Arquivo para sabedoria

Tempo

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 30, 2015 by Psiquê

Tomasz Dziubinsk 6

Recentemente alguns amigos têm falado muito sobre envelhecer, embora ainda estejam na flor da idade. E isso tudo tem me feito pensar na importância de se viver bem cada minuto, valorizar as coisas que realmente importam e, essencialmente, ser grato pela oportunidade de viver cada dia.

Evidentemente, sinto-me privilegiada em vários pontos: ter saúde, me achar uma pessoa bonita, interessada e interessante, amar a minha vida, querer sempre mais, buscar ter uma vida com hábitos saudáveis, ser respeitosa para com o outro, lutar pela igualdade e respeito ao próximo, procurar sempre conhecer mais coisas, lugares e pessoas.

Não consigo entender como as pessoas optam por perder tempo, pensando em não deixar o tempo passar ou lamentando por sua passagem.

Nossa vida, em termos relativos, é muito curta e não faz nenhum sentido, deixar esse pouco tempo passar reclamando, lamentando ou vivendo infeliz. Quantas coisas boas podemos fazer com nossa vida. Mesmo que nem tudo dependa de nossa vontade, é de nossa inteira responsabilidade a maneira como escolhemos viver cada segundo e encarar as experiências pelas quais passamos. Podemos viver bem ou perder tempo sofrendo por não gostar das escolhas que fazemos diariamente. Para mim, definitivamente, viver assim é uma perda de tempo.

Assuma as rédeas de sua vida e seja grato pela oportunidade de viver cada novo dia, como uma nova oportunidade de viver melhor.

Let’s be grateful! Namastê.

Novos tempos, novos ventos, novos afazeres…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 14, 2014 by Psiquê

2814132

Novos tempos, novos ventos, novos afazeres…

Sabe quando você acolhe uma mudança em sua vida e, por mais que os benefícios ainda sejam iminente, a sensação é de estar no caminho certo?

A certeza de que aquela mudança, correção de rumo, ou até aquele sacrifício faz parte de sua trajetória em busca de algo maior é compensador…

Hoje vi uma frase bem legal atribuída à personagem Carrie Bradshaw, “maybe you have to let go of who you where to become who you will be“. Uma tradução  livre diria que: “talvez você tenha de abrir mão de quem você era para se tornar quem você ser“…

É exatamente essa a minha sensação, quando me perguntam se as mudanças que aceitei para a minha vida neste mês valeram a pena, se sinto falta do que passou eu digo e reafirmo: tudo o que vivi foi fundamental para o que me tornei hoje, mas foi bom enquanto durou…

Sabedoria é reconhecer que cada uma das experiências pelas quais passamos é parte integrante do que nos tornamos ao vivenciá-las. Não devemos nos arrepender, nem lamentar, nem viver uma nostalgia constante, pensando que somente o passado era bom, confortável, etc.

Tudo o que vivemos faz parte da nossa formação, do nosso amadurecimento.

Estou muito animada com os dias que estão por vir, pelo que estou vivendo agora, mas sinto-me gratificada por tudo o que passei até aqui, mesmo os vários momentos em que sofri, chorei, me entristeci…

Obrigada por tudo!

Quando menos se espera…

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on março 14, 2014 by Psiquê

0e547fe96f24babea1882cfb849110ee

Muitas vezes somos tão ansiosos em esperar resultados, que as coisas mudem, que as respostas cheguem, mas não nos damos conta que os resultados não vêm apenas quando queremos, mas quando estamos preparados…

Derramamos lágrimas, roemos unhas, brigamos, desistimos e de repente, algo inesperado acontece, uma resposta surge e as coisas parecem se encaixar tão perfeitamente que nos parece impossível não ter algo ou alguém no controle.

Muitas vezes queremos algo, mas ainda não estamos preparados para recebê-lo e se nos fosse dado antes da hora, provavelmente teríamos dificuldade de administrar com o nosso melhor aquela oportunidade.

Precisamos sempre correr atrás dos nossos objetivos e sonhos, sabendo viver as experiências, aprendendo com elas quando forem boas ou ruins, pois com certeza o resultado será sempre para melhor. Mesmo sofrendo, ficamos mais fortes para enfrentar situações posteriores similares.

Quantas vezes queremos muito algo e não conseguimos e logo em seguida, quase sem percebermos, uma outra porta se abre, talvez até melhor do que aquela. As oportunidades podem até levar um tempo, mas cabe a nós sabermos sempre aprender com aquilo que vivemos. Essa é a grande sabedoria. Difícil, talvez, mas sábio.

“Eu aprendi que tudo nessa vida tem um propósito. As vezes até pensamos que o mundo está desabando em nossa cabeça ou que Deus está contra nós, por isso que já vi tanta gente perdendo a fé. Mas acredite, vai passar, sempre passa… Eu sei, as vezes demora, para mim também já foi assim, mas isso não significa que o mundo está contra você. Ou você tem coisas a mais para aprender ou tem coisa muito melhor reservada pra ti. Ou uma ou outra. Pode crer, no final das contas você vai sair ganhando!” Adriana Mayer

Bom final de semana a todos!

