Arquivo para planejamento

2012

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 9, 2011 by Psiquê

Eis que chegou ao fim mais uma semana. Essa semana foi pesada, desafios para o exercício da paciência e da reclusão. Desânimo, provas, TCC, trabalhos, aborrecimentos, obrigações profissionais e acadêmicas, crises de ansiedade, cansaço, exercícios, preguiça, etc. Mas também foi uma semana de comemorações e alegrias…

A conjuntura me fez lembrar que falta menos de 1 mês para o ano novo começar e que já é tempo de começar a traçar as metas para o próximo ano. Aparentemente, este é o primeiro, de uma série de 4 ou mais anos, que eu não começo o Ano Novo com ciclos de mudanças claros e evidentes. Nos últimos anos, recomecei os ciclos de 12 meses com novidades bem marcantes: mudança no estado civil, mudança de emprego, novos cursos, novos salários, etc. Confesso que adoro a mudança e os novos desafios que ela traz.

Apesar de não ter claramente grandes mudanças para esse começo de ano, no fundo eu sinto que novos ares, novos desafios, nossas responsabilidades e até novas recompensas estão por vir. Mesmo assim, cabe a mim sentar por alguns minutos que sejam para traçar os meus planos e metas para 2012. Afinal, ainda que não tenhamos controle exato sobre os próximos acontecimentos, planejar e sempre o primeiro e melhor caminho.

Que venha 2012!!! 

Março: o ano realmente começou

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on março 13, 2011 by Psiquê

 

Alisa Verner

Via Amante das Imagens

Findo o período de reflexões, pensamentos, planejamento: lá se foi o Carnaval e  como muitos costumam dizer em nosso país, AGORA COMEÇOU O ANO. E parece que não deu tempo de planejar tudo, mas isso, porque nem tudo é passível de planejamento. O mais importante é agradecermos cada dia vivido e cada pequena conquista realizada.

O tempo parece ser muito curto para dar conta de todos os meus planos e de tudo o que queria fazer, mas às vezes somos obrigados a sacrificar alguns, a priorizar outros e mesmo assim, no final das contas, somos pessoas realizadas. Eu bato muito nessa tecla: acho que a nossa vida deve ser celebrada todos os dias, a despeito dos problemas cotidianos que todos temos que enfrentar. Sou contra entregar a riqueza de nossas vidas a períodos de depressão, de vícios, de angústias… Ansiedade é algo comum no nosso mundo moderno, repleto de cobranças, pressões e medos, mas se olharmos para a essência da vida: temos muito a celebrar!!

Vamos pessoal, sem perder as esperanças, lutar por um mundo mais justo, mais alegre, mais feliz!

2011 apenas começou e agora o negócio é arregaçar as mangas e pôr em prática tudo aquilo que se quer concretizar:

  1. Começar a dieta;
  2. Voltar a malhar;
  3. Mergulhar nos estudos;
  4. Dividir o tempo entre trabalho e lazer;
  5. Reservar um momento para curtir aqueles que amamos;
  6. Reservar um momento para meditar, refletir, pensar na vida, orar, o que quer que se encaixe na sua realidade.

Previsões para 2011

Posted in Comportamento, Curiosidades, esoterismo with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 9, 2011 by Psiquê

Via ObservatoriumNossa, de fato 2011 começou com novidades!!! Depois de iniciar a fase de planejamentos em dezembro, 2011 começa com desafios e com a adoção de novas medidas para concretizar alguns dos planos. É evidente que isso não vem sem questionamentos, medos, anseios.

Os sonhos são muito altos e cada conquista diária deve ser comemorada.

Janeiro foi satisfatório!

Fevereiro, apesar de um mês curto será o primeiro passo para um ano perfeito!

Março será melhor ainda!

Afinal, devemos ser inflexíveis na busca de nossos objetivos e flexíveis na forma de alcançá-lo.

