Arquivo para planos

Universo…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , on agosto 1, 2016 by Psiquê

Sempre me surpreendo quando algumas coisas nos acontecem, sem que façamos ideia de que elas estão pra acontecer. Muitas vezes desejamos algumas coisas ou precisamos que algo nos aconteça e quando menos esperamos, o universo conspira a nosso favor. 

Short hair 6

Cada um vai nomear esse fenômeno como melhor lhe convier, mas a verdade é que há coisas que fogem ao nosso controle e só podemos determinar qual será a nossa atitude perante aquilo que o universo nos apresenta.

Recentemente recebi uma recordação de um post que escrevi  em 2011, ‘As voltas que a vida dá’, pensei em repostá-lo, mas achei melhor fazer uma nova publicação e citá-lo. Algumas coisas que achamos estarem mortas, ou sermos incapazes de conquistar, ressurgem como opções de caminhos para nossa vida. Ou quando queremos muito que algo aconteça, ainda que não façamos planos, aparecem indícios que nem imaginávamos.

Sou defensora de que vivamos o presente sempre com o melhor que temos, porque o passado não existe mais e o futuro pode sequer existir. Viver assim, nos permite ter controle sobre nosso momento e diminuir os índices de depressão e ansiedade. Claro que isso não é simples, mas parte de um exercício de consciência diário.

Eu agradeço ao universo pelas oportunidades que ele me oferece e peço sabedoria para sempre saber a melhor atitude a tomar.

Namastê! Boa semana!

Equilíbrio

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , on maio 24, 2015 by Psiquê

72e4ca62541a738733231e335b106e85

 

O equilíbrio é uma necessidade na vida de muitas pessoas, se não de todas. Nós mulheres somos muito cobradas em vários aspectos e quando alimentamos o sonho de ser bem sucedidas em todos os aspectos, a busca do equilíbrio diário parece, para mim, o melhor meio de encontrar a felicidade.

Quando me refiro a equilíbrio, quero dizer, dedicar tempo para todas as questões que envolve sua vida: o trabalho, o cuidado com o corpo e a saúde, o amor, a família…mas não é tão fácil assim…

Várias mudanças vêm acontecendo e isso acabou me tirando um pouco daqui, o que para mim, parece um erro…

Por outro lado, a busca do equilíbrio, é diário e a forma que entendo ser a melhor a não sucumbir às pressões desnecessárias que o dia a dia nos impõe.

Ainda não consegui adotar a prática diária da meditação, mas forço-me a pensar o máximo possível que o que importa é o momento presente, apesar de fazer muitos planos. Ao pensarmos no agora, reduzimos a ansiedade de querer cuidar do futuro, nos angustiando com aquilo que ainda não aconteceu…

Trata-se de um exercício constante…

Planos

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 2, 2015 by Psiquê

“Before you cross the street
Take my hand
Life is what happens to you
While you’re busy making other plans” (John Lennon)

Michaelb Burke 34

Sei que faz parte da vida planejar para tentar fazer as coisas da melhor maneira, mas no final das contas, não temos controle sobre nada e, tudo pode acontecer de uma hora para outra, alterando o curso de tudo o que planejamos. Por isso, planejar é preciso, mas ser escravo dos planos não…

É importante estar aberto às mudanças no trajeto, ao nascimento de um filho, uma doença, a perda ou mudança de emprego, acidente, morte e inúmeras outras possibilidades de alterações nos nossos planos iniciais. A lição de tudo isso é a riqueza do momento presente. A única coisa que realmente temos é o agora. Por isso, precisamos agradecer e reconhecer nossas vitórias diárias, diminuir nossas cobranças e aprender a ser feliz com o que temos, somos e escolhemos.

Namastê. Que venha 2015, com muitas alegrias e vitórias diárias…

Que venha 2014…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 13, 2013 by Psiquê
Arkadiusz Branicki  Photography

Arkadiusz Branicki Photography

Mais um ano está chegando ao fim e com ele, mais uma vez, nos enchemos de esperanças, planos, sonhos e projetos. É sempre um tempo de pensar o futuro, corrigir rumos e tentar acertar mais e errar menos. Não posso negar que também passo por essas fases como quase todo mundo.

Apesar de não me empolgar com as festas de final de ano e a ideia de que as pessoas são mais legais e amorosas nesta fase, eu realmente nutro uma forte esperança de que dias melhores sempre virão, sempre que um período se fecha e um novo começa. Apesar de consciente de que os anos não passam de uma convenção e que o dia 31 de dezembro não marca uma ruptura a não ser no nosso imaginário, tenho certeza também que os ciclos se fecham e recomeçam de tempos em tempos e recomeçar é tão gostoso…fazer planos é tão saudável e empolgante…conquistá-los, então, é ainda mais legal. Neste sentido fale aproveitar esta fase e se dedicar a pensar os próximos passos sim…

Para descontrair um pouco compartilho uma “corrente” engraçada que recebi ontem…

“Todo mundo te deseja: paz, saúde, amor, etc… já eu te desejo que tenha relações sexuais incríveis, mil noites de prazer, farra com os amigos. Que trabalhe e te paguem o triplo, que ganhe na loteria, que mude para uma linda casa e que tenha grandes satisfações. E, principalmente, que continue sendo essa pessoa fantástica que você é. ”

Que venha 2014 com muito mais oportunidades para todos nós.

