Arquivo para novembro, 2007

Intensificando o combate à celulite!

Posted in Estética e Beleza with tags , , , , , , , , , on novembro 29, 2007 by Psiquê

bundacelulite.jpg

Minha idéia era mudar a temática essa semana, mas não consegui. Tudo porque acabei de saber que minha massoterapeuta vai viajar por pouco mais de 1 mês. Como ficarei sem minha drenagem? Como conseguirei uma substituta por 1 mês? Para aliviar minha tensão ela chegou com a seguinte dica: compre uma bucha ou um esfoliante e passe nas coxas intensamente até ficar vermelho. Depois massageie com o seu gel redutor Perfectslim Pro Body Expertise, L’Oreal (contei para ela que comprei), pois isso não deixará nada aumentar.

Minha idéia, na verdade, é experiementar uma estimulação russa ou outras técnicas com aparelhos durante sua ausência, mas acho que o orçamento não vai aguentar. Risos! Enquanto isso, acho que vou fechar a boca, tentar parar de matar aulas de ginástica e seguir as dicas que a Boa Forma trouxe para potencializar a ação dos creminhos já indicados aqui:

1. Esfolie o corpo (pelo menos 1x por semana), assim remove-se a camada superficial e o creme penetra mais;

2. Passe o produto logo após o banho (se tomar banho morno ou quente), com o corpo aquecido ele penetra melhor, pois a circulação estará ativada;

3. Use o produto de manhã e à noite e se malhar repita a operação logo após o exercício;

4. Se estiver com pressa e não puder massagear, ao menos o faça de baixo para cima, conduzindo as gordurinhas para as áreas que vão expelir a mesma, diminuindo a retenção de líquidos;

5. Não desista logo. Siga o tartamento ao menos pelo período que o rótulo do produto recomendar. Muitas nem esperam as quatro semanas mínimas;

6. Beba muuuiiiitttttaaa água;

7. Mantenha um cardápio saudável e diminua o sal;

8. Não fuja da atividade física.

Não esqueça que o tratamento contra a celulite só funciona mesmo se combinar todos esses cuidados! Quem quiser ler mais sobre 8 soluções naturais anti-celulíticas, clique aqui.

Bjos e boa semana!

Anúncios

Siga o conselho: Use Filtro Solar!!!

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , on novembro 26, 2007 by Psiquê

filtro-solar.jpg

Todos já devem, em algum momento, ter escutado um narração muito comum em festas de formatura traduzida para Use Filtro Solar, no original Everybody’s Free (To Wear Sunscreen). Parece brincadeira, mas esse é um conselho sábio que nos próximos anos será acompanhado de outro: use óculos escuros.

Usar filtro solar diariamente no rosto já virou para mim, mais do que uma obrigação, uma necessidade. Essa semana ao encontrar minha tia dermatologista, conversava sobre isso, quando ela me questionou. E nas mãos? Eu crente que estava abafando disse que usava diariamente no rosto e no colo, chova ou faça sol. Quando ela me alertou: suas mãos são a primeira parte do corpo a envelhecer. E não é que é verdade.

Mudei de atitude: mãos, colo e rosto não saem de casa sem proteção, bem como meus olhos que passaram a sofrer com a agressão do sol (parece até que ele está mais quente nos últimos anos, será que não?)

Para os que acham que os protetores são “pegajosos e grudentos”, a tecnologia está tão avançada que vários deles nem parecem estar sobre nossa pele, segundos depois de colocados.

O meu protetor diário não incomoda nem um pouco: hoje me adaptei ao Epsol Oil Free 30 (mas pode ser também o 45 ou 60) que não deixa minha pele oleosa, é de fácil absorção e espalha muito bem. A Revista Boa Forma desse mês (edição 246) listou alguns protetores, vale a pena conferir nas bancas.

Há outras dicas muito boas além do Epsol: consulte o seu dermatologista!!!

Não adianta nada só investir em tratamento estético sem pensar em prevenção. É incrível a diferença no grau de envelhecimento da pele de pessoas que expuseram seus corpos a níveis moderados de radiação solar e aos que sempre curtiram praia o dia inteiro, sem cuidados especiais. Além de pensar em proteção nos dias de praia, invista em cuidados diários, sua pele agradece e sua beleza também.

