Arquivo para metas

O que deixar em 2013 e o que levar para 2014?

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 20, 2013 by Psiquê

Compartilho mais um texto do site Somos todos um, sobre um tema que já falei aqui há poucos dias, mas que é sempre válido refletir, uma vez que o ano se finda e temos várias expectativas em relação ao novo que se aproxima.

74e621cfdf8bca7e4aea0f72295e34bc

Refazendo as malas: o que deixar em 2013 e o que levar para 2014?, autoria de Rosana Braga

Impossível não pensar que o Ano Novo traz consigo, mesmo que simbolicamente, uma nova chance, um recomeço, uma oportunidade de fazer diferente e melhor! Claro, os mais céticos dirão que dia primeiro de janeiro nada mais é que o dia seguinte ao 31 de dezembro. Pode até ser! Porém, no final das contas, cada dia é o que você acredita que ele seja. Então, por que não aproveitar a data para, de fato, abrir um novo capítulo na sua história?

Há quem, sabiamente, faz um planejamento detalhado, com desejos descritos nas diversas áreas da vida, tais como amor, saúde, profissional, espiritual, alimentação, corpo, entre outras. Não tenho dúvidas de que debruçar-se sobre o exercício de escrever suas metas, colocando datas para alcançá-las, é altamente eficiente para organizar a mente e facilitar o processo de realização de seus sonhos.

Há os que preferem outros rituais. Existem muitos. Desde meditar sobre as perdas e os ganhos durante o ano atual e visualizar melhorias para o ano vindouro, até pular 7 ondas na virada, comer lentilhas, fazer oferendas, assistir à Missa do Galo, doar presentes, usar calcinha nova, entre muitas outras ideias populares ou personalizadas.

Minha sugestão para um Ano Novo que realmente valha a pena tem muito a ver com as lindas dicas de Carlos Drummond de Andrade, no texto Receita de Ano Novo: “(…)para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, (…) Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, (…) Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, (…) É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.”

Ou seja, Ano Novo não tem a ver com perfeição ou virar tudo às avessas. Tem a ver com consciência, aprendizado. Refazer as malas para esta nova viagem da vida aproveitando o que ainda serve, o que é bonito e nos cabe muito bem, e abrindo mão do que já não serve mais, já não condiz com quem nos tornamos depois de tudo o que vivemos neste Ano que está ficando para trás.

Então, desapegue-se das crenças limitantes. Construa algumas novas, edificantes. Reescreva seu perfil. Mude de ideia, sim, se considerar que a nova é mais a sua nova cara. Não há nada de errado em se refazer de um jeito diferente. Como diz o sábio Zé Simão, “quem fica parado é poste”. E tem mais: síndrome de Gabriela (“(…) Eu nasci assim, eu cresci assim. E sou mesmo assim, vou ser sempre assim (…)” – Gal Costa) nunca levou ninguém ao oásis de si mesmo.

E no que se refere ao amor que você deseja viver em 2014, saiba que primeiro precisa acreditar, de fato e de direito, que merece! Depois, reflita sobre o que pensou, até então, a respeito de si mesmo, de seu par (ou futuro par) e sobre relacionamento ou casamento. Em geral, quem não vive o amor que deseja é porque está se comportando com base em crenças equivocadas e que servem bem mais como armadilhas e obstáculos do que como trampolim ou atraentes desse amor! Encha-se e preencha-se de alegria e entusiasmo e viva um Ano Novo de luz, paz e amor, literalmente!

Metas e persistência

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , on novembro 29, 2013 by Psiquê

f7428b2851b3ca8922fc8b5f509d0cd9

 

Hoje estava refletindo sobre metas, expectativas e persistência, associado ao nível de frustrações que nos deixamos sentir e o quanto ela interfere na nossa trajetória. Há uma máxima muito interessante que não pode ser levada exatamente ao pé da letra, mas é válida para nos guiar e evitar perdas de tempo com choramingos desnecessários: “sem expectativas não há frustrações”.

É evidente que as expectativas nos movem, sempre. Mas devemos nos mover em direção a um objetivo, conscientes de que tudo pode acontecer, sucesso, fracasso, um pouco dos dois. Porém a certeza do aprendizado em todas as atitudes nos move a dar valor ao caminho e não ao ponto de chegada. Assim ganhamos muito mais. Hoje eu só tenho a agradecer, por minha vida não ser fácil, por ralar muito todos os dias, por chorar, sorrir, gritar e até me frustrar um pouco, mas aprender!!!!

Aprender sempre. Tenham um excelente final de semana e busquem a eficiência e o bom desempenho em tudo, sem expectativas excessivas, pois assim, o ganho – em satisfação e felicidade – é sempre certo!

O que comer antes e depois dos exercícios?

