Arquivo para postura

Benefícios das invertidas

Posted in Comportamento, Saúde, Yoga with tags , , , , , , , , , , , , , on novembro 8, 2015 by Psiquê

Recentemente publicado no portal Yoga em Casa o texto a seguir fala sobre os benefícios das posturas chamadas “invertidas” no yoga. Compartilho com vocês para que experimentem com seus instrutores ou em casa, conforme as condições de cada um. Há invertidas mais simples que podem ser praticadas com menos riscos de acidente para aqueles que ainda não conseguem fazer. Lembrem-se de ler as contraindicações apresentadas no texto a seguir.

b2fc03c71caea6393fd6e4cc6e34b7f7

Dentre as posturas mais conhecidas do yoga estão as “invertidas”, posições nas quais, grosso modo, colocamos as pernas para cima. Incluímos nessa categoria também os asanas onde a cabeça fica abaixo do coração, como em adho mukha shvanásana, postura do “cachorro olhando para baixo”.

Tradicionalmente, duas dessas posições invertidas de tão importantes são chamadas de Rei e Rainha das posturas; shirshásana, o “pouso sobre a cabeça” e sarvangásana, popularmente conhecida como “postura da vela”.

Mas por que ficar de cabeça para baixo? Quais os benefícios e quais as contra-indicações?

Vale ressaltar que os benefícios e contra-indicações aqui apresentados se referem às posturas invertidas no geral, existem diferenças entre elas tanto no sentido dos efeitos fisiológicos quanto dos estímulos energéticos promovidos por cada uma. O mesmo vale quanto as contra-indicações, não serão abordadas as especificidades de cada postura invertida.

Benefícios gerais das invertidas

Retorno sanguíneo e Oxigenação cerebral

Nessas posturas usamos a força da gravidade a nosso favor no sentido de, por um lado, favorecer o retorno sanguíneo dos membros inferiores prevenindo e revertendo o surgimento de varizes e hemorroidas. Por outro lado, o cérebro é irrigado com mais sangue oxigenado favorecendo o bom funcionamento das capacidades cognitivas: concentração, memória, raciocínio e processamento de informações.

Irrigação dos órgãos dos sentidos

Essa dose extra de sangue oxigenado beneficia também todos os órgãos dos sentidos localizados na região da cabeça incluindo a pele do rosto devido a um melhor aporte de nutrientes para as células que formam os tecidos dos órgão dessa região.

Reforço imunológico

As inversões fortalecem o sistema imunológico visto que melhora o fluxo do sistema linfático que desempenha um papel fundamental nesse sistema de defesa do organismo.

Reposiciona os órgãos da região abdominal

Muitas pessoas sofrem de queda de órgãos, conhecido como visceroptose. As posturas invertidas favorecem o reposicionamento dos órgãos dentro do abdome.

Melhora do humor, administração do estresse e combate à depressão

Um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, Los Angeles e publicado em uma edição de “Terapias Alternativas na Saúde e Medicina” mostrou que uma prática de yoga, que inclui inversões pode melhorar o humor e reduzir os sintomas da depressão. A presença das inversões na prática também se relacionou com a normalização do hormônio do estresse chamado cortisol e com o aumento da circulação de endorfinas que por sua vez ajuda a lidar com situações de tristeza e de ansiedade. Os indivíduos que usam inversões como parte de uma prática diária de yoga relataram uma sensação de confiança e coragem ao longo do dia.

Flexibilidade mental e resiliência

A experiência de sentir o corpo no espaço de uma maneira diferente desloca o ponto de vista e estimula uma ressignificação de certos padrões de comportamento e de percepção tornando o indivíduo mais flexível e adaptável à mudanças e à situações adversas.

Retarda os processos de envelhecimento

Devido a todos esses efeitos, costuma se dizer que, quando estamos numa postura invertida, os ponteiros do relógio param ou até mesmo rodam em sentido contrário.

Contra-indicações gerais

Algumas posturas de inversão não são para todos, se você apresenta alguma das condições abaixo, é importante que receba uma orientação específica: em relação ao tipo de postura que pode realizar e ao período de permanência recomendado.

  • Hipertensão
  • Cardiopatias
  • Hérnia de hiato
  • Glaucoma
  • Deslocamento de retina
  • Mulheres em período menstrual ou em período de gestação

Mesmo àqueles que não apresentam as condições acima devem ter consciência da importância de receber uma instrução adequada quanto a realização e tempo de permanência em tais posturas. Use o bom-senso.

