Arquivo para tempo

Entre lençóis

Posted in Erotismo, Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 17, 2013 by Psiquê

SONY DSC

 

Envoltos pela névoa de linho os amantes se olham indescobertos…
Envoltos por sins e temores os amantes se tocam cautelosamente…
Envoltos por olhos ardentes… os amantes se desejam misteriosamente…
Envoltos… no quarto fechado há um não sobrar de espaço para dois
As palavras sussurram delicadamente prazeres inconfessáveis e não ditos Mãos espalmadas em busca de espaço desafiando as leis da física… Pernas, ora trançadas ora retesadas… querendo quebrar todos os limites Bocas em beijos, em cada milímetro… engolindo toda a possível resistência
Entre lençóis, os amantes se esquecem eternamente do tempo …
Para quê tempo? se, entre lençóis, eles vivem tão intensamente?…
E… bem cá entre nós – Para quê mais os lençóis?…

Autoria: Djalma Filho

Beijo

Posted in Erotismo, Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 13, 2013 by Psiquê

670672_30

O melhor beijo é o beijo desejado,
o beijo que me completa,
o beijo da minha forma adequada,
o beijo com o sabor do desejo
na flor da minha pele,
o beijo da minha vontade,
o beijo que faz o meu pensamento,
o beijo que faz a minha boca e
meu corpo querer um novo beijo
outra vez e mais outra vez.
O melhor beijo é o beijo sem tempo,
o beijo de longa duração ou de pouca duração,
um beijo de vinte segundos
ou de vinte minutos, isto não importa.
O tempo não conta, enquanto se beija o tempo para, o tempo freia.
E nesta inércia do tempo
só sinto a louca vontade do outro.
Sinto a outra língua que de encontro
com a minha faz um passeio suave e
excitante umedecendo minha alma.
Sinto a língua que viaja dos
dentes ao céu da boca.
Sinto a língua que acarinha os
meus lábios. A língua e a língua…
A língua que me roça, que me percorre,
que me navega e que me lambe…
O melhor beijo é o beijo em que a língua
faz o beijo e o beijo faz o sexo.

Autoria: Cigana

Dever de casa…

Posted in Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on outubro 19, 2012 by Psiquê

Jochen van Eden

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.
Eu li esta mensagem no perfil da Adriana Esteves e não sei se é de sua autoria, mas sei que achei essas palavras muito válidas para repensarmos a maneira como levamos a vida.
Bom final de semana a todos!

Planejar e mudar

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 9, 2012 by Psiquê

Comprei a revista Gloss deste mês e li uma matéria que adorei!!! Não precisa nem falar que é uma daquelas matérias que nos orienta a planejar e pensar nas metas para nossa vida.

Antes de mais nada, a dica número 1: Vizualize a vitória! Apesar de parecer cliché, esta dica funciona muito e teve origem no treinamento de atletas olímpicos. “Pensar no bem-estar que sentirá ao alcançar uma meta aumenta a disposição para, de fato, consegui-la”. Imagine!!!!

Mas é importante ter em mente que, não adianta fazer anotações, listas e cronogramas se não estiver agindo de acordo com seus propósitos de vida. (…) É preciso estar preparada para dar um salto de mudança antes de seguir qualquer passo a passo.

Lá vamos às dicas da matéria:

2.Pare de reclamar – admita que na maioria das vezes, as coisas acontecem em função das escolhas que fizemos. Só quem se sente responsável pela própria vida é capaz de mudá-la…

3. Brainstorming – fale e anote tudo o que vier à cabeça. Você não está decidindo nada, ainda…

4. Julgue suas anotações – analise todas as suas anotações feitas, livremente no item anterior.

5. Fique no controle – mesmo que não compreenda bem como vai alcançar determinado objetivo, provavelmente já sabe qual é o primeiro passo. Faça! Assim se sentirá conduzindo seu projeto para a realização. O resultado de cada ação certamente vai lhe indicar as alternativas que tem para seguir adiante.

6. Localize-se! Não fique apenas sonhando sobre onde quer chegar. Analise minunciosamente o ponto em que está no momento. Por último, pense se está em um caminho entre o lugar em que está e aquele que pretende alcançar, ou se entrou em um desvio.