Para completar meu quadro esperançoso para este ano, encontrei previsões para 2011, que confesso, não tinha visto para o presente ano, e gostei! Veja as previsões, do portal Terra, para os virginianos:

Trabalho e finanças

O setor financeiro continua sendo o ponto principal de preocupações para os virginianos, que devem continuar trabalhando duro para estruturar definitivamente suas finanças. O dinheiro virá somente através do esforço e dedicação ao trabalho. Este ano, como no passado, a disciplina, a organização e o excesso de responsabilidade continuam sendo exigidos de você. A partir de fevereiro você pode começar a pensar em investir em novas parcerias comerciais. Essa tendência ficará ainda mais forte em março e abril. Elas serão bem vindas e certamente trarão a melhoria de sua condição material. Associações com pessoas ou grandes empresas estão previstas até o final do primeiro semestre. O mesmo mês de fevereiro será especialmente positivo ao seu trabalho, com a possibilidade de novas propostas, promoções e acordos. O segundo semestre começa uma fase voltada para os estudos e as viagens, certamente serão importantes para aumentar suas possibilidades de crescimento profissional. Junho será o mês mais positivo do ano para você, com promessa de sucesso em seus empreendimentos e maior visibilidade.

Amor

O ano começa já com algumas novidades no amor. As transformações profundas em sua vida emocional continuam e você não deve deixar de lado essa área de sua vida. Você deve se aprofundar em suas emoções para reconhecê-las e mudar o que for necessário. Especialmente sua maneira de dar e receber amor, assim como sua dificuldade em enfrentar os medos de rejeição e solidão. A partir de abril a tendência de você se apaixonar aumenta consideravelmente. Mas você deve tomar muito cuidado, pois pode haver ilusão e enganos nessa fase. Cuidado com pessoas misteriosas demais ou que não se mostram muito claras. A partir de junho você entrará em uma fase mais leve e solta com relação à sexualidade e intimidade. Nessa fase você estará mais tranquilo com relação às suas emoções, deixando definitivamente o passado para trás.

Saúde

Uma ótima fase para cuidar melhor de você será em fevereiro. Aproveite as boas energias para fazer exames de rotina e pensar em um novo programa de saúde. Mudar hábitos nocivos de alimentação será uma de suas preocupações até meados do ano. Exercícios físicos também devem ser praticados, mesmo que você não queira de fato. A saúde em geral melhora sensivelmente já a partir de abril.

De repende 30…

Posted in Comportamento, Maternidade, Profissão, Relacionamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 30, 2010 by Psiquê

nu-photos-walmont

Em 2010 completarei 30 anos, ainda faltam alguns longos meses, mas acho que é um momento a ser refletir e celebrar. Estou aqui às voltas de um planejamento para refletir sobre o que devo fazer de meu futuro, que passos devo dar ainda em busca de minha satisfação profissional e pessoal. Ao mesmo tempo, preciso agradecer pelas conquistas já alcançadas até aqui, que foram muitas. E celebrar os anos vividos. Ainda não sei como vou comemorar, gostaria de uma comemoração marcante e divertida, mas preciso lançar mão de bastante criatividade para conseguir realizar uma comemoração legal, sem gastar muito.

Vocês sugerem algo? Estou ansiosa para ouvi-los.

De repente, elas percebemos que já somos balzaquianas, mas poucas balzacas leram A Mulher de Trinta, de Honoré de Balzac, escrito há mais de 150 anos.

Olhe o que ele diz: ‘Uma mulher de trinta anos tem atrativos irresistíveis. A mulher jovem tem muitas ilusões, muita inexperiência. Uma nos instrui, a outra quer tudo aprender e acredita ter dito tudo despindo o vestido. (…) Entre elas duas há a distância incomensurável que vai do previsto ao imprevisto, da força à fraqueza. A mulher de trinta anos satisfaz tudo, e a jovem, sob pena de não sê-lo, nada pode satisfazer’.

Os 30 anos chegam carregados de muitos questionamentos.

O que realizamos até aqui?

O que ainda vamos realizar?

Como alcançar a satisfação pessoal?Já alcançamos? Em que áreas?

Como conciliar carreira com vida pessoal, filhos, projetos, etc.

Ai, não sei onde vou chegar, mas é tempo de celebrar.

Maternidade: quando?

Posted in Maternidade with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 8, 2009 by Psiquê
Кирилл Змурчук
Кирилл Змурчук

Há mais ou menos três anos, meus amigos entraram no ciclo dos casamentos. Entre 2006 e 2009, muitos deles casaram. Era casamento atrás de casamentos. Em janeiro deste ano foi a minha vez…

Agora, muitas das minhas amigas entraram no ciclo da maternidade. Entre 2006 e 2009 foram cerca de 15 gestações e atualmente 6 amigas estão grávidas, algumas do segundo filho, outras do primeiro. Parte desse grupo tem apenas um ou dois anos de casado. Até aí, nada demais. Porém quando todo mundo começa a só falar em gravidez, a cobrar a gravidez dos outros eu me pergunto: será a hora certa de ser mãe?

