Arquivo para terapeuta

Você é a sua melhor amiga

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 6, 2013 by Psiquê

676597_58

A colunista Célia Pardi escreveu um artigo com título homônimo a este post, na edição 125 da Revista UMA, em que falava coisas muito interessantes a respeito da maturidade e da relação consigo mesma.

Por que é preciso alcançar a maturidade para realmente não ligar para um monte de inutilidades? É incrível como a gente gasta emoção e tempo com bobagens…”

No artigo, Pardi fala sobre um livro que lera da Shiley MacLaine, intitulado I’m Over All That – And Other Confessions. Um dos destaques que apresenta é sobre uma afinidade que adquirimos com o passar do tempo….com nós mesmas.

Como é essa relação com si próprio? Como nos vemos? O que achamos de nós mesmos? Como nos tratamos? Sou amorosa? Divertida? Exigente? Irritante?

“É muito maluco realizar, perceber, se dar conta de que você convive com você a vida inteira! Que companheira é você para você mesma? Já pensou nisso? Tem sido um exercício muito legal perceber o que eu gostaria de mudar em mim – torna-se um jogo desafiador conversar comigo, sendo a outra. (…) Neste jogo, entra, inevitavelmente, a palavrinha mágica que tanto ouvimos falar: autoestima. Que coisa gente, essa história de ter que aprender a se amar! Afinal, se somos a nossa mais longa companhia, é melhor que seja com amor, não é mesmo? Outro dia, uma amiga, cortou os cabelos bem curtinhos e depois me disse que chorou muito, pois se achava ‘tão feia’. ‘Será que a minha vida teria sido diferente se eu fosse bonita?’, perguntou ela. ‘Não sei’, respondi. E não sei mesmo, mas tenho a impressão de que não seria. Primeiro porque ela não é feia, segundo porque beleza e feiúra estão nos olhos de quem vê, e não no objeto olhado.

O que faz sua vida ser assim ou assado, só um  bom terapeuta pode ajudá-la a descobrir. Fiz terapia muitos anos e tenho certeza de que é uma das melhores coisas que podemos nos oferecer.”

Achei este texto um insight bastante interessante para se conversar consigo mesma, parar e reavaliar as atitudes e pensamentos que elevam ou derrubam sua autoestima. E repensar continuamente os níveis de exigência com o julgar de nossas atitudes, melhorando o que for necessário e mantendo o que está sendo bem feito.

Uma ótima semana a todos!!!

Terapia

Posted in Comportamento with tags , , , on outubro 4, 2012 by Psiquê

Estreou esta semana o programa Sessão de Terapia, dirigido por Selton Mello, trazendo cada dia da semana um caso diferente. Confesso que me senti atraída pelo programa antes mesmo da estreia, mas depois de iniciada, elegi alguns personagens mais interessantes que outros.

A meu ver todas as pessoas deveriam procurar se conhecer melhor através da Terapia. A vida já é muito complicada e complexa para não buscarmos compreender a dinâmica que envolve nosso dia a dia.

Existem várias linhas de terapia e vários tipos de terapeutas, mas cada um vai se achar numa linha…tenha coragem e encontre a sua. Mas se na sua busca, não gostar do que encontrar, continue buscando. O importante é se encontrar…

O número do meu destino

Posted in Comportamento, esoterismo with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 1, 2009 by Psiquê

nu-photos-mirabilia-2Photo nu photos – mirabilia

A revista Nova deste mês de março trouxe uma reportagem muito legal sobre numerologia. Segundo a reportagem, a data em que viemos ao mundo revela inclinações e aptidões que influenciam nossas atitudes e desejos. Para descobrir esse número especial, é preciso somar dia, mês e ano de nascimento, até encontrar um número de 1 a 9 ou o número 11, que é um número mestre e não deve ser reduzido a 2.

Adivinhem o meu resultado? Número mestre 11. Vou descrevê-lo para vocês, pois adorei!

ONZE – INSPIRADORA

Intuitiva, idealista e inspiradora, você tem uma compreensão da realidade que não está ao alcance de muitos. É capaz de iluminar o mundo com suas ideias, apesar de muitas vezes, não ter a completa noção de sua força interior. O 11 apresenta um magnetismo de abalar quarteirão, minha amiga! Você exerce fascínio sobre os que a cercam e, se souber aproveitar esse dom para transmitir seu conhecimento, se sentirá plenamente realizada. Sua mente original permitirá ter sucesso em qualquer iniciativa, inclusive artísticas. No entanto, uma vez que sua missão é usar a sabedoria para mostrar novos caminhos aos outros, se dará melhor em trabalhos que utilizem suas habilidades de aconselhamento e orientação, como professora ou terapeuta. Com forte inclinação para a fama, deve escapar com todas as forças da tentação de bancar a cheia de si. Vale tomar cuidado para não ser dragada pela ambição, pois ela pode arruiná-la. Perfeccionista, às vezes sofre de ansiedade, impaciência e instabilidade emocional. Em tempo: você se interessa muito pelos mistérios da existência. Caso não suporte a intensa energia do 11, pode reduzir sua força para 1 + 1= 2. Por isso, vale a pena ler também essa lição de vida.

DOIS – FEMININA

O número 2 é o do relacionamento, da cooperação e da paz. Você está aqui para ligar as pessoas umas às outras. É aquela que encoraja e promove aqueles com algo valioso a oferecer. Sim, haja paciência enquanto observa os outros alcançarem o sucesso. Mas não adianta imitar a postura ambiciosa dos líderes. Essa não é sua inclinação. Melhor desenvolver uma atitude tranquila e generosa, que sempre leve em conta os sentimentos alheios. Boa amiga, precisa saber que é amada. Domina a arte da diplomacia. Mas, dependendo da situação, pode ser tanto supersensível e passiva quanto agressiva, controladora, crítica e cruel. Cuidado para não se tornar dissimulada, maliciosa e manipuladora. Trate de aprender a dizer não e a resistir às pressões para evitar confrontos. E jamais negue o que está sentindo.

Se quiser saber um pouquinho dos eu perfil, calcule seu número e corra até as bancas para garantir a edição de março.

Grande beijo!