Posted in Estética e Beleza, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , on novembro 13, 2013 by Psiquê

Imagem

O blog Dieta Dukan Receitas, publicou uma matéria sobre o que comer antes e depois dos exercícios. Esta é uma dúvida que sempre surge entre os adeptos desta dieta. Veja o que diz a matéria…

Praticar exercícios é sempre bom, seja para manter a saúde, para ganhar massa muscular e até mesmo emagrecer. Entretanto, além da intensa prática de exercícios físicos, uma boa alimentação ajuda e muito na hora de alcançar as nossas metas. E foi pensando nisso que decidimos preparar este artigo, onde o tema principal é sobre o que comer antes e depois de malhar, com o foco no emagrecimento. Confira!

Antes de malhar: Prefira consumir fontes de carboidrato, como o farelo de aveia e iogurtes se estiver em dias de PL consuma legumes antes dos exercícios. Se você fizer uma boa refeição antes de malhar, terá energia suficiente para praticar até uma hora de atividade física. Porém, se pretende dar uma esticada no treino, considere uma pausa para um lanchinho, optando sempre por fontes de carboidratos, como as citadas anteriormente.

Depois de malhar: Você tem duas opções, consumir fontes de proteínas imediatamente após o treino, o que vai resultar no ganho de massa muscular ou consumir as proteínas após duas horas do treino o que aumentara a sua força dinâmica. A ingestão de proteína logo após o treino aumenta o processo de síntese de proteínas e, consequentemente, a recuperação muscular.

A importância dos carboidratos

Como de costume, sempre ouviremos pessoas dizendo que os carboidratos são os culpados pelo ganho de peso. Entretanto, a grande verdade é que sem esses elementos, nosso organismo fica sem glicogênio, nutriente essencial na produção de energia para a malhação. Sendo assim, o corpo se depara com dificuldades para queimar gorduras e acaba tendo que eliminar a massa magra, ou seja, os músculos que você tanto lutou para conseguir. Então, procure consumir os carboidratos disponíveis na dieta dukan de preferencia antes e durante os exercícios.

E você, gostaria de acrescentar outros alimentos que podem ser ingeridos antes e depois de malhar? Comente!

Assuma o controle da sua vida!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 8, 2013 by Psiquê

Imagem

“De maneira geral, qualquer indivíduo deve muito pouco ao que trouxe consigo ao nascer – o indivíduo é aquilo que faz de si mesmo” – Alexander Graham Bell

Eu recomendo fortemente a leitura do livro Metas, de Brian Tracy, o qual subestimei achando que poderia ser mais do mesmo…

Ontem recebi a recomendação de ler o 2º capítulo do livro, intitulado, Assuma o controle da sua vida. Eu realmente me surpreendi com o que li. O livro está esgotado em algumas livrarias, logo, procurei e comprei no Estante Virtual, e espero que o restante da obra me surpreenda da mesma forma.

O texto fala sobre a necessidade de assumirmos a responsabilidade sobre todas as coisas que acontecem e virão a acontecer conosco. Se quisermos que nossa vida mude, nós temos que mudar, pois só depende de nós mesmos.

Os nossos piores inimigos são nossas emoções negativas, as quais drenam nossa energia e nossa alegria de viver. E o autor recomenda, que uma das metas mais importantes para sermos verdadeiramente felizes e bem-sucedidos, é libertar-nos das emoções negativas. As emoções negativas do medo, da autocomiseração, da inveja, do ciúme, dos sentimentos de inferioridade e, em última análise da raiva são causadas basicamente por quatro fatores, lembra o autor.

1. Justificação – se você não justificar a sua negatividade, não poderá ficar com raiva;

2. Racionalização – a racionalização e a justificação exigem que você sempre identifique alguém ou alguma coisa como a fonte ou a causa do seu problema;

3. Hipersensibilidade em relação à maneira como os outros o tratam – mantenha-se acima da opinião dos outros.

4. Livre-se da propensão de culpar os outros por seus problemas.

O antídoto para todos os tipos de emoções negativas é aceitar a total responsabilidade por sua situação. (…) Assumindo total responsabilidade, é que pode começar a estabelecer e alcançar metas em todas as áreas da sua vida.Somente quando for livre, mental e emocionalmente, poderá começar a canalizar suas energias e seu entusiasmo em uma direção que aponte para a frente.”

Ninguém pode fazê-lo sentir-se inferior se você não permitir.” Eleanor Roosevelt

E o ponto mais importante: controle suas emoções!