Será que existe hora certa? Se existe ou não eu não sei, mas no momento eu não sinto que deva ser mãe. Ainda tenho que realizar coisas na minha profissão, curtir alguns aninhos de casada ao lado do meu husband, poder viajar por aí, mas o que me incomoda é que algumas pessoas só falam nisso.

A meu ver: decidindo ser mãe agora ou não a escolha é de cada um e devemos respeitar…

Hoje cada vez mais mulheres engravidam com mais idade, seja por causa da carreira e da busca de alguma estabilidade financeira, seja por não se sentir madura antes dessa idade, ou por não ter encontrado o parceiro ideal para fazê-la se sentir pronta. Há inclusive, quem decida ser mãe indepedentemente de parceiro.

Segundo o portal Mais Vida não há idade certa para ser mãe e existem prós e contras em todas as faixas etárias. A matéria fala da tendência das mulheres europeias e brasileiras de engravidar cada vez mais tarde:

“Na Inglaterra, por exemplo, o número de mulheres que se tornam mães pela primeira vez entre os 40 a 44 anos aumentou em 50% na última década, aponta o Departamento de Estatísticas Nacionais do Reino Unido. No Brasil, de acordo com o IBGE, as mães pela primeira vez entre 40 a 49 anos têm aumentado especialmente nos grandes centros urbanos. São mulheres de um segmento populacional com alta escolaridade (59,1% tem oito anos ou mais de estudo) e de alto poder aquisitivo ( 25,7% com rendimento mensal familiar de mais de 10 salários mínimos).

O portal Bebe.com também fala sobre a tendência das mulheres que trabalham de engravidar cada vez mais tarde.

O portal da Revista Vida Simples, trouxe a matéria Filhos na hora certa que trata também do dilema das mulheres na sociedade atual, que por motivos diversos, adiam cada vez mais o momento de ser mãe.

Segundo a reportagem,  o problema é que essa liberdade de escolhas está ligada a algo muito atraente, mas perigoso como dinamite: o sonho (de homens e mulheres) de que se pode ter tudo na vida ao mesmo tempo. “Atualmente a mulher quer ser mãe, profissional de sucesso, boa esposa e ótima amante. O homem quer ser pai e marido presente, profissional empenhado na carreira e ainda ter tempo suficiente para praticar hobbies, viajar e aproveitar a vida. Na prática, isso é difícil. Quase insustentável”, diz o filósofo Renato Janine Ribeiro (Em entrevista à Revista Vida Simples).

A matéria continua: “O preço desse sonho inatingível é muita angústia e ansiedade. Se a mulher escolhe a carreira, sabe que tem um reloginho interno biológico que lhe diz que pode estar passando a melhor época para ter filhos sem maiores riscos…”. E vai além: “Para ter filhos, é preciso já ter encontrado seu lugar no mundo”, diz Beatriz Vidigal, psicóloga especializada em terapia de casais. Em outras palavras, é saudável, sim, buscar uma base firme antes de ter filhos, embora seja provável que uma boa estrutura só seja alcançada depois dos 30 ou mesmo a caminho dos 40 anos. Mas também é prudente admitir que perfeição não existe e que não é preciso esperar por uma situação superideal para se ter uma criança.

Outras dicas interessantes:

Existe hora certa para ser mãe?

Acompanhe a gravidez mês a mês

O corpo da mulher na gravidez

Perguntas e Respostas sobre o parto

Sexo na gravidez: posições confortáveis e prazeirosas

Estrias: como prevenir?

Alimentação na gravidez

Seis razões para tentar parto normal

Receitas para grávidas

Exercícios de Pilates para grávidas

Comendo certo na gestação

A hora certa de ter filhos, para a revista Crescer

Escalda-pés

Guia da futura mamãe

Administrando o tempo

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , , , , on julho 14, 2008 by Psiquê

Via Amante das Imagens

Depois de uma semana hard core, com noites de apenas 4/5h de sono, corre-corre e ansiedade, muita ansiedade: quase tudo resolvido. Ainda falta muito chão pela frente, mas ao final de cada trajeto o alívio sempre surge. Essa semana que passou foi crucial, pois diante de pouco tempo, greve dos correios, orientadora viajando, finalmente minha dissertação foi entregue à banca. Mas tamanha adrenalina me levou a refletir sobre o tema: administrando o tempo.

