.