Harih Om
Gilberto Schulz

Anúncios

Yoga e Pilates

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 1, 2014 by Psiquê

Imagem

Recentemente tive contato com a prática de Pilates, ainda não posso falar com propriedade, é preciso tempo e prática para saber o impacto desta da modalidade em minha vida, mas sinto que será excepcional. Claro que minha ideia é tê-lo como parte integrante da minha busca por um conhecimento mais profundo do meu corpo, meus limites e capacidades. A busca pelo Pilates veio de uma necessidade física, mas a minha percepção é de que ele, associado ao Yoga – que introduzi em minha vida há mais de 1 ano – e os treinos diários me tornarão uma pessoa mais completa, aprofundarão meu auto-conhecimento e me ajudarão a viver uma vida melhor e mais equilibrada.

Essa frase me chamou a atenção e me incentivou a decidir pelo início da prática, depois de experimentar a primeira aula: “Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo.” Joseph Pilates

Eu não vejo uma prática como melhor que a outra, os objetivos são diferentes e a meu ver complementares.

Imagem

Veja abaixo uma matéria interessante publicada na Revista Pilates

“Hoje em dia, ao ligar a televisão ou abrir uma revista é comum se deparar com matérias contendo artigos sobre Pilates ou Yoga. De onde vem toda essa excitação? O que há de tão especial sobre estas técnicas? Quais são suas semelhanças e diferenças?

Yoga, como todos sabem, é destinado a unir a mente, o corpo e o espírito. Seus praticantes têm a opinião de que a mente e o corpo são um só. Ela é considerada uma técnica terapêutica, ajuda você a se tornar mais consciente da postura do seu corpo, do alinhamento e dos padrões de movimento. Isso torna o corpo mais flexível e ajuda a relaxar. Mesmo no meio de um ambiente estressante.

Esta é uma das principais razões por que as pessoas querem começar a praticar Yoga – para se sentir mais apto, enérgico e mais feliz. Os movimentos são realizados, principalmente, através de posturas com um auxílio de um instrutor de Yoga. O próprio peso do corpo é usado para a resistência e um grande foco é atribuído ao fluxo de energia entre uma postura para outra. Há muitos estilos diferentes de Yoga e elas diferem em sua ênfase. Nenhum estilo é melhor que o outro.

O Pilates procura alcançar os mesmos objetivos, também através de uma série de movimentos controlados. A principal diferença consiste na técnica do Pilates que não trabalha apenas no solo, mas incorpora o trabalho em aparelhos. E a ênfase dos exercícios é fortalecer os músculos abdominais, melhorar a postura, estabilizar e alongar a coluna, melhorar o equilíbrio e a força global.

Ao contrário de outros programas de treinamento, o Pilates trabalha o corpo todo o tempo todo, destacando o controle, precisão e concentração, tanto o corpo como a mente. Os movimentos não são executados rapidamente nem repetidamente. Ao invés disso, o foco está na qualidade e não na quantidade. Os músculos abdominais, região lombar e dos quadris (“Casa da Força”) servem como o centro de todo movimento, para que o restante do corpo se movimente livremente.

Esse foco na estabilização torna a contração muscular mais forte de dentro pra fora, e é primordial para o progresso do praticante.

A natureza de baixo impacto do Pilates é ideal para prevenção de lesões e reabilitação. Seus princípios – concentração, equilíbrio, controle, respiração, fluidez e precisão – treinam o corpo para se mover de forma eficiente com o mínimo de impacto sobre o corpo. O equilíbrio entre força e flexibilidade cria um exercício saudável, vigoroso e simétrico para todos os grupos musculares. Resulta em um corpo mais forte, equilibrado e linear.

Se depois de ler sobre as técnicas ainda lhe restar dúvidas sobre qual delas é melhor para você: experimente as duas! A natureza das duas técnicas se complementa. Conquiste o alinhamento na Yoga e mantenha com Pilates. Fortaleça seus abdominais no Reformer para melhorar suas posturas na Yoga. Junte as técnicas da respiração do Pilates e o aspecto meditativo da Yoga em sua vida diária e veja o estresse diário se dissipar. Ambos as técnicas são reconhecidas e comprovadas, e com a ajuda de um professor capacitado, você certamente atingirá as metas que estabelecer para si mesmo.