Em matéria publicada na Você S.A., por Mauro Silveira, refletiu-se sobre a falta de tempo e a necessidade de planejamento.

“Eis o primeiro e decisivo passo para começar a mudar essa realidade: “Administrar o tempo é fazer com que as pessoas busquem o que mais importa na vida delas“, afirma o consultor Paulo Kretly, diretor-geral da consultoria Franklin Covey no Brasil. Em outras palavras: é preciso definir o que é realmente importante para você, e jamais perder esse foco. “Divirta-se com o que você faz e aproveite a vida”, diz a professora Karen Haley Allen, da Dominican University of California, nos Estados Unidos. “Você dá um grande passo nesse sentido quando consegue uma boa combinação entre o que deseja para sua vida, a contribuição que pretende dar à sociedade e a sua atividade profissional. Essa é a essência da administração do tempo eficiente, pois você estará sempre dando o melhor de si mesmo na execução das atividades.”Digamos que você tenha como prioridade o desenvolvimento profissional, mas as funções que vem desempenhando na empresa não contribuam para esse fim. Conclusão: você está empregando mal o seu tempo. Se você valoriza os papéis de marido e pai e só desempenha o de executivo, também vem perdendo a corrida contra o relógio.

Mas quem disse que administrar bem o tempo é uma tarefa simples?

Exige que você conheça muito bem a si mesmo. Conheça-se. Pergunte-se:

  • Quais projetos gostaria de ter realizado ao longo de todos esses anos?
  • Que pessoas desejaria ver a seu lado?
  • De quais feitos se orgulharia de contar aos filhos e netos?
  • Agora reflita e responda com sinceridade: as atividades atuais que tomam seu tempo estão contribuindo para que você atinja esses objetivos e sonhos? Se a resposta for negativa, significa que está empregando seu tempo para fazer tarefas que não são prioritárias.

Em resumo: você está mais para escravo do que para senhor do tempo. Defina, portanto, suas prioridades.

Grande número de atividades

Agenda, palm, computador e caderno passam a ser bastante úteis a partir de agora. Utilize a ferramenta que achar mais adequada para fazer sua lista de atividades. Defina quais as prioridades do dia e concentre-se nelas. Procure manter o foco. Não perca tempo com coisas que não são importantes e cuidado para não se deixar levar pela ansiedade. Vá riscando tudo aquilo que for executando. Isso é fundamental, pois o deixará estimulado e dará a sensação de que está realmente solucionando os problemas. Se precisar trabalhar mais horas que o normal num determinado período do mês, prefira chegar mais cedo ao escritório a sair mais tarde.

E-mail

Abra-os, no máximo, duas vezes ao dia. “Quem fica o tempo todo olhando seu correio eletrônico geralmente tem o perfil de uma pessoa ansiosa”, diz Sandro Vieira, da Escola de Líderes. Contenha-se. Quando abri-los, no entanto, responda-os no mesmo instante. Coloque os que necessitam de maior atenção e demandam mais tempo na sua lista de prioridades.

Excesso de informações

Mesmo que você tenha uma capacidade acima da média para absorver informações, jamais conseguirá assimilar tudo o que deseja. Você precisa desenvolver um senso crítico em relação ao que deve ou não ler, e saber se uma determinada informação será útil para o seu trabalho. As pessoas perdem muito tempo lendo informações que são interessantes mas não importantes. Para desenvolver uma disciplina, estabeleça um número de páginas para ler diariamente. Ou então determine um tempo fixo: 30 minutos, 45 minutos, uma hora. Evite também deixar papéis com anotações soltos em sua mesa. O ideal é colocar todas elas num único lugar (caderno, agenda, palm etc.). De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Franklin Covey, perdemos em média 28 minutos por dia tentando encontrar em nossa mesa as informações de que tanto necessitamos.

Telefone

É instantâneo: o telefone toca e você o atende, desviando sua atenção. Além de perder a concentração no que estava fazendo, você corre o risco de empregar seu tempo em algo sem muita importância (um amigo querendo bater papo, outro desejando consultá-lo sobre um problema dele e não seu etc.). Para filtrar as ligações, você pode orientar melhor sua secretária, usar uma caixa postal para receber e gravar as mensagens ou mesmo determinar um horário para atender às ligações. Nesse último caso, avise as pessoas sobre a hora em que estará disponível para os telefonemas e peça que procurem respeitá-la. Evite abrir exceções. Seja sempre claro e objetivo ao falar ao telefone no trabalho.

