Arquivo para esperança

O ano novo começa agora

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , on agosto 7, 2014 by Psiquê

3655129

Os meses que se passaram até agora, principalmente de abril a julho foram tão intensos que parece que o ano acabou. Entretanto, sinto como se o ano estivesse apenas começando. Agora as coisas começam a tomar forma, a se assentar, a digamos ganhar minha cara…

Como costumo nutrir uma constante esperança de que todos os dias são oportunidades de viver uma vida incrível, vivo cada dia como uma nova chance de fazer melhor, mais bonito, mais bem feito, com mais alegrias e mais sucessos.

Acreditando nisso ou não, desejo a todos vocês um excelente ano daqui para a frente. Que vivam cada minuto com a intensidade de uma vida e agradeçam por tudo o que vivemos até aqui.

Feliz agora! Feliz 2014!

Om Shanti Om

 

L’Apollonide

Posted in Comportamento, Erotismo with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on abril 9, 2012 by Psiquê

Eu estava há semanas na expectativa de ver L’Apollonide no cinema, mas uma série de desencontros quase me fez perder tal oportunidade… Ontem, quando já sem esperanças saía do Estação Sesc Rio, onde a sessão das 18h45 não existia mais, fui, apenas como por insistência, ao Estação Sesc Botafogo, e, eis que me deparo com ele lá, em cartaz às 19h40. Confesso que fiquei muito feliz e me dispus a esperar mais de 1 hora pela sessão.

Como amante da estética do final do século XIX e início dos anos XX, não podia deixar de assistir ao filme. As cenas são lindas, os espartilhos e roupas deslumbrantes, uma sensualidade a flor da pele. E aqui estou eu, admirada. Confesso que o filme me surpreendeu, não esperava que fosse uma análise social da prostituição e que além de encantar com suas imagens, faz uma crítica e uma abordagem fantástica. A começar pelo padrão com que as prostitutas se referem ao seu trabalho ao chamar os clientes: “Vamos fazer comércio?”.  Trata-se de uma relação econômica, com análise social sobre as perdas e ganhos de cada uma, bem como a visão delas sobre seus clientes e dos mesmos sobre elas. Recomendo!

Quem mais já falou sobre o filme:

Às Moscas

Festival Cannes

Trailer

Maturidade e expectativas

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on março 22, 2012 by Psiquê

Imagem

Estou eu aqui, num sábado à noite, curtindo o musical Burlesque, e tentando concretizar em palavras as expectativas que carregamos…esta atmosfera sensual, musical, batalhadora, me atrai bastante. Dança, corpos, músicas, luta por ser alguém ou chegar a um lugar, segurança, esperança, são palavras que me atraem bastante.

Às vezes me pego pensando no quanto eu queria na minha pré-adolescência, chegar à maioridade, à maturidade, mudar minha aparência física, minhas escolhas, meu lugar. Hoje, penso que devemos sempre aconselhar nossos adolescentes a se aceitarem, se amarem e não deixarem ninguém os diminuir, pois a vida é uma só, os momentos passam e cada experiência é fundamental para nos transformarmos no que seremos na vida adulta.

Algumas experiências atuais me fazem refletir sobre o quanto adultos ainda se comportam como adolescentes, envoltos em inseguranças bobas, desespero por uma auto-imagem  mais bonita, ou por resultados imediatos, adotando comportamentos anti-éticos, desesperados, inconsequentes e exagerados pura e simplesmente movidos pela ansiedade de ser alguém ou ser notado por alguém.

Essa realidade sempre me incomodou porque eu realmente penso que as pessoas devem lutar por construir seu lugar ao sol e com isso ser reconhecido por seus valores, conquistas e realizações. Aqueles que insistem em brilhar com o brilho alheio, andando na sombra do trabalho ou do sucesso alheio, que fazem de tudo para se dar bem, mesmo que prejudicando  o outro, me fazem mal. Quero distância de pessoas assim, mas nem sempre é possível. Eu definitivamente acredito que tenha lugar para todos aqueles que trabalham duro para vencer na vida com dedicação e honestidade, mas às vezes me deparo com situações patéticas e injustas.

Será que a minha visão é errada? Ainda acho e tenho esperança que não!

Ano Novo, vida nova?

Posted in Comportamento, Curiosidades, esoterismo with tags , , , , , , , , , , , on janeiro 1, 2012 by Psiquê

Via Cheesecake Pin Up

O Ano começou novo, com uma chuvinha fina, constante. A temperatura, como no último mês de dezembro foi atípica para a estação, não tão quente quanto o de costume…

Estivemos entre um grupo pequeno de amigos, num bairro tradicional da cidade, numa celebração mais intimista. Não sei se isso vai significar alguma coisa, mas entre ‘papos cabeça’ refletimos sobre vários ícones de nossa sociedade que se conheciam no passado e se encontravam para ‘bater um papo’, ‘tomar uma cervejinha’, tal qual fazemos hoje.