Fonte: http://healing.about.com/od/pilates/a/yogavspilates.htm – Tradução: Andrea Kao – Instrutora do “The Pilates Place Estúdio“

Descobrir o novo

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on outubro 12, 2011 by Psiquê

Sabe, a vida é muito abençoada e curta para não darmos valor ao que já temos e às oportunidades que nos cercam. Tenho refletido muito sobre o que há de novo para descobrir?  Apesar de o conhecido, o status quo, sempre ser mais seguro e confortável, eu sempre entendi o novo, a mudança como positiva. Seja a mudança de emprego, de cidade, estado civil, casa, área de estudo, etc. Nunca encarei as mudanças como negativas, elas podem não ser, à primeira vista, confortáveis, mas são sempre passíveis de aprendizado, sempre podem ser positivas, ainda que isso doa em um primeiro momento.

Mais uma vez, caminho no sentido da mudança, novas experiências, quero sempre aprender mais e mais. Seja através de um novo curso, novos amigos, uma viagem. Busque você também aprender com as mudanças da vida e aproveite todas elas, pois, muitas vezes,  só temos uma oportunidade de desfrutá-la e fazer dela uma mudança positiva.

Outro ponto importante de reflexão e manter-se sempre fiel aos seus princípios e a quem você é ou vem tentando ser, pois, por mais que muitas vezes as coisas aconteçam no tempo de Deus (do destino, de Alá, ou quem quer que cria ser o Senhor de tudo) e não no nosso, elas acontecem. Muitas vezes me deparo com uma certa ansiedade de colher frutos da minha postura, das minhas atitudes, da minha essência… E todas as vezes em que penso não estar valendo a pena, tenho sinais de que as coisas acontecem, ao seu tempo. Ouse dar o primeiro passo que em seguida as respostas surgem, mesmo que lentamente!

Sucesso!!!

Melhorando seu corpo: seios, barriga e cintura

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 23, 2008 by Psiquê

Photo by Hass (Pavel Biryukov)

Contra gordurinhas indesejáveis, flacidez, celulite a edição deste mês da Revista UMA trouxe um guia básico de soluções, cujo uso continuado e conjunto podem ajudar e muito. Aos poucos esses temas serão apresentados aqui no Espartilho.

Seios firmes, barriga chapada, braços fortes, coxas e bumbum durinhos, são alguns dos desejos de todas nós mulheres. Se conseguirmos atender a todos eles então, ai que sonho! É inegável que os avanços nos tratamentos estéticos e cirúrgicos são uma verdadeira bênção. Mas o custo deles, muitas vezes, foge ao alcance de nosso bolso. Para a nossa sorte (afinal, haja dinheiro, tempo e coragem para enfrentar agulhas, choques, cortes, raspagens), eles não são a única opção.

Como já vem sendo sempre ressaltado aqui no Espartilho, algumas mudanças em nosso estilo de vida podem fazer maravilhas, tanto para evitar problemas (como os temíveis pneus e nódulos de celulite, por exemplo) quanto para amenizar os danos já existentes. E as tais mudanças como já falamos inúmeras vezes por aqui passam pela adoção de uma alimentação equilibrada, prática regular de exercícios e rotina de cuidados cosméticos. Veja algumas dicas da Revista UMA, que associadas às várias dicas que o Espartilho já apresentou, fazem uma grande diferença. Veja abaixo um plano com dicas pontuais, fáceis e práticas que vão mudar a sua silhueta e caber na sua agenda.

SEIOS DURINHOS:

Como não há músculos nos seios, não há milagre capaz de fazê-los crescer, reduzir o tamanho ou mudar de formato. Se a musculatura abaixo deles, contudo, chamada peitoral, for bem trabalhada e estiver com a postura correta, a sustentação das mamas melhora muito. Também com o uso de cremes hidratantes e firmadores elas ficam menos vulneráveis à flacidez – principal problema da área.

Use cremes diariamente e faça massagens circulares!!!

POSTURA:

Olha a postura! Lembra da velha regra da aula de educação física: barriga para dentro, peito para fora? Pois ela continua atual e eficientíssima! Ao empinar o peito, você faz uma extensão da musculatura, “abrindo” a caixa torácica. Resultado: os ombros parecem mais largos e os seios mais firmes. “Se você passa a maior parte do dia sentada, a tendência é de que o corpo fique arqueado para frente e as mamas olhando para baixo (CRUZES!). Procure manter as costas bem próximas e alinhadas com o encosto. Além de a estética ficar melhor, você evita dores nesta região”, explica o fisioterapeuta Cláudio Saavedra. Quem tem busto grande pode sofrer com o peso, inclinando o corpo para frente e prejudicando a postura. Uma opção para corrigir esse problema e melhorar a sustentação é usar sutiã com alças e laterais mais largas.