Reuniões

Alguns executivos, na tentativa de reduzir o tempo de duração das reuniões, adotam a estratégia de fazê-las em pé. Isso só funciona se o tema não exigir muita análise, reflexão e debate. Para tornar as reuniões produtivas, adote as seguintes medidas: agende a reunião com antecedência, defina a pauta alguns dias antes e comunique a todos, não convoque ninguém que não seja realmente necessário, controle as conversas paralelas e os que monopolizam o diálogo, e procure não sair da pauta. Reuniões com mais de uma hora de duração geralmente são menos produtivas e mais cansativas. Outra maneira eficiente de impedir que esses encontros se alonguem demais é agendá-los estrategicamente às 11h30 (próximo ao horário de almoço) ou às 4 horas de uma sexta-feira (quando todos já estarão pensando no fim de semana).

Acúmulo de tarefas

Geralmente é reflexo de centralização excessiva. Delegue as tarefas. Para fazê-lo de maneira eficiente, no entanto, você precisa conhecer bem sua equipe e distribuir as tarefas de acordo com o perfil e a capacidade de cada um. Se você delegou, é porque confia nas pessoas. Não fique, portanto, interferindo no trabalho dos subordinados como se fosse o único capaz de resolver o problema com eficiência e dentro do prazo programado.

Interrupções

Se você é daquelas pessoas que estão sempre disponíveis, então sabe o quanto as interrupções atrapalham o desenvolvimento do trabalho. Para evitar abusos, porém, você precisa aprender a dizer não e a ser firme. Não confunda boa educação com complacência. Diga à pessoa que o interrompeu que está ocupado. Se estiver escrevendo e alguém entrar em sua sala, não solte a caneta, caso contrário ele achará que você tem tempo de sobra para ouvi-lo. Peça para a secretária “filtrar” os que desejem falar com você. Outra armadilha na qual caímos com freqüência é a de colocar cadeiras estrategicamente em frente às nossas mesas para receber os visitantes. Isso, na verdade, acaba sendo uma espécie de convite para que as pessoas se sentem ali e fiquem longos minutos falando sobre assuntos que nem sempre estão relacionados ao trabalho. A saída é deixar as cadeiras num canto qualquer de sua sala. Se a pessoa, no entanto, merecer maior atenção, aí, sim, você deve se levantar e posicionar a cadeira diante da mesa.

Burocracia

É um mal crônico em muitas organizações. Que fazer? Simplifique o que for possível. Há um grande número de atividades que somos obrigados a cumprir e que não agregam nenhum tipo de valor à empresa, ao produto e ao trabalho. Então, por que continuar? Tente questionar as tarefas que contribuem para a manutenção da burocracia e eliminar as que estiverem dentro de sua alçada.

Celular

O recurso “olho mágico”, que identifica quem está chamando, é um grande aliado. Só atenda quando for alguém com quem você não pode deixar de falar. Retorne as outras ligações num horário que não prejudique o seu trabalho. Ter um segundo celular apenas para chamadas urgentes é uma alternativa. Isso só funcionará, claro, se você for bastante seletivo na hora de divulgar esse outro número.

Imprevistos

Não há como evitá-los. Mas uma maneira eficiente de impedir que os acontecimentos inesperados provoquem um caos no seu dia de trabalho é manter um espaço de tempo livre na agenda para cuidar desse tipo de problema. Dessa forma, o imprevisto estará relativamente previsto dentro de sua programação.

Enfim, há um velho ditado popular que diz que tempo é dinheiro. É um grande erro. Tempo é vida. Cuide bem dele.

Casamento: por onde começar?

Posted in Casamento, Relacionamento, Romance with tags , , , , , , , , , on março 22, 2008 by Psiquê

alexey-volkov-2.jpg

Photo by Alexei Volkov

União de duas almas
Divindade que renova o espírito
E dá-se início à nova vida…
Comungam-se os bens e o Amor
Na presença do Senhor.
Alegram-se as rosas contidas
Os lírios apreciam o firmamento
E deixam-se levar pelo vento
Na harmonia mágica do casamento…
Rendimentos fluem à vós
Numa divina perpetuidade
Revelando o sentido da felicidade.
Felizes serão na presença dEle
Construindo a certeza da prosperidade.
A aliança simboliza a perfeita fusão
De anseios proferidos em canção.
E a semente do Amor foi plantada
Brotar-se-ão os frutos de Paz e Esperança
E hão de vir os tempos
De inda mais bonança… (Diego M.)