Sensualidade e feminilidade

Posted in Comportamento on novembro 24, 2007 by Psiquê

sensual1.jpg

Atendendo às sugestões de Roberta, ao comentar meu post sobre o caminho da sensualidade, fui visitar a coluna do Alberto Goldin dessa semana. Goldin recebera uma carta de Rosa, 37 anos que reclamava reunir algumas características comuns às mulheres atualmente: beleza razoável, elegância, inteligência, sucesso profissional e financeiro. Além disso, Rosa se dizia divertida, espirituosa, gentil, mas SOLITÁRIA. Ao final, argumentava que ela é o que as outras mulheres queriam ser, mas não a que os homens queriam ter. Goldin comenta a história atribuindo a uma possível FALTA DE SENSUALIDADE. E acrescenta:

 “Tive oportunidade de conhecer mulheres belas, ricas, gentis que fracassavam nas suas vidas amorosas por não serem sensuais, atributo que rima com mistério, promessa, prazer, desejo, verdadeiro ímã para o sexo oposto. Curioso é que nem todas tinham clara consciência dessa falta. A sensualidade é um atributo feminino espontâneo, começa a se manifestar na adolescência, porque depende mais de uma disposição inconsciente do que de uma decisão racional. ”

Apesar de achar interessantíssimo o texto e concordar com muita coisa do que Goldin disse, não creio que esteja APENAS NA FALTA de sensualidade a resposta para essa inquietude. O psicanalista, tenta, ainda que reconhecendo a dificuldade de analisar o caso de Rosa, apenas por uma carta, sem conhecê-la de verdade, compreender a aflição que assola essas mulheres.

Volto a dizer o que penso e expus no post anterior, sensualidade é uma atitude, uma postura, que apesar de depender muito do feminino espontâneo apresentado por Goldin, da relação mãe e filha, pode também ser desenvolvido com consciência, mudança comportamental e desenvolvimento da segurança e auto-estima.

A inquietude em relação a solidão das mulheres de hoje, envolve muitas outras questões que precisam de espaço e tempo para serem discutidas. Para citar algumas: 1. Entrada e destaque da mulher  no mercado de trabalho; 2. Retardamento da faixa etária para o casamento e maternidade (em função do desenvolvimento da carreira); 3. Aumento do padrão de exigência das mulheres; 4. Desproporcionalidade no tamanho população feminina e masculina (Segundo a Rede Brasileira para o Desenvolvimento Municipal, em 2000 havia 83.6 milhões de homens no Brasil, contra 86.2 milhões de mulheres) e muitos outros fatores.

Ansiedade à parte, é preciso ter calma, refletir sobre o que pode estar errado: é postura, nível exagerado de exigência e impaciência em relação ao comportamento masculino, desespero para encontrar “O CARA”, desespero para ter filhos, medo da idade que vem chegando, tudo isso pode brecar a espontaneidade do comportamento feminino e acabar afastando o outro. O primeiro passo é refletir… Um beijo, meninas!

Sensualidade: qual é o caminho?

Posted in Comportamento on novembro 21, 2007 by Psiquê

A atitude sensual é aquela que nos torna verdadeiramente conscientes do “sentir”, e nos convida a estar presentes com todo o nosso Ser  quando tocamos, ouvimos, olhamos, falamos e percebemos aromas e odores.

sensualidade2.jpg

Há cerca de duas semanas o tema desse post me acompanha, mas não sabia como iria começar a tratar do mesmo. Na ocasião, a minha terapeuta Angela Vaamonde promoveu encontros tratando respectivamente dos temas: crescimento emocional e sensualidade, para dois pequenos grupos de mulheres. Eu só tive a oportunidade de participar do segundo, tema que será tratado nesse post.

Confesso que não sabia por onde começar, quando me deparei com o blog: Erotismo e Sensualidade, que dizia o seguinte:  “Uma mulher, para ser “boa de cama”, precisa antes de qualquer coisa estar muito de bem consigo mesma. O mais importante pra isso, não são as preliminares, não é bajulação e romance (essas coisas são detalhes que formam o conjunto, mas não é o que realmente faz a diferença), é uma coisa muito simples, muito muito simples: AUTO ESTIMA.” Bati palmas de pé!!! Resumo da ópera!