Preste atenção em sua postura ao longo do dia. Se esquecer e ficar curvada (sempre esquecemos…), levante-se a cada hora, alongue a coluna, estenda os braços e se obrigue a ficar com a coluna reta e os ombros alinhados. Com o tempo, essa postura será a sua natural.

EXERCÍCIOS:

“O segredo para manter os seios firmes é fortalecer os músculos peitorais. Para isso são indicados exercícios localizados simples, com pesos livres, feitos três vezes por semana. Você não vai gastar mais do que 10 minutos, de três a cinco vezes por semana. O personal trainer e dono da academia Clube 3, Marcelo Bueno, ensina três exercícios:
1) De pé, com as pernas levemente afastadas e semiflexionadas e braços ao longo do corpo. Eleve os braços (com um peso de 1 kg em cada mão) até a altura dos ombros. Volte à posição inicial. Faça três séries de 10.
2) Outra variação: na mesma posição anterior, com os braços estendidos nas laterais, alinhados com os ombros e pesos nas mãos, abra e feche os braços na altura do peito. Faça três séries de 10 repetições.
3) Evite que os seios projetem o corpo para frente, fortalecendo também as costas: sentada em uma cadeira, flexione o tronco para a frente (de modo que o peito quase encoste nas coxas). Ao mesmo tempo, levante os braços estendidos e com pesos até a altura dos ombros. Faça três séries de 10 repetições. ”

COSMÉTICOS:

A dermatologista Jozian Quental dá algumas dicas de cosméticos para combater a maior inimiga dos seios, a flacidez. A elasticidade da pele é fundamental, pois os seios não são revestidos de músculos para sustentá-los, mas de pele. Invista em produtos que possuam agentes hidratantes e componentes como colágeno, elastina e vitamina E. Alguns exemplos:

1. Cellular Bust, La Prairie, R$ 580
2. Le Buste, Racco, R$ 24
3. Body Resculpt Bust, Biotherm, R$ 159
4. Bust Gel, L’Occitane,R$ 118
5. No Complex Bust Sérum, Givenchy, R$ 189

BARRIGA CHAPADA:

Nós, mulheres, nascemos com uma tendência para o acúmulo de gordura nas regiões abdominal e dos quadris. Qual a explicação é disso: o corpo “entende” que precisa revestir toda a área próxima do útero com uma camada adiposa extra, já que dali poderá sair uma nova vida. Por isso mesmo, até as mais magrinhas reclamam da incômoda “pochete” na linha do umbigo. Um coquetel de exercícios localizados e aeróbicos, correção postural e dieta que deixa de fora alimentos que favoresçam o “efeito estufa”, podem solucionar o problema.

POSTURA:

Ao trabalhar a postura para os seios, automaticamente a barriga já é favorecida. Por isso lembre-se várias vezes ao dia que a velha máxima de “peito para fora, barriga para dentro” é uma posição que deve ser mantida sempre que possível.

“Um exercício simples para trabalhar a postura correta e, por tabela, alinhar barriga, seios e bumbum é assim: em pé, pernas ligeiramente afastadas e braços soltos lateralmente, encoste o corpo em uma parede de modo a sentir que a coluna e os ombros façam contato com ela. Mantenha por dois minutos. Faça três repetições, várias vezes ao dia”, ensina o fisioterapeuta Cláudio Saavedra na reportagem para a UMA.

EXERCÍCIOS:

Exercícios aeróbicos são a única forma de se livar da gordura localizada abdominal. Por isso pratique cinco vezes por semana, por 30 minutos, uma atividade como caminhada, corrida, natação ou ciclismo. E os exercícios localizados definem a musculatura, portanto, complemente com abdominais. O abdominal é o rei absoluto da “malhação barriga zero”.

Veja as sugestões de Marcelo Bueno para a UMA e lembre-se de que os exercícios devem ser executados em superfícies firmes, porém macias, e de que o movimento não deve forçar o pescoço ou a coluna.
1) Deitada de costas, com joelhos flexionados e braços cruzados na frente do corpo, levante a cabeça e a parte alta das costas alguns centímetros do chão (mantenha a barriga contraída para facilitar a execução).
2) Na mesma posição anterior, repita o movimento, mas ao subir a cabeça e a parte alta das costas, gire o tronco levemente à direita e à esquerda, alternadamente. Todos os exercícios devem ser feitos em três séries de 10 repetições, de três a cinco vezes por semana.