Você é a sua melhor amiga

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 6, 2013 by Psiquê

676597_58

A colunista Célia Pardi escreveu um artigo com título homônimo a este post, na edição 125 da Revista UMA, em que falava coisas muito interessantes a respeito da maturidade e da relação consigo mesma.

Por que é preciso alcançar a maturidade para realmente não ligar para um monte de inutilidades? É incrível como a gente gasta emoção e tempo com bobagens…”

No artigo, Pardi fala sobre um livro que lera da Shiley MacLaine, intitulado I’m Over All That – And Other Confessions. Um dos destaques que apresenta é sobre uma afinidade que adquirimos com o passar do tempo….com nós mesmas.

Como é essa relação com si próprio? Como nos vemos? O que achamos de nós mesmos? Como nos tratamos? Sou amorosa? Divertida? Exigente? Irritante?

“É muito maluco realizar, perceber, se dar conta de que você convive com você a vida inteira! Que companheira é você para você mesma? Já pensou nisso? Tem sido um exercício muito legal perceber o que eu gostaria de mudar em mim – torna-se um jogo desafiador conversar comigo, sendo a outra. (…) Neste jogo, entra, inevitavelmente, a palavrinha mágica que tanto ouvimos falar: autoestima. Que coisa gente, essa história de ter que aprender a se amar! Afinal, se somos a nossa mais longa companhia, é melhor que seja com amor, não é mesmo? Outro dia, uma amiga, cortou os cabelos bem curtinhos e depois me disse que chorou muito, pois se achava ‘tão feia’. ‘Será que a minha vida teria sido diferente se eu fosse bonita?’, perguntou ela. ‘Não sei’, respondi. E não sei mesmo, mas tenho a impressão de que não seria. Primeiro porque ela não é feia, segundo porque beleza e feiúra estão nos olhos de quem vê, e não no objeto olhado.

O que faz sua vida ser assim ou assado, só um  bom terapeuta pode ajudá-la a descobrir. Fiz terapia muitos anos e tenho certeza de que é uma das melhores coisas que podemos nos oferecer.”

Achei este texto um insight bastante interessante para se conversar consigo mesma, parar e reavaliar as atitudes e pensamentos que elevam ou derrubam sua autoestima. E repensar continuamente os níveis de exigência com o julgar de nossas atitudes, melhorando o que for necessário e mantendo o que está sendo bem feito.

Uma ótima semana a todos!!!

Cores e Vibrações

Posted in Curiosidades, Moda with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 29, 2011 by Psiquê

Ao ler o post do blog Diva Todo Dia, acabei reforçando uma tese que já defendia a despeito de algumas pessoas ao meu redor dizerem o contrário. O preto é uma cor que protege. Certa vez uma pessoa me disse que não deveria usar preto às sextas-feiras. Lembrei que na verdade os significados atribuídos às cores são convenções culturais, o preto é luto no ocidente, mas no oriente a cor do luto é branco.

Defendo, portanto, que cada um use a cor que traz a melhor vibração pessoal, que a faz se sentir melhor, mais alto astral, mais segura, mais forte, mais feliz, independente de padrões, imposições e opiniões alheias.

Vamos às cores e às ‘vibrações’, lembrando que fica a critério de cada um escolher a cor que te faz bem para passar o momento da virada.

Preto

Muitos juram que essa cor não é boa para virar o ano.

Especialistas em cromoterapia negam e dizem mais: ‘O preto serve para segurar a energia – positiva – que a pessoa esta sentindo e faz com que essa mude.

Alguns outros garantem que o preto é uma cor que garante proteção – não deixando que nada de ruim se aproxime – é como se você se fechasse para energias não bem vindas.

Branco

A cor traz purificação, paz, verdade, equilíbrio e calma.

O branco eleva as vibrações e gerencia o equilíbrio anterior.

Amarelo

Usar esta cor durante a passagem do ano é bom para atrair riqueza, dinheiro e sabedoria durante todo ano.

É uma cor fortemente ligada a intuição.

Vermelho

Paixão, energia, sedução, devoção.

Use se você está querendo atrair esses sentimentos para seu próximo ano!

Representa o chacra sexual e desperta o desejo.

Rosa

Amor, amor e amor. Também ajuda a afastar energias negativas.

É a cor da compreensão, conciliação

Muitos dizem que pelo rosa ser uma mistura do branco com vermelho a cor também representa as duas energias das cores que as deram origem, ou seja, o rosa seria bom para paz e também para a paixão.

O rosa é a cor do chacra cardíaco (fica na altura do peito) – que deixa as pessoas mais amorosas.