Sensualidade não é sexo, é muito mais do que isso. Muitas mulheres se perguntam por que pessoas comuns que aparentemente não têm nada de extraordinário, conseguem inspirar e despertar tanta sensualidade e desejo? Deparei-me então com outro portal Sedução e Sensualidade que parecia resumir o cerne da questão. A resposta está na atitude dessas pessoas, na forma de pensar e de se portar. De nada adianta ser linda, gostosa, maravilhosa se não se desenvolve a auto-estima e a segurança.

Há anos eu repito isso, seja na vestimenta, nas atitudes, no comportamento, as pessoas devem esquecer os padrões e valorizar o que têm de melhor, esse é o segredo de sentir-se bem, segura, forte, confiante e sensual. De nada adianta querer ser o que não se é, isso só traz frustração e insegurança. Acredite em si mesma. Ame-se, deseje-se, valorize-se, invista em você e assim colherá os frutos dessa segurança com uma boa dose de sensualidade.

Meninas, acreditem: essa experiência pode ser renovadora!  O sucesso dos encontros foi tão grande que nas próximas semanas  ocorrerão novamente. Divulgarei aqui as novas datas, custo e forma de inscrição.

Aquelas que participaram e desejam testemunhar ou declarar alguma coisa podem fazê-lo. Caso queiram manter o anonimato, basta me madar por email ou criar um pseudônimo. Um beijo a todas e muita sensualidade a todas nós! Deseje, acredite e vença! Ouse fazer e o poder lhe será dado!

 

Reforçando o ataque à celulite…

Posted in Estética e Beleza on novembro 20, 2007 by Psiquê

celul.jpg

Esse não era o tema do post de hoje, mas acabou se tornando devido ao prazer que o ataque à celulite pode nos proporcionar.

Contra a celulite vale um reforço!!!!

Hoje navegando pelo blog Eu Capricho, acabei visitando os links sugeridos e pasmem, me deparei com um reforço à minha tese postada há alguns dias sobre a Drenagem Linfática. Em post anterior, minha prima (Karoline) alertou quanto aos seus efeitos paliativos, que precisam ser associados a outras medidas preventivas, o que também deixei claro ao afirmar que o tratamento precisa estar associado a outras práticas saudáveis.

Para quem ainda não conhece a técnica, eis alguns alertas que devem ficar claros para proteção contra possíveis ciladas por aí. Veja só:

8 quesitos para uma drenagem bem-feita

1- Ser completamente indolor e suave (há pessoas que ficam com hematomas – não é para ficar, cuidado com os “profissionais” que procuram, faço há mais de 5 anos e nunca fiquei roxa);
2- Ter movimentos sempre ritmados;
3- Promover pressão adequada. O sistema linfático superficial, que é o atingido pela drenagem manual, está logo abaixo da pele, portanto não é preciso força para estimulá-lo;
4- Ser feita em sentido unidirecional;
5- Começar de cima para baixo. Para o inchaço nos pés, por exemplo, a massagem parte dos gânglios para a virilha. É importante preparar e deixar livre o caminho em que o líquido vai precisar passar, depois de aliviada a retenção;
6- Iniciar da parte proximal para a distal do membro a ser drenado. Traduzindo, se o profissional vai drenar os pés até a região da virilha, ele deve começar deslocando a linfa da coxa até ela, depois do joelho para a coxa, em seguida da perna para o joelho e do pé para a perna, finalizando com movimentos ascendentes até a virilha;
7- Ser realizada por profissionais que conheçam a anatomia do sistema linfático;
8- Dar o maior bem-estar durante e após o tratamento.

Fonte: Revista Corpo a Corpo/Ed. 223
Foto: Fernando Gardinali/Símbolo Press

Leia mais em itodas

Amizade entre mulheres. Existe?