7. Tome nota – escreva todo pensamento que estiver ocupando sua cabeça – pode ser em um caderno, em folhas soltas, guardanapos, no celular, no computador. Não precisa pensar em soluções imediatamente, simplesmente anote. Quando não anota, esse pensamento fica distraindo você de forma sutil.

8. Aumente o foco – você só vai conseguir realizar seus projetos se conseguir se concentrar neles. Para isso será preciso eliminar o excesso de distrações. Evite fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo.

9. Evite a procrastinação – dê flagrante em si mesmo se estiver procrastinando. Pare de se autoenganar e resolva o que está evitando.

10. Faça escolhas – e descubra escolhas a serem feitas. Em raros momentos enfrentamos situações em que as escolhas são realmente explícitas, por exemplo, aceitar ou não uma proposta de emprego. Descubra as opções que tem e que não são tão evidentes.

11. Organize seu espaço – todo mundo pensa melhor em um ambiente minimamente organizado.

12. Fale sobre seus projetos – informe as pessoas próximas sobre suas decisões – para que elas a incentivem a continuar, ou mesmo decidam colaborar de alguma forma. Mas não dê crédito a todo tipo de sugestão que aparecer. Escute e reflita. Aprensa a filtar os palpites irresponsáveis que ouvir.

13. Defina prioridades – é preciso fazer o que é mais urgente primeiro, mas também se dedicar ao que é muito importante para você. Coloque seu sonho como prioridade, mesmo que tenha muitas urgências. Quem vive de apagar incêndios acaba não fazendo nada de novo acontecer.

14. Não perca tempo – evite ser exageradamente detalhista. Capriche bastante só no que seu esforço realmente vai fazer diferença no resultado final. Ex. ter atenção à correção ortográfica dos e-mails que mandar não é exagero, fazer e refazer mil vezes sua assinatura profissional, sim.

15. Pense GRANDE – tenha objetivos maiores para alcançar em prazos mais longos – três meses ou até um ano. Divida-os em metas menores e defina tempo para cada uma. Mais uma vez, anote o que precisa fazer a cada dia, não só compromissos mas avaliações sobre o resultado de cada ação tomada.

Liberdade

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 31, 2012 by Psiquê
Photo by Konstantin Militinskiy

Liberdade é algo que não tem preço. Neste final de semana, durante uma conversa sobre as vantagens e o valor do anonimato e da possibilidade de ser livre para fazer o que se quer, ir aonde quiser, estar com quem bem entende, sem ser julgado, perseguido, vigiado, imitado ou acompanhado o tempo todo.

Há quem goste de viver sendo o centro das atenções, mas creio que todas as pessoas queiram, nem que seja por alguns segundos, a liberdade do anonimato. Esse é um valor que não tem preço.

Outra fator potencializador da liberdade é a independência financeira, acadêmica, profissional. Nem sempre temos independência total, mas viver dentro de suas possibilidades, honestamente, podendo fazer suas escolhas, poder ir ao cinema, ao teatro, aos shows que bem entender, comprar as coisas que quiser, não fazer nada se não quiser, dormir até a hora que quiser, passar os finais de semana à toa ou cheio de coisas para fazer, ao lados dos que ama, sozinho…
Seja a maneira que se sente mais feliz e mais livre, desfrutar dessa liberdade é poder ter o direito de escolha e se sentir à vontade com a possibilidade de decidir. Isso é liberdade e este é o maior dos valores que essa vida pode nos proporcionar.
Beijos a todos.

Aprendizagem

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 7, 2011 by Psiquê

Jeito de Mato – Paula Fernandes

De onde é que vem esses olhos tão tristes?
Vem da campina onde o sol se deita
Do regalo de terra que o teu dorso ajeita
E dorme serena, no sereno sonha

De onde é que salta essa voz tão risonha?
Da chuva que teima, mas o céu rejeita
Do mato, do medo, da perda tristonha
Mas, que o sol resgata, arde e deleita

Há uma estrada de pedra que passa na fazenda
É teu destino, é tua senda, onde nascem tuas canções
As tempestades do tempo que marcam tua história
Fogo que queima na memória e acende os corações

Sim, dos teus pés na terra nascem flores
A tua voz macia aplaca as dores
E espalha cores vivas pelo ar
Ah..Ah…Ah…
Sim, dos teus olhos saem cachoeiras
Sete lagoas, mel e brincadeiras
Espumas ondas, águas do teu mar
Ah..Ah…Ah…
êeh laiá ..

