Arquivo para outubro, 2010

Outubro Rosa 2010

Posted in Comportamento, Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , on outubro 24, 2010 by Psiquê

Todos os meses, jornais e agências de notícias apresentam novos estudos sobre como evitar o câncer de mama e, principalmente, de que formas tratá-lo. Em outubro, pelo terceiro ano consecutivo, a blogosfera se une para promover a Campanha Outubro Rosa, que há dez anos dedica o mês inteiro para campanhas de prevenção e conscientização, com ações no mundo todo.

Neste mês fiz, pela primeira vez, uma mamografia. Completei 30 anos e o ginecologista no check up periódico resolveu incluir  a dita cuja na listade exames solicitados. Ele alegou que apesar da importância do autoexame, a mamografia e a ultrasonografia são insubistituíveis para detectar algum nódulo ou agente estranho. Então lá fui eu fazer o exame .

Mulheres de todas as idadevisitem seu médico e façam os exames solicitados!

É possível encontrar no site Mulher Consciente e no site da FEMAMA – Federação de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da mama, algumas das programações e reflexões sobre o tema que estão acontecendo durante esse mês de outubro.

Já falamos desse movimento aqui no Espartilho em algumas ocasiões. Para quem quiser recordar:

Outubro: concientização contra o câncer de mama (2008)

Mulher consciente contra o câncer de mama: o Esparitlho apoia! (2009)

Quem também fez um post bem bacana sobre o tema e listou alguns dos blogs envolvidos nessa campanha foi a Sam Shiraishi, do A vida como a vida quer.

Anúncios

Comer, rezar, amar

Posted in Casamento, Comportamento, Profissão, Relacionamento, Romance with tags , , , , , , , , , , , on outubro 12, 2010 by Psiquê

Lá estava eu às 00:20h de sexta para sábado, assistindo à tão esperada estreia da noite: Comer, rezar, amar.

Eu gostei bastante do filme e até meu marido que, mesmo tendo que trabalhar na manhã seguinte, aceitou ver comigo dizendo que estava indo, pois me ama muito, acabou gostando do filme. Claro que ele aceitou ver sob a exigência – que para mim nem era um sacrifício – de ver Tropa de Elite 2, na estreia da semana seguinte. Topei!

“Como protagonista, temos Liz Gilbert (Julia Roberts), uma escritora bem-sucedida de meia-idade, casada, moradora de Nova York, teoricamente dona de uma vida perfeita. Apenas teoricamente. Insatisfeita com boa parte da rotina que leva, ela decide modificar seus dias. Primeiro pede o divórcio do marido, depois resolve viajar o mundo, mais especificamente para três lugares.

A partir de então, Liz segue em uma jornada em busca de si, do autoconhecimento, de entender os motivos que a deixam triste. Primeiro, vai para a Itália, onde conjuga todos tempos do verbo “comer”, se deliciando com as massas locais, mas sem esquecer de fazer amizades. Depois vem a Índia, onde o seu grande objetivo é o equilíbrio religioso. Finalizando sua viagem de um ano, a escritora parte para Bali, apenas meses depois de visitar a ilha. Lá, por coincidência, acaba encontrando a felicidade amorosa e, conseqüentemente, a paz interior.” Veja mais críticas aqui.

O filme permite que nos identifiquemos com alguns dilemas cotidianos, mas peca por passar superficialmente pelas crises e ficar tempo demais debatendo algumas questões. Mesmo assim, vale a pena conferir!