CINTURA FINA:

Quando eliminamos o excesso de gordura da barriga, a cintura costuma se definir. Para dar uma forcinha a mais fique de pé, pernas ligeiramente afastadas e semiflexionadas, braços ao longo do corpo e mãos com pesos de 1 kg cada, incline o corpo à direita e à esquerda. Faça três séries de 10 para cada lado, de três a cinco vezes por semana.

ALIMENTAÇÃO:

Segundo o nutricionista Gil de Abreu “quando se faz uma reestruturação dos hábitos alimentares, todo o corpo perde gordura: barriga, pernas, bumbum. O importante é fazer sempre escolhas saudáveis, naturais e que englobem todos os tipos de alimentos. Alguns deles podem ajudar áreas específicas.” Veja o que cada grupo pode conter:

1) Cereais integrais e frutas com casca são fontes de fibras. Elas são responsáveis pelo bom funcionamento do intestino, evitando que a barriga fique dilatada. O arroz integral, por exemplo, é rico em fibras e contém os fitoquímicos orizanol e fitoesteróis que reduzem a absorção da gordura pelo organismo.

2) Alimentos de ação diurética ajudam a diminuir o inchaço: melancia, morango, abóbora, agrião, beterraba, cenoura, escarola, salsinha, tomate, broto de feijão, pepino.

3) Evite opções que são FONTES de gases, como refrigerantes, feijão, frituras, pães à base de farinha branca e embutidos, como lingüiça, presunto, salame e salsicha.

COSMÉTICOS:

Reuniu-se aqui dois tipos de cremes, os firmadores (se o seu caso for de flacidez) e os redutores de gordura (se estiver cheinha). Ambos valem para o corpo todo, mas têm ação efetiva justamente na barriga e nos braços. O uso deve ser diário (de manhã e à noite) e pode substituir o hidratante. Interessante também antes de passá-los, durante o banho passar uma buchinha vegetal com movimentos cisrulares no abdomem, no culote, coxas e bumbum.

1) Aromatic Firming Cream Body Creator, Shiseido, R$ 205
2) Fermeté Corps Elancyl, Galénic, R$ 149
3) Sculpt Up, L’Oréal Paris, R$ 48
4) Body Hidratante Firmadorda Pele Q10 Plus, Nivea, R$ 22
5) Renew Clinical Modelador e Firmador Intensivo para o Corpo, Avon, R$ 58

Acompanhe a continuação deste tema, onde falaremos do bumbum e das pernas.

Seja irresistível!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , on dezembro 23, 2007 by Psiquê

jean-paul-nacivet-5.jpg

Via Jean Paul Nacivet

De volta a minhas leituras de Clarice Lispector, agora sobre “aulas de sedução”, decidi-me por escrever sobre ser sedutora.

Em suas palavras: “Ela não é bonita, mas… é sedutora. A beleza apenas não interessa aos homens. E nas amizades, também não é a beleza que conta. O “sexappeal” interessa por pouco tempo, é fogo de palha. Mas a sedução prende. É coisa mágica: envolve, mesmo que não se entenda de que modo. Talvez você não seja bonita. Não tem importância. Você pode ser irresistível sem ter beleza. Depende de você, em grande parte. Esta é a primeira aulinha. Talvez você pense que não aprendeu nada de positivo. Mas aprendeu, sim. Aprendeu que ser amada não depende de beleza. (Clarice Lispector, Correio Feminino, pp. 102)

Portanto, mais do que a beleza, sedução é uma questão de postura e atitude, confiança e segurança. E, acreditem, ela é muito mais poderosa do que a simples beleza, que ajuda é claro, mas sem sedução não conquista ninguém.

Tenho minhas dúvidas se existe uma fórmula a ser seguida para a sedução, mas existem algumas questões que não devem nunca ser esquecidas:

1. respeite o seu estilo, não queira ser o que não é para agradar ninguém;

2. valorize seus pontos fortes;

3. seja alegre, agrádável e de bem com a vida, ninguém quer uma mal-humorada ao lado;

4. não queira disputar espaço com o outro, mas partilhar;

5. seja linda, sexy e sedutora, ao andar, falar, agir. O resto acontece naturalmente.