Essa música me inspirou, não apenas por ter a letra linda e sua sonoridade e melodia apaixonantes, mas porque esta ter sido uma semana por um lado calma, por outro atribulada pelo acúmulo de obrigações e,…

…mais uma vez, desafiadora. Uma semana em que parece difícil lidar com o ser humano, com suas fraquezas, vaidades, medos e inseguranças. Dificuldade de entender a resistência de semelhantes em contar com a ajuda do outro, por puro temor em não se sentir mais útil ou perder espaço. Confesso estar bem cansada dessas situações, apesar de consciente de que são importantes para o amadurecimento. A meu ver todas as pessoas tem seu espaço e suas virtudes podem ser mostradas, sem que a presença do novo ofusque o seu brilho.

Paciência, serenidade, fé…virtudes necessárias para enfrentar tais desafios…

Tudo tem seu tempo!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 8, 2011 by Psiquê

Katarina Ivanovska

Nada de novo aconteceu nos últimos dias em minha vida…mas eu sei que o universo está girando e cada dia é uma nova oportunidade de realização.

Claro que nos últimos anos, a minha vida tem mudado a todo o momento, o que alimenta a minha esperança de que as coisas sempre hão de melhorar! Não sei de onde vem a esperança que sempre carreguei de que as coisas sempre caminham para o melhor. Isso não quer dizer que eu não me sinta triste com várias coisas, que não me aborreça com acontecimentos cotidianos, que eu não sofra com atitudes pequenas, que eu não falhe com as pessoas. Apesar de todas as intempéries, tenho a convicção de que nossos problemas, lágrimas, dores e apertos fazem parte do nosso processo de amadurecimento e evolução.

Muita coisa boa acontece todos os dias e ao tirar desses dias, uma oportunidade de aprendizado, nutrimos a esperança de que dias melhores virão.

É bíblica a citação que resume muito bem o tempo das coisas:

  • Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:
  • há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;
  • tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar;
  • tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria;
  • tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;
  • tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora;
  • tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;
  • tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz… (Eclesiastes 3:1-8)

Inveja

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 30, 2011 by Psiquê


Viver traz consigo um grande desafio: conviver com outros seres humanos e conseguir contornar e controlar nossas próprias fraquezas e saber lidar e relevar as dos outros. Respeito é bom, todo mundo gosta, mas nem todo mundo consegue aplicá-lo.

Já escrevi algumas vezes aqui no Espartilho, que acredito que todo mundo tem seu espaço no mercado, na vida e pode ser feliz e bem sucedido. Tudo a seu tempo! Diante desta crença acho um absurdo querer derrubar o outro por pura insegurança. As pessoas tem seu espaço e se cada um respeitar o do outro, ninguém precisa temer.

Em alguns momentos precisamos lidar com reações desagradáveis das pessoas que nos cercam, por pura insegurança. Sei que insegurança é algo que atinge a todos nós seres humanos em algum momento da vida, mas é preciso ter auto-controle para não colocar os pés pelas mãos e ofender ou atravancar o trabalho alheio.

Passamos por muitas situações que nos testam cotidianamente. É uma resposta atravessada, um email grosseiro, um bom dia não respondido, uma informação boicotada…confesso estar cansada de situações como esta. Eu visto a camisa quando estou trabalhando para algo ou alguém e acredito que uma equipe deve se unir em benefício daquilo que defendemos e para quem trabalhamos, mas nem todo mundo pensa assim. E… às vezes, é preciso muita paciência para não sucumbir!

Senhor, dai-me paciência e sabedoria para continuar sabendo como agir nesses momentos.