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 19, 2007 by Psiquê

escandalo-2.jpgescandalo.jpg

Há quem diga que amizade entre mulheres não existe, que elas na verdade estão sempre tentando apunhalar a outra pelas costas. Outros defendem que a cumplicidade entre mulheres é inigualável. Radicalismos de lado, qualquer relação de amizade pode envolver uma série de sentimentos. E mulheres, como homens, podem sim oferecer fidelidade e amizade entre si, como o contrário, apenas ameaças, inveja e cobiça. Cabe avaliar cada caso em questão, mas estar aberto a uma visão mais crítica dos relacionamentos.

Hoje conseguir assistir, depois de alguns meses, ao filme Notas sobre um Escândalo, com Cate Blanchett e  Jude Dench (ambas excepcionais em suas interpretações). O filme impressionou por sua qualidade e roteiro fantásticos. A trama conta a história de duas mulheres que excercem a função de professoras. Seus destinos se cruzam quando a jovem Sheba Hart (Blanchett) começa a trabalhar na escola St. George, onde a rígida Barbara é uma professora temida e respeitada pelos alunos.

Apesar da trama girar em torno do envolvimento que a jovem Hart tem com um de seus alunos, o relacionamento entre as duas é o que conduz a história e responde pelos desfechos que a mesma vai levar o espectador. O filme chama atenção pelos vários extremos que um relacionamento entre duas mulheres pode levar. Evidentemente que apesar dos diversos sentimentos envolvidos alcançarem seus picos de intensidade, nem sempre reunidos em apenas uma relação de amizade, trata-se de uma oportunidade única de reflexão.

Bárbara consegue vivenciar ao longo do filme: inveja, desejo, admiração, ira, cobiça, paixão, etc. A experiência de Bárbara chama atenção para a variedade de sentimentos que envolvem as amizades femininas. Não são poucas as pessoas que relatam experiências incômodas no que diz respeito ao comportamento de “amigas mulheres” em relação a sua vida.

A autora do livro, Zoe Heller comenta que resolveu abordar a relação entre duas mulheres com o realismo dos sentimentos que envolvem as amizades masculinas, dado que normalmente não se considera essa vertente do relacionamento entre mulheres, o que implica em uma visão distorcida das emoções que envolvem a mesma. Agressividade, inveja, cobiça, amor, admiração, amizade, desejo, ira, entre outros são alguns dos elementos que compõem a trama e as amizades, claro que em doses diferentes. Vale a pena assistir e refletir. Quero agora ler o livro.

Aceitar-se e ser feliz!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on novembro 16, 2007 by Psiquê

oriental.jpg morena.jpg

modelo.gifbeleza_4.jpg

A difícil arte de aceitar-se como é, valorizar suas qualidades físicas e comportamentais e colher os frutos de estar segura, com auto-estima em alta e satisfeita com seu potencial é um dilema que aflige todas as mulheres em algum momento de sua vida.

Às vezes, há oscilação entre momentos de segurança e insegurança. Comparar-se ao outro pode ser um perigo! Muitas vezes inspirar-se nos padrões de beleza e nos exemplos admiráveis de outras mulheres pode servir de incentivo à melhoria, mas tornar-se escravas de padrões pode ser uma verdadeira prisão.

Reconhecer os pontos fortes e valorizá-los é o segredo para estar segura e arrasar. Não adianta querer ser o que não se é. Claro que hoje com os recursos estéticos disponíveis e se esses estiverem ao nosso alcance, não há mal nenhum em usá-los, desde que isso não agrida nossa natureza. Quantas meninas lindas preferem curtir a infelicidade de não se aceitar e buscam sempre copiar padrões de beleza que estão além de suas possibilidades físicas.

Aceitar-se e trabalhar a auto-estima é o primeiro passo para ser feliz e não adianta tratar do corpo, sem pensar em considerar o cuidado com o psicológico. Recentemente, minha terapeuta organizou dois workshops um sobre Crescimento Emocional, outro sobre Sensualidade. Na ocasião, um grupo de mulheres se reuniu para ouvir e partilhar suas experiências. O grupo foi um sucesso e promete passar a ter uma edição semanal!

Leia mais sobre esse tema em: Bolsa de Mulher

Outras Matérias que envolvem auto-estima. Entre e fique à vontade!!!