Arquivo para sorte

Lingerie da Sorte

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , on dezembro 27, 2012 by Psiquê

tumblr_lu8lpe1YuM1qlot3jo1_500

Não sei até que ponto tem fundamento a escolha da lingerie a ser usada no momento da virada e o que esta escolha evoca, mas como não custa, nada fica a ideia atribuída a cada cor, para quem quiser seguir rsrsrs.

Amarelo: cor atribuída a ganhos financeiros, dinheiro no bolso;

Azul: cor atribuída à saúde e harmonia

Rosa: cor atribuída ao amor perfeito

Vermelho: cor atribuída à paixão avassaladora

Branco: cor atribuída à paz e tranquilidade

 Não importa a sua crença, suas motivações, seus desejos…

Sejam quais sejam suas perspectivas para 2013, deseje o melhor e creia que conseguirá.

Feliz Ano Novo e que venha 2013!

Já escolheu sua cor?

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 28, 2009 by Psiquê

Dizem que é positivo usar uma roupa nova no Réveillon e escolher a calcinha conforme a cor, pois cada uma delas traz um significado em si. Eu, todos os anos, compro ou, se ganhar, guardo para usar no Réveillon e minha cor escolhida é sempre AMARELO.

Segundo o site Bolsa de Mulher,  a estilista Lenny Niemeyer no livro Delícia Receber, da editora Fontanar, na noite de 31 de dezembro, além de um figurino incrível, as mulheres devem usar uma lingerie nova, o que reforça a minha prática há anos. Veja abaixo o significado das cores segundo o site e escolha a sua.

Branco: Paz, tranquilidade, calma, pureza, ordem, harmonia e simplicidade.

Amarelo e Dourado: Sorte, dinheiro, riqueza, fortuna, prosperidade e alegria.

Rosa: Amor, afeto, feminilidade e romantismo.

Verde:
Saúde, sorte, força, vitalidade, fertilidade, equilíbrio e confiança.

Laranja: Alegria, disposição e vibrações positivas.

Azul: Serenidade, calma, segurança e confiança.

Vermelho: Paixão, luxúria, requinte e elegância.

Escolha a sua cor e mentalize positivamente. Afinal, um pouquinho de fé de vez em quando não faz mal a ninguém, certo?

Feliz 2010! Que o Ano Novo seja muito próspero para todos nós.

O bem-casado

Posted in Casamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , on maio 26, 2008 by Psiquê

 

Resolvi prestar homenagem à minha chef de cuisine predileta e minha futura assessorada (hehehe), pois ela vai despontar em todas as festas desse país. Apesar de um pouco desnaturada por ter sumido em meio a tanto trabalho, a Rafaela Panisset é a melhor chef de cuisine que já vi, pois agrega doçura, carisma, simplicidade, competência, excelência e carinho no que faz.

O segredo dela é único: AMOR. Rafaela Panisset ama o que faz e por isso faz da melhor maneira possível. Recomendada a todas as minhas amigas casadas, solteiras, noivas, futuras mamães e mamães de primeira, segunda ou terceira viagem. Os bem-casados da Rafaela são os meus prediletos – e olha que sou baita exigente, gente -. Eu já escolhi as mãos dela para garantirem meus bem-casados além de lindos, deliciosos, não é Rafa?

Mas o que são os bem-casados. Diz a lenda que:

O Bem-Casado representa duas partes que se unem e são seladas pela cumplicidade e respeito mútuo. Para ter uma união abençoada, deverá ser ditribuído um bem-casado à cada convidado. Diz a lenda, que todo aquele que saborear um bem-casado, estará sendo abençoado com a mesma sorte e felicidade dos noivos. “Basta fazer um pedido, antes de dar a primeira mordida”.

Hoje a especialidade já ganhou novas versões que incluem: bem-nascido e bem-vividos, este último para distribuir em aniversários. Vocês podem até não entender porque falo assim do trabalho da Rafaela, até experimentarem a primeira mordida, pois é surpreendente divino. E não para por aí não: vocês também podem saborear doces finos e macarrons, além de muitos outros quitutes. Vejam: www.rafaelapanisset.com

Importante: os bem casados são da Rafaela Panisset, as Camélias da Patrícia Caetano e as fotos da Patrícia Figueira. Todos organizados por Cecília Vasconcelos.

Será mesmo difícil encontrar um parceiro?

Posted in Comportamento, Relacionamento with tags , , , , , , , , , , , on abril 9, 2008 by Psiquê

Photo by Marcus Ohlsson

Inspirada no bate-papo entre duas escritoras Lya Luft e Martha Medeiros (a revista Gloss errou e colocou Mendonça) resolvi escrever esse post. A conversa entre as duas versou sobre os homens que na concepção delas e na minha não são todos iguais, não só pensam naquilo, são legais, nem são todos infantis como costumavam nos convencer nossas avós rsrs.

Vejo várias mulheres reclamando que não encontram um parceiro legal, que os homens são uns cafajestes, que só pensam em futebol e sexo, que querem usar, que não são românticos, que não querem compromisso, etc… Ao mesmo tempo, tenho vários amigos que reclamam que não encontram uma parceira legal. Onde estão essas pessoas que não se conhecem, não se encontram, não enxergam uns nos outros o companheiro que tanto procuram?

Na verdade acho que é tudo uma questão de individualismo, egoísmo e um nível excessivo de exigência e intolerância. Para se relacionar é preciso ceder e amar. Nem sempre isso é aceito pelas pessoas. Muitos querem ter razão o tempo todo, querem apenas satisfazer seus próprios desejos e não ceder em nada…

Martha disse: “Às vezes eu penso que sou muito sortuda, porque os homens com quem convivo não são assim, não reconheço isso neles. São românticos, são amorosos, são parceiros. E mesmo que possam parecer rudes, me tratam como uma lady (risos)”.

Lya completa dizendo tudo: “E com homem que não é assim a gente não se relaciona! Acho que em grande parte dos relacionamentos a mulher tem aquela avidez de ter um cara do lado, parece que não está inteira sem esse aval(…)”

Para Martha, e eu concordo com ela, a felicidade é uma combinação de sorte com escolhas bem-feitas. Isso faz com que as escolhas dêem certo em todas as áreas. Mas a disposição interna de enxergar coisas boas acaba atraindo coisas positivas, completa.

Os relacionamentos em geral são difíceis, mas precisamos estar abertos a conhecer as pessoas, admirar, respeitar e aprender com elas. Ter razão em tudo só nos faz ficar sozinhos e a inflexibilidade também. Amar e estar ao lado de alguém é gostoso e apesar de requerer compreensão, dedicação, carinho e respeito, não inclui anulação.

Meninas, acordem, os homens são bons. Meninos, prestem atenção nas grandes mulheres que estão dando sopa por aí. Abram suas vidas para a oportunidade de se conhecerem e deixem de ser tão presos a crenças discriminatórias e egosístas.

Um beijo e até a próxima!