Entre visões distintas de ceticismo, religiosidade, crenças diversas, superstições cada um a seu modo contribuiu para que esse fosse um momento único. Houve quem desejasse um namorado, ou enriquecer, ou correr o mundo, ou conseguir um novo emprego, ou nada…

O que importa é, como disse a aniversariante do dia, se eu estrago o meu 31 de dezembro, estou estragando o meu aniversário e o meu Reveillon e, assim, tenho duas vezes um ano começando mal rsrs. Achei engraçado, mas até coerente. Por isso que confesso que adorei o nosso novo Reveillon e espero estar sempre entre amigos nessa época.

Tenho certeza e esperança de que 2012 será um excelente ano e que a trajetória será de progresso como tem sido os últimos anos.

Um feliz e próspero 2012 que já está aí para ser vivido.

Cabe a cada um de nós escrever sua própria história!

Aniversário!!! Celebrar a vida sempre.

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , on setembro 13, 2011 by Psiquê

Na última sexta-feira, dois dias antes do meu aniversário, que foi no domingo, eu estava desanimada. Condição que normalmente não ocorre comigo, pois eu ADORO comemorar meu aniversário, celebrar a vida e alimentar a minha esperança de que dias melhores sempre virão. Comecei o sábado um pouco hesitante em ter marcado duas comemorações, mas à noite, quando cheguei no local marcado, comecei a me animar. E as comemorações foram fantásticas, com pessoas incríveis que lembraram de mim, algumas mesmo sem poder ter estado pessoalmente comigo.

Não precisa dizer que mais uma vez, meu aniversário resultou em múltiplas e deliciosas comemorações que tiveram início no sábado e continuaram até ontem, com uma festa surpresa no trabalho. Voltei a me alegrar e a lembrar que a nossa vida é sempre motivo de celebração!

Obrigada a todos!!!

Tudo tem seu tempo!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 8, 2011 by Psiquê

Katarina Ivanovska

Nada de novo aconteceu nos últimos dias em minha vida…mas eu sei que o universo está girando e cada dia é uma nova oportunidade de realização.

Claro que nos últimos anos, a minha vida tem mudado a todo o momento, o que alimenta a minha esperança de que as coisas sempre hão de melhorar! Não sei de onde vem a esperança que sempre carreguei de que as coisas sempre caminham para o melhor. Isso não quer dizer que eu não me sinta triste com várias coisas, que não me aborreça com acontecimentos cotidianos, que eu não sofra com atitudes pequenas, que eu não falhe com as pessoas. Apesar de todas as intempéries, tenho a convicção de que nossos problemas, lágrimas, dores e apertos fazem parte do nosso processo de amadurecimento e evolução.

Muita coisa boa acontece todos os dias e ao tirar desses dias, uma oportunidade de aprendizado, nutrimos a esperança de que dias melhores virão.

É bíblica a citação que resume muito bem o tempo das coisas:

  • Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:
  • há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;
  • tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar;
  • tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria;
  • tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;
  • tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora;
  • tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;
  • tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz… (Eclesiastes 3:1-8)

Escolhas…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 21, 2011 by Psiquê

By João Marcelo de Oliveira Machado

É impressionante como a cada dia que passa, tenho mais uma prova/ um sinal de que existe um Deus que nos protege e prepara nosso caminho. Quando enfrentamos situações extremamente duras, em que pensamos ser fracos a ponto de sucumbir, quando as lágrimas escorrem de nossos olhos, porque as palavras não podem mais ser ditas e achamos que estamos esquecidos, surge ‘do nada’ um sinal de esperança. Ao londo da minha vida, sempre foi assim e eu agradeço todos os dias por isso.

Foi depois de ler ma frase atribuída ao Dr. House: “Você se surpreende ao perceber o quanto pode suportar!!!”, que eu me inspirei para este post.

A vida nos apresenta os caminhos e temos o livre arbítrio de escolher qual deles seguir. Os  problemas surgirão em todos eles e surpreendentemente, os caminhos podem até se cruzar no futuro. O mundo gira o tempo todo e as nossas escolhas de hoje, podem ser um meio de se alcançar aquilo que, por vezes, somos obrigados a  abrir mão por ora. O importante é ponderar, pesar os prós e contras e apostar naquilo que o nosso coração sente como melhor opção.

O mais incrível disso tudo é que, normalmente, não temos muito tempo de escolher e ponderar essas escolhas. Na maioria das vezes, quando elas surgem, temos pouquíssimo tempo para escolher…Nesta hora, a sensibilidade de perceber o caminho a seguir é a ferramenta mais precisa que temos em mãos. É por essas e outras, que a minha fé de que dias melhores virão e de que o caminho que estou trilhando é o caminho certo, apesar dos obstáculos, é a única força constante em meus dias…

Sou grata pelo que vivi até hoje e por tudo o que ainda hei de viver.

Sou grata pelos amigos verdadeiros que tenho e por aqueles que ainda vou ter.

Sou grata pelos problemas que já enfrentei e por aqueles que saberei enfrentar no futuro.

Sou grata pelas pessoas que conheci ao longo desses anos, as que valeram e as que não valeram a pena, pois todas elas tiveram um papel importante e único em minha vida.

Sou grata pelos desafios que o futuro ainda me reserva.

Muito obrigada!