Esse post tem por propósito falar um pouco da indústria do casamento. Não cabe aqui debater como a decisão foi tomada, baseada em quê? Se foi pensada… A minha opinião é que mais do que uma moda, o casamento deve ser pensado cuidadosamente e decidir dividir uma vida com outrem requer reflexão. Pensar se o outro te faz bem, se está disposto a dividir uma vida, na alegria, na tristeza, na saúde e na doença. Enfim…

Mas o que interessa nesse artigo é o quão mais fácil e acessível ficou pensar em montar a cerimônia e a celebração do casamento. Este tema exige uma série de posts e não apenas um, afinal são tantas as etapas, o planejamento é minuncioso para que tudo corra bem…

Mas aquele sonho de menina pode ser planejado, pensado e existem várias formas de se obter ajuda. Para começar há inúmeros portais e blogs que tratam do tema. Veja alguns:

Casamento Brasil

Casar é Fácil que também tem o blog Casar é Fácil

Guia de Casamento

Casamento e Cia

Vai Casar

Casamento Perfeito

Noiva.org

Noiva Carioca

Site da Noiva

Guia Noivas & Eventos

Noiva & Festas

Casadinhos

Isso sem contar os vários blogs de noivinhas que se ajudam, dando dicas e idéias muito legais. Esse tema merecerá uma série que colocarei ao londo deste ano. Não pretendo esgotar o tema neste post, é humanamente impossível. Mas já listei alguns portais que podem começar a ajudar as noivas a se situarem. Cito o blog da Carol só para começar a falar do assunto. Hoje descobri outro muito legal, o da sem contar os blogs: da Gaby e do Billy, da Carol e do Daniel e o Blog da Line, que é show de bola. Encontrei também o Chá de Casamento , Bem Casadas e Casamento Home & Health.

Quanto aos fornecedores, esse tema é para outro dia, mas não posso deixar de colocar aqui minhas prediletas também blogueiras, cujos links estão na minha lista aqui ao lado: Patrícia Figueira e Rafaela Panisset, indico ambas de olhos fechados, pois são maravilhosas.

Ano novo, vida nova: que venha 2008!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , on dezembro 31, 2007 by Psiquê

olhar.jpg

Queridos leitores e amigos do Espartilho,

não poderia deixar de escrever no último dia desse ano que finda e porta de entrada para o ano de 2008. Ano que, segundo as previsões, será da grande virada!

Seja qual for a sua crença e seja qual for a previsão para o novo ano, o que acredito é que nossos esforços e desejos trarão resultados para lá de satisfatórios em todos os campos de nossa vida: pessoal, profissional, social, desde que identifiquemos nossos sonhos, tracemos nossas metas, planejamentos e busquemos alcançá-las da melhor forma com eficiência, persistência, perseverança e confiança.

As previsões que a revista UMA trouxe na edição de dezembro de 2007 (feitas por um tarólogo, uma numeróloga e um astróloga, revelam que 2008 será um ano de ganhos. O ano dos destemidos, dos valentes e dos arrojados! Opa, isso é bom demais! Portanto, não custa virar o ano com muito otimismo, com mudança comportamental e buscando realizar todas as metas conscientemente traçadas para os próximos 365. Se ainda não traçou, aproveite esses últimos momentos para identificar suas metas e planejar. Depois é só soltar os fogos e iniciar o novo ano com uma nova postura, sendo uma pessoa boa, valente, lutadora, otimista, confiante e feliz!

Veja só, 2008:

“Será um ano de ganhos, vitórias e poder incondicional para quem souber lutar. Nada cairá do céu! O conselho é descobrir e confiar em seus dons naturais, suas habilidades e capacitações, este será um período para explorar a sua criatividade e procurar realizar os seus desejos. Contudo, lembre-se que toda vontade é frágil, tem de ter, além de muito planejamento e estratégia, determinação e autoconfiança!”, disse o tarólogo Arhan Sergio Padovan. E disse tudo, não é verdade?

Nesse sentido, desejo a todos vocês um ano novo repleto de novas metas, estratégia, planejamento e ganhos, muitos ganhos!

Feliz Ano Novo! Happy New Year! Prospero Año Nuevo! Bonne Anné! Felice Anno Nuovo! Gelukkig Nieuwjaar!