Verde

É a cor da harmonia. Representa a forte energia da natureza.

Verde é esperança, equilíbrio e recomeço, renova as energias. É bom para saúde e cura.

A cor atua no chacra gástrico (altura do umbigo) – traz vitalidade para o organismo.

Azul

A cor traz paz de espírito, segurança e tranquilidade.

Representa o poder, a ação e a força.

Para a cromoterapia a cor tem um efeito calmante.

Laranja

Assim como o amarelo, o laranja atrai sucesso financeiro. Ajuda nas conquistas pessoais e profissionais.

Violeta

Transmutação e liberdade! É a cor da inspiração, imaginação e estabilidade. Esta cor também eleva a auto-estima e ajuda a manter o foco de um objetivo.

Aposte na cor se quiser super mudanças para o próximo ano.

Dourado

É a cor da sabedoria e prosperidade.

Para a cromoterapia o dourado tem a mesma função do amarelo e também ativa o campo mental, a inteligência e a criatividade.

A cor estimula o chacra coronário (acima da cabeça).

Feliz 2012 para todos vocês!!!!

Inveja

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 30, 2011 by Psiquê


Viver traz consigo um grande desafio: conviver com outros seres humanos e conseguir contornar e controlar nossas próprias fraquezas e saber lidar e relevar as dos outros. Respeito é bom, todo mundo gosta, mas nem todo mundo consegue aplicá-lo.

Já escrevi algumas vezes aqui no Espartilho, que acredito que todo mundo tem seu espaço no mercado, na vida e pode ser feliz e bem sucedido. Tudo a seu tempo! Diante desta crença acho um absurdo querer derrubar o outro por pura insegurança. As pessoas tem seu espaço e se cada um respeitar o do outro, ninguém precisa temer.

Em alguns momentos precisamos lidar com reações desagradáveis das pessoas que nos cercam, por pura insegurança. Sei que insegurança é algo que atinge a todos nós seres humanos em algum momento da vida, mas é preciso ter auto-controle para não colocar os pés pelas mãos e ofender ou atravancar o trabalho alheio.

Passamos por muitas situações que nos testam cotidianamente. É uma resposta atravessada, um email grosseiro, um bom dia não respondido, uma informação boicotada…confesso estar cansada de situações como esta. Eu visto a camisa quando estou trabalhando para algo ou alguém e acredito que uma equipe deve se unir em benefício daquilo que defendemos e para quem trabalhamos, mas nem todo mundo pensa assim. E… às vezes, é preciso muita paciência para não sucumbir!

Senhor, dai-me paciência e sabedoria para continuar sabendo como agir nesses momentos.

Comemore seu aniversário

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 16, 2010 by Psiquê

Essa semana atentei para um detalhe importante da data em que celebramos aniversário. Quando comemoramos nosso primeiro ano de vida, por exemplo, chegamos ao final desse primeiro ciclo, trata-se do último dia do primeiro ano de vida. Com isso, ao celebrar 30 anos, estarei vivendo o último dia do 30º ano e iniciando o 31º. Na verdade, somos um ano mais velhos do que pensamos rs. Que coisa horrível.

Como eu adoro comemorar meu aniversário, estou desde de o começo do ano planejando como comemomarei este meu 30º aniversário, sem saber que já estava vivendo o meu trigésimo ano. Confesso que isso me deixou meio encucada rs! Mas como disse meu irmão, o que importa é sabermos viver bem os anos com saúde e buscando fazer o que gosta e ser feliz.

E o que quer dizer aniversário? “Aniversário é uma palavra latina que significa  “aquilo que volta todos os anos”.

Anniversarius vem de annus (ano) e vertere (voltar), ou seja, aquilo que se faz ou que volta todos os anos. 

A cada ano que vivemos, passamos por novas experiências e precisamos ter sabedoria para desenvolver nosso autoconhecimento. Triste de quem não sabe celebrar a vida a cada minuto, a cada dia e a cada ano que passa. Temos a cada dia um presente de Deus e com o passar dos anos nos conhecemos melhor e sabemos lidar melhor com nossos defeitos e qualidades. Celebre a vida, pois essa celebração é fundamental enquanto estamos aqui, independente da crença que tenha em relação à vida e à morte.

Desde o começo deste ano iniciei um ciclo de pensamentos e reflexões a respeito de como celebraria meus 30 anos. Já pensei na crise dos 30, nas reflexões a respeito do meu desenvolvimento profissional, minhas conquistas pessoais e econômicas, minha formação acadêmica, minha forma física, minha decisão em relação à maternidade, etc. São muitas as questões e muitas as dúvidas, mas me sinto uma pessoa feliz e realizada em muitos aspectos e também com outros a realizar. O mais importante e que carrego comigo desde sempre é que: o mais importante é AGRADECER e CELEBRAR a vida!!!

Celebre a sua todos os dias e mais ainda no dia do seu aniversário.