“Para manter sua mente positiva, recuse-se a criticar, a fazer queixas e a condenar as outras pessoas por qualquer coisa. Toda vez que você critica alguém, se queixa de alguma coisa que não lhe agrada ou condena alguém por algo que tenha feito ou deixado de fazer, você desencadeia sentimentos de negatividade e raiva em si mesmo. E é você quem sofre. A sua negatividade não afeta, em absoluto, a outra pessoa.  Sentir raiva de alguém é permitir que esta pessoa controle suas emoções a distância e, não raro, a qualidade de sua vida em geral. O que é, simplesmente, uma burrice.”

Já as emoções positivas conferem poder, enquanto as negativas tiram poder.

Cinco dicas para um feliz ano novo

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 7, 2013 by Psiquê

Michaelb Burke 18

O instrutor da SBPNL Alexandre Bortoletto, escreveu o artigo Cinco dicas para um feliz ano novo, para o portal daquela sociedade em 29/01/2013. Apesar de já estarmos no segundo mês do ano, ainda há tempo para planejar nossos próximos passos, nossas metas, etc. Por isso, decidi partilhar o texto aqui com vocês.

Você fez planos e acumulou expectativas para 2013, mas janeiro mal terminou e provavelmente todas as promessas já foram esquecidas no fundo da gaveta. Será que isso é motivo para continuar adiando a sua felicidade? A cada ano novo temos a sensação de que podemos começar do zero e ter, finalmente, o futuro que esperamos. Mas a verdade é que não precisamos de um marco no calendário para nos dizer quando podemos nos reinventar e começar a ser mais felizes. Se os planos não saíram do papel, é hora de uma força-tarefa para garantir os melhores 365 dias que sua história de vida já viu até esse momento. Comece agora com essas cinco dicas:
1 – Tenha objetivos claros
O que você quer que aconteça nesse futuro breve? Qual é o sonho que só você está impedindo de ser realizado? Saber aonde se quer chegar é o primeiro passo da jornada. Em seguida, analise que estratégias estão (ou deveriam estar) sendo seguidas. Quer mudar de emprego, comprar carro, se casar? Analise o que falta para alcançar esse objetivo e trace as habilidades e os recursos necessários para chegar lá.
2 – Visualize os resultados
Estabelecer um passo a passo – no papel, no computador ou mesmo mentalmente – ajuda a clarear o caminho. E visualizar o resultado também ajuda. Feche os olhos e se imagine daqui a 365 dias. Como você está, como estão as coisas ao seu redor, que melhorias foram consolidadas ao longo do ano? O que você vai ver, ouvir e sentir quando seu sonho foi realizado? Prever essas sensações te ajuda a entender quando aquela ideia começa a se concretizar.
3 – Pense positivo
E não estou falando de torcer para a loteria sortear o seu número. Tomar decisões bem-sucedidas implica em buscar o que quer, e não evitar o que não quer. Mantenha seus objetivos sempre no positivo e afirmativo. “Não quero brigar com meu cônjuge” não tem o mesmo efeito que “Quero manter a calma e o respeito diante de qualquer situação que envolva a pessoa que eu amo”.
4 – Aprecie o presente
Preste atenção nas coisas boas que estão à sua volta. Compare o momento atual com o passado próximo e aponte mentalmente todas as mudanças positivas que aconteceram nos últimos meses. Preste atenção principalmente nas adversidades: elas costumam ser o disfarce preferido das oportunidades.
5 – Livre-se do peso extra
No fim do ano é normal ver as pessoas limpando os armários e descartando aquilo que não serve mais. Trata-se de uma ideia que pode ser aplicada também em outras áreas da vida, como trabalho, faculdade, academia e até nos relacionamentos interpessoais. Existe uma máxima muito sábia em Programação Neurolinguística: se continuar fazendo o que sempre fez, você vai continuar obtendo o que sempre obteve. Ou seja, nenhum momento é mais adequado que o presente para mudar o rumo e alcançar o topo. Que tal começar a ser feliz agora?
Alexandre Bortoletto

Planejar e mudar

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 9, 2012 by Psiquê

Comprei a revista Gloss deste mês e li uma matéria que adorei!!! Não precisa nem falar que é uma daquelas matérias que nos orienta a planejar e pensar nas metas para nossa vida.

Antes de mais nada, a dica número 1: Vizualize a vitória! Apesar de parecer cliché, esta dica funciona muito e teve origem no treinamento de atletas olímpicos. “Pensar no bem-estar que sentirá ao alcançar uma meta aumenta a disposição para, de fato, consegui-la”. Imagine!!!!

Mas é importante ter em mente que, não adianta fazer anotações, listas e cronogramas se não estiver agindo de acordo com seus propósitos de vida. (…) É preciso estar preparada para dar um salto de mudança antes de seguir qualquer passo a passo.