Comer, rezar, amar

Posted in Casamento, Comportamento, Profissão, Relacionamento, Romance with tags , , , , , , , , , , , on outubro 12, 2010 by Psiquê

Lá estava eu às 00:20h de sexta para sábado, assistindo à tão esperada estreia da noite: Comer, rezar, amar.

Eu gostei bastante do filme e até meu marido que, mesmo tendo que trabalhar na manhã seguinte, aceitou ver comigo dizendo que estava indo, pois me ama muito, acabou gostando do filme. Claro que ele aceitou ver sob a exigência – que para mim nem era um sacrifício – de ver Tropa de Elite 2, na estreia da semana seguinte. Topei!

“Como protagonista, temos Liz Gilbert (Julia Roberts), uma escritora bem-sucedida de meia-idade, casada, moradora de Nova York, teoricamente dona de uma vida perfeita. Apenas teoricamente. Insatisfeita com boa parte da rotina que leva, ela decide modificar seus dias. Primeiro pede o divórcio do marido, depois resolve viajar o mundo, mais especificamente para três lugares.

A partir de então, Liz segue em uma jornada em busca de si, do autoconhecimento, de entender os motivos que a deixam triste. Primeiro, vai para a Itália, onde conjuga todos tempos do verbo “comer”, se deliciando com as massas locais, mas sem esquecer de fazer amizades. Depois vem a Índia, onde o seu grande objetivo é o equilíbrio religioso. Finalizando sua viagem de um ano, a escritora parte para Bali, apenas meses depois de visitar a ilha. Lá, por coincidência, acaba encontrando a felicidade amorosa e, conseqüentemente, a paz interior.” Veja mais críticas aqui.

O filme permite que nos identifiquemos com alguns dilemas cotidianos, mas peca por passar superficialmente pelas crises e ficar tempo demais debatendo algumas questões. Mesmo assim, vale a pena conferir!

Caminhar é o melhor remédio

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on setembro 21, 2010 by Psiquê

Chrissie White

Depois de alguns meses abandonando a malhação por falta de tempo e excesso de trânsito, resolvi voltar a adotar há umas 3 semanas as minhas caminhadas matinais como exercício físico. Infelizmente não posso ir todos os dias, mas tenho caminhado por 1 hora 3 vezes na semana.

A sensação não poderia ser melhor. É muito bom colocar o corpo em movimento, mas confesso que ainda não senti os resultados. Quero secar, mas por enquanto, só consigo andar 3 vezes por semana e eu queria mais.

Li algumas reportagens sobre treinos de caminhada e estou pensando em tentar um programa que combina caminhada moderada/intensa com trotes. Será que funciona? A verdade é que passada a semana de comemorações do meu aniversário, do meu pai e do meu primo (são muitos setembrinos juntos!), é preciso voltar a andar nos trilhos para poder emagrecer.

Vamos ao benefícios da caminhada:  trata-se de uma atividade física perfeita, fácil e leve de desempenhar, capaz de proporcionar saúde, beleza, boa forma e muito mais: a caminhada. “É indiscutivelmente um dos exercícios mais eficientes, que pode ser praticado por qualquer pessoa, independentemente da idade ou do condicionamento físico”, garante o fisiologista e personal trainer Fábio Bernardo (SP) à revista Corpo a Corpo. Se realizado com freqüência – no mínimo três vezes por semana, durante 30 minutos -, torna- se eficaz para abandonar o sedentarismo, expulsar doenças e melhorar a qualidade de vida.

Democrático, o exercício pode ser realizado nas ruas da cidade, na esteira da academia ou até mesmo na areia da praia, em parques, etc.

Veja o treinamento proposto na Corpo a Corpo.

Veja o treino preparado sugerido na Boa Forma.

Segundo a matéria da revista Veja, mais importante do que o tempo de caminhada é a quantidade de passos que se dá nesse tempo, a qual deve ser medida através de um pedômetro.

Eu já estou correndo atrás de um pedômetro, mas enquanto não adquiro um, continuo caminhando durante uma hora pelo menos 3 vezes por semana.

Escolha a atividade que mais te dá prazer e siga quantas vezes por dia conseguir. Um beijo!