Cinco dicas para um feliz ano novo

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 7, 2013 by Psiquê

Michaelb Burke 18

O instrutor da SBPNL Alexandre Bortoletto, escreveu o artigo Cinco dicas para um feliz ano novo, para o portal daquela sociedade em 29/01/2013. Apesar de já estarmos no segundo mês do ano, ainda há tempo para planejar nossos próximos passos, nossas metas, etc. Por isso, decidi partilhar o texto aqui com vocês.

Você fez planos e acumulou expectativas para 2013, mas janeiro mal terminou e provavelmente todas as promessas já foram esquecidas no fundo da gaveta. Será que isso é motivo para continuar adiando a sua felicidade? A cada ano novo temos a sensação de que podemos começar do zero e ter, finalmente, o futuro que esperamos. Mas a verdade é que não precisamos de um marco no calendário para nos dizer quando podemos nos reinventar e começar a ser mais felizes. Se os planos não saíram do papel, é hora de uma força-tarefa para garantir os melhores 365 dias que sua história de vida já viu até esse momento. Comece agora com essas cinco dicas:
1 – Tenha objetivos claros
O que você quer que aconteça nesse futuro breve? Qual é o sonho que só você está impedindo de ser realizado? Saber aonde se quer chegar é o primeiro passo da jornada. Em seguida, analise que estratégias estão (ou deveriam estar) sendo seguidas. Quer mudar de emprego, comprar carro, se casar? Analise o que falta para alcançar esse objetivo e trace as habilidades e os recursos necessários para chegar lá.
2 – Visualize os resultados
Estabelecer um passo a passo – no papel, no computador ou mesmo mentalmente – ajuda a clarear o caminho. E visualizar o resultado também ajuda. Feche os olhos e se imagine daqui a 365 dias. Como você está, como estão as coisas ao seu redor, que melhorias foram consolidadas ao longo do ano? O que você vai ver, ouvir e sentir quando seu sonho foi realizado? Prever essas sensações te ajuda a entender quando aquela ideia começa a se concretizar.
3 – Pense positivo
E não estou falando de torcer para a loteria sortear o seu número. Tomar decisões bem-sucedidas implica em buscar o que quer, e não evitar o que não quer. Mantenha seus objetivos sempre no positivo e afirmativo. “Não quero brigar com meu cônjuge” não tem o mesmo efeito que “Quero manter a calma e o respeito diante de qualquer situação que envolva a pessoa que eu amo”.
4 – Aprecie o presente
Preste atenção nas coisas boas que estão à sua volta. Compare o momento atual com o passado próximo e aponte mentalmente todas as mudanças positivas que aconteceram nos últimos meses. Preste atenção principalmente nas adversidades: elas costumam ser o disfarce preferido das oportunidades.
5 – Livre-se do peso extra
No fim do ano é normal ver as pessoas limpando os armários e descartando aquilo que não serve mais. Trata-se de uma ideia que pode ser aplicada também em outras áreas da vida, como trabalho, faculdade, academia e até nos relacionamentos interpessoais. Existe uma máxima muito sábia em Programação Neurolinguística: se continuar fazendo o que sempre fez, você vai continuar obtendo o que sempre obteve. Ou seja, nenhum momento é mais adequado que o presente para mudar o rumo e alcançar o topo. Que tal começar a ser feliz agora?
Alexandre Bortoletto

Carnaval

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , on fevereiro 8, 2012 by Psiquê

Confesso que não sou muito fã de Carnaval, não. Prefiro fugir das muvucas, das cidades e bairros lotados, falta de água, falta de infraestrutura necessária ao excesso de turistas…cheiro de xixi, cerveja, calor. Mas o período de descanso com amigos é bem vindo. O glamour das fantasias também. A Aline Ciafrino – responsável pela roupa desta foto e o Paulo Heredia – que registrou muito bem o look, souberam retratar esse glamour que tanto me atrai.

No mais, o que desejo para o carnaval é que seja um tempo de descanso, alegria e curtição. Espero ter disponibilidade de colocar minha vida e meus planos 2012 em ordem, para continuar vivendo este ano com todas as energias positivas.

2012

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 9, 2011 by Psiquê

Eis que chegou ao fim mais uma semana. Essa semana foi pesada, desafios para o exercício da paciência e da reclusão. Desânimo, provas, TCC, trabalhos, aborrecimentos, obrigações profissionais e acadêmicas, crises de ansiedade, cansaço, exercícios, preguiça, etc. Mas também foi uma semana de comemorações e alegrias…

A conjuntura me fez lembrar que falta menos de 1 mês para o ano novo começar e que já é tempo de começar a traçar as metas para o próximo ano. Aparentemente, este é o primeiro, de uma série de 4 ou mais anos, que eu não começo o Ano Novo com ciclos de mudanças claros e evidentes. Nos últimos anos, recomecei os ciclos de 12 meses com novidades bem marcantes: mudança no estado civil, mudança de emprego, novos cursos, novos salários, etc. Confesso que adoro a mudança e os novos desafios que ela traz.

Apesar de não ter claramente grandes mudanças para esse começo de ano, no fundo eu sinto que novos ares, novos desafios, nossas responsabilidades e até novas recompensas estão por vir. Mesmo assim, cabe a mim sentar por alguns minutos que sejam para traçar os meus planos e metas para 2012. Afinal, ainda que não tenhamos controle exato sobre os próximos acontecimentos, planejar e sempre o primeiro e melhor caminho.

Que venha 2012!!!