Lá vamos às dicas da matéria:

2.Pare de reclamar – admita que na maioria das vezes, as coisas acontecem em função das escolhas que fizemos. Só quem se sente responsável pela própria vida é capaz de mudá-la…

3. Brainstorming – fale e anote tudo o que vier à cabeça. Você não está decidindo nada, ainda…

4. Julgue suas anotações – analise todas as suas anotações feitas, livremente no item anterior.

5. Fique no controle – mesmo que não compreenda bem como vai alcançar determinado objetivo, provavelmente já sabe qual é o primeiro passo. Faça! Assim se sentirá conduzindo seu projeto para a realização. O resultado de cada ação certamente vai lhe indicar as alternativas que tem para seguir adiante.

6. Localize-se! Não fique apenas sonhando sobre onde quer chegar. Analise minunciosamente o ponto em que está no momento. Por último, pense se está em um caminho entre o lugar em que está e aquele que pretende alcançar, ou se entrou em um desvio.

7. Tome nota – escreva todo pensamento que estiver ocupando sua cabeça – pode ser em um caderno, em folhas soltas, guardanapos, no celular, no computador. Não precisa pensar em soluções imediatamente, simplesmente anote. Quando não anota, esse pensamento fica distraindo você de forma sutil.

8. Aumente o foco – você só vai conseguir realizar seus projetos se conseguir se concentrar neles. Para isso será preciso eliminar o excesso de distrações. Evite fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo.

9. Evite a procrastinação – dê flagrante em si mesmo se estiver procrastinando. Pare de se autoenganar e resolva o que está evitando.

10. Faça escolhas – e descubra escolhas a serem feitas. Em raros momentos enfrentamos situações em que as escolhas são realmente explícitas, por exemplo, aceitar ou não uma proposta de emprego. Descubra as opções que tem e que não são tão evidentes.

11. Organize seu espaço – todo mundo pensa melhor em um ambiente minimamente organizado.

12. Fale sobre seus projetos – informe as pessoas próximas sobre suas decisões – para que elas a incentivem a continuar, ou mesmo decidam colaborar de alguma forma. Mas não dê crédito a todo tipo de sugestão que aparecer. Escute e reflita. Aprensa a filtar os palpites irresponsáveis que ouvir.

13. Defina prioridades – é preciso fazer o que é mais urgente primeiro, mas também se dedicar ao que é muito importante para você. Coloque seu sonho como prioridade, mesmo que tenha muitas urgências. Quem vive de apagar incêndios acaba não fazendo nada de novo acontecer.

14. Não perca tempo – evite ser exageradamente detalhista. Capriche bastante só no que seu esforço realmente vai fazer diferença no resultado final. Ex. ter atenção à correção ortográfica dos e-mails que mandar não é exagero, fazer e refazer mil vezes sua assinatura profissional, sim.

15. Pense GRANDE – tenha objetivos maiores para alcançar em prazos mais longos – três meses ou até um ano. Divida-os em metas menores e defina tempo para cada uma. Mais uma vez, anote o que precisa fazer a cada dia, não só compromissos mas avaliações sobre o resultado de cada ação tomada.

Metas e estratégias com liberdade e compromisso

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , on abril 3, 2012 by Psiquê

 

Imagem

A disciplina é algo fundamental para alcançarmos metas que nos são importantes. Ocorre que, muitas vezes, queremos algo, mas não estamos tão dispostos a radicalizar, ou não precisamos fazê-lo. É claro, que quando as metas estão envoltas em necessidades urgentes do tipo: preciso perder 10 quilos por motivo de saúde, ou reduzir as taxas de glicose ou colesterol, por recomendação médica, tudo isso ganha outra conotação.

Estou me referindo, entretanto, às metas que estipulamos em nossas vidas, por livre e espontânea vontade, sem urgências pontuais. Exemplo: manter o peso abaixo dos 60 quilos, deixar o cabelo crescer 30 cm com saúde e beleza, ficar bronzeada, manter a pele hidratada e viçosa, etc. Essas pequenas metas, podem ser perseguidas, sem grandes sofrimentos.

Temos várias dessas pequenas metas em nossas vidas, mas muitas vezes nos sabotamos, por cairmos em tentações imediatas. Nem sempre é fácil vencer tais tentações, e vou confessar uma coisa, nem sempre é preciso. A melhor maneira de manter o foco e pensar firmemente no objetivo final. Um exemplo muito comum desses deslizes é a dieta. Se queremos emagrecer e nos empenhamos em fazer atividades físicas, comer alimentos mais saudáveis, fazer massagens e tratamentos estéticos, precisamos pensar com uma certa frequência no objetivo final: estar magra, bem e linda. 

O negócio é buscarmos sempre força no objetivo final, sem sofrer com isso, comendo um chocolatinho quando não for possível resistir, dormindo mais um pouquinho quando a preguiça falar mais alto, mas sem fazer desses pequenos ‘boicotes’, algo frequente.

Sucesso a todas com suas metas!