Arquivo para qualidades

Arrisque-se

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 1, 2013 by Psiquê

333477547377854548_GyBMyFrm_c

Chegou abril…o ano já se aproxima de sua metade em um piscar de olhos. Nutro, como sempre, uma esperança de que dias melhores sempre virão…

Por mais que saibamos que a única certeza que temos é o momento presente, precisamos pensar nossos movimentos, em busca de um presente e um futuro melhor, mais gratificante, mais feliz, mais prazeiroso..

Tomar consciência dos nossos sonhos e objetivos, direcionando-se para eles, talvez seja uma das tarefas mais difíceis de se concretizar…

Somos diariamente tentados a sentar e ficar esperando que as coisas aconteçam por si só. Ou acomodados com as rotinas que já conhecemos e às quais estamos adaptados. É um ato de coragem romper o status quo, jogar-se às oportunidades e opções da vida, sem a “garantia” de que aquela é a escolha certa a se fazer… a verdade é que nunca teremos certeza prévia de que o caminho certo é ir ou ficar…

…mas certamente ao não se mover, perde-se a oportunidade de ao menos tentar um novo caminho…

Não se permita a isso, mova-se! Reflita sobre seus gostos, suas qualidades, suas capacidades e aprecie os primeiros lampejos de ideias ou projetos. “Você sentirá a inércia e o tédio se evadindo de sua existência e finalmente imprimirá movimento à sua vida. Muitas águas hão de rolar e este é apenas o processo inicial de uma provável aventura muito gostosa. Lance-se sem medo! Quanto mais coragem, mais resultados! Mesmo que você ouça “não”, a negativa será apenas inicial.”

Certa vez ouvi uma frase muito forte, porém muito verdadeira: Ouse fazer e o poder lhe será dado. Dê o primeiro passo e o resto vem na sequência… Arrisque-se!

Comemore seu aniversário

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 16, 2010 by Psiquê

Essa semana atentei para um detalhe importante da data em que celebramos aniversário. Quando comemoramos nosso primeiro ano de vida, por exemplo, chegamos ao final desse primeiro ciclo, trata-se do último dia do primeiro ano de vida. Com isso, ao celebrar 30 anos, estarei vivendo o último dia do 30º ano e iniciando o 31º. Na verdade, somos um ano mais velhos do que pensamos rs. Que coisa horrível.

Como eu adoro comemorar meu aniversário, estou desde de o começo do ano planejando como comemomarei este meu 30º aniversário, sem saber que já estava vivendo o meu trigésimo ano. Confesso que isso me deixou meio encucada rs! Mas como disse meu irmão, o que importa é sabermos viver bem os anos com saúde e buscando fazer o que gosta e ser feliz.

E o que quer dizer aniversário? “Aniversário é uma palavra latina que significa  “aquilo que volta todos os anos”.

Anniversarius vem de annus (ano) e vertere (voltar), ou seja, aquilo que se faz ou que volta todos os anos. 

A cada ano que vivemos, passamos por novas experiências e precisamos ter sabedoria para desenvolver nosso autoconhecimento. Triste de quem não sabe celebrar a vida a cada minuto, a cada dia e a cada ano que passa. Temos a cada dia um presente de Deus e com o passar dos anos nos conhecemos melhor e sabemos lidar melhor com nossos defeitos e qualidades. Celebre a vida, pois essa celebração é fundamental enquanto estamos aqui, independente da crença que tenha em relação à vida e à morte.

Desde o começo deste ano iniciei um ciclo de pensamentos e reflexões a respeito de como celebraria meus 30 anos. Já pensei na crise dos 30, nas reflexões a respeito do meu desenvolvimento profissional, minhas conquistas pessoais e econômicas, minha formação acadêmica, minha forma física, minha decisão em relação à maternidade, etc. São muitas as questões e muitas as dúvidas, mas me sinto uma pessoa feliz e realizada em muitos aspectos e também com outros a realizar. O mais importante e que carrego comigo desde sempre é que: o mais importante é AGRADECER e CELEBRAR a vida!!!

Celebre a sua todos os dias e mais ainda no dia do seu aniversário.

Auto-estima: você é o mais importante!

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , , on março 10, 2008 by Psiquê
km-sirenaclose.jpg

O nível da nossa auto-estima é que determina o sucesso ou o fracasso de grande parte de nossas buscas. Desenvolvê-la é um trabalho diário, difícil e que também depende das nossas experiências da infância e de como lidamos com essa herança.

O que é auto-estima?

Trata-se da opinião que cada um tem de si. A consciência de seu valor pessoal, respeito e confiança em si mesmo. Muitas vezes nós temos uma visão negativa ou diminuta de nós mesmos. Ela está diretamente ligada ao amor próprio, à aceitação de si, ao carinho e respeito para com sua pessoa.

Muitas de nossas dificuldades, no campo amoroso, pessoal, profissional, sentimental, social está diretamente ligada à baixa auto-estima, insegurança, medo.

A psicóloga Rosemeire Zago em sua coluna no portal UOL apresenta algumas dicas sobre a questão. Segundo ela, a auto-estima se forma na infância a partir da maneira como as pessoas nos tratam. Como disse, nossas experiências do passado influenciam na auto-estima dos adultos. A perda ou comprometimento da auto-estima está associado a decepções, perdas, frustrações, falta de reconhecimento, etc.

Todos nós passamos em algum momento de nossa vida por situações como estas. Cabe a nós buscarmos ajuda para fortalecer nossa auto-estima de tal modo que os problemas não abalem esse amor por nós mesmos. Para isso, mais do que contarmos com o reconhecimento e o amor do outro, precisamos contar com o NOSSO AMOR PRÓPRIO e conhecimento de si. É aí que mora o xis da questão, esse é o grande segredo.

Vale a pena ler um pouco mais sobre os perigos da baixa auto-estima. A Dra. Rosemeire apresenta também algumas dicas de como manter sua auto-estima elevada e as vantagens que este estado oferece.

Veja alguns toques importantes:

Para elevar a auto-estima é preciso:

– autoconhecimento
– manter-se em forma física (gostar da imagem refletida no espelho)
– identificar as qualidades e não só os defeitos
– aprender com a experiência passada
– tratar-se com amor e carinho
– ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança)
– manter diálogo interno
– acreditar que merece ser amado(a) e é especial
– fazer todo dia algo que o deixe feliz. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar.

Resultados da auto-estima elevada

– mais à vontade em oferecer e receber elogios, expressões de afeto
– sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem
– harmonia entre o que sente e o que diz
– necessidade de aprovação diminui
– maior flexibilidade aos fatos
– autoconfiança elevada
– amor-próprio aumenta
– satisfação pessoal
– maior desempenho profissional
– relações saudáveis
– paz interior

Digo e repito: amem-se, respeitem seus limites e sejam felizes.