Arquivo de silêncio

Silêncio

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , on julho 24, 2016 by Psiquê

43136108902233880_cpaL1P9w_c

Vivemos uma vida extremamente barulhenta não apenas externa como também internamente. E silenciar, além de um desafio, é uma necessidade, difícil, mas fundamental. 

Ando precisando muito ‘estar comigo’, ainda que a decisão de estar comigo seja a princípio para lidar com os barulhos da minha mente, com as falas internas, as dúvidas, as confusões, os medos, as angústias.

Nem sempre é possível parar para estar consigo mesma…

O mundo anda conectado, ligado, agitado e em muitos momentos não conseguimos essa ‘solidão’. Parece incoerente, pois, no fundo, estamos sempre sozinhos, mas digo do ponto de vista de prestar atenção em si mesmo, se ouvir, se escutar, se respeitar…

Às vezes ouço as pessoas dizerem que não conseguem ter um tempo para si, é realmente difícil, mas podemos prestar atenção em nós mesmos em momentos simples como  durante o trajeto para um lugar, na hora do exercício ou caminhada, momentos antes de dormir, durante o banho…

Precisamos silenciar para dar um pouco de atenção ao nosso eu. É uma questão de sobrevivência e tenho buscado bastante isso, não sem dificuldades, mas com o coração aberto.

E você? Quer compartilhar um pouquinho dessa experiência aqui?

Um beijo a todos e todas.

 

Sensibilidade e recolhimento

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , on maio 31, 2015 by Psiquê

0cec085d94cc314c342b932af6946edc

Muitas vezes, por nosso excesso de empatia, acabamos exagerando no zelo pelo outro…e com isso, ao tentar ajudar, o repelimos.

Tenho pensado bastante sobre isso e precisado ficar um pouco quieta…

…quando nos habituamos a pensar no outro primeiro, acabamos deixando de lado nossos próprios “quereres”, nossas vontades, necessidades, gostos…

Sempre que agimos desta maneira, acabamos por transmitir um sentimento oposto àquele que gostaríamos de evocar e o outro pode interpretar nossa atitude como insegura, sufocante, exagerada…

É muito tênue a linha entre estar atenta e disponível ao outro e acabar por invadir a individualidade dele, portanto, o silêncio, a observação, o recolhimento podem ajudar a ler a situação com mais cuidado e atenção. E com isso, podemos tentar evitar a atitude invasiva ou exagerada.

Não é fácil! Trata-se de um exercício difícil e, por vezes, custoso, mas muito saudável para todas as relações.

Isso tudo é parte do nosso processo de amadurecimento…

Tenham uma excelente semana!

Namastê.

30 Coisas para você começar a fazer por si mesmo

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 14, 2014 by Psiquê

3011592

Adaptado do original 30 things to start doing with yourself

1. Comece a passar o tempo com as pessoas certas. 

Estas são as pessoas que você gosta, que amam e apreciam você, e que o incentivam a melhorar de maneira saudável e estimulante. São aquelas pessoas que fazem você se sentir mais vivo, e não só aceitam quem você é agora, mas também estão de acordo e aceitam quem você quer ser, incondicionalmente.

2. Comece a enfrentar seus problemas de frente. (Excelente dica!)

Não são os seus problemas que definem você, mas como você reage e se recupera deles. Os problemas não vão desaparecer se você não agir. Faça o que você puder, quando puder, e reconheça o que você fez. É uma questão de dar passos de bebê na direção certa, centímetro por centímetro. Estes centímetros contam, eles somam metros e quilômetros a longo prazo.

3. Comece a ser honesto com você mesmo sobre tudo.

Seja honesto sobre o que está bem, assim como sobre o que precisa ser mudado. Seja honesto sobre o que você quer alcançar e quem você quer se tornar. Seja honesto com todos os aspectos da sua vida, sempre. Porque você é a única pessoa que você sempre pode contar. Procure a verdade na sua alma, para que você realmente saiba quem você é. Quando você fizer isso, você terá uma melhor compreensão de onde você está agora e como você chegou aqui, e você estará melhor equipado para identificar onde você quer ir e como chegar lá. Leia O Caminho Menos Percorrido.

4. Comece a fazer da sua própria felicidade uma prioridade.

Suas necessidades importam. Se você não se valoriza, não se cuida e não se defende, você está se sabotando. Lembre-se, é possível cuidar das suas próprias necessidades e ao mesmo tempo cuidar das pessoas ao seu redor. E quando as suas necessidades forem atendidas, você provavelmente vai ser muito mais capaz de ajudar aqueles que precisam de você.

5. Comece a ser você mesmo, genuinamente e orgulhosamente.

Tentar ser qualquer outra pessoa é um desperdício da pessoa que você é. Seja você mesmo. Abrace essa pessoa dentro de você, que tem ideias, força e beleza como ninguém. Seja a pessoa que você sabe que você é – a melhor versão de você – do seu jeito. Acima de tudo, seja fiel a VOCÊ, e se seu coração não quiser fazer algo, então não faça.

6. Comece a prestar atenção e viver no presente.

O agora é um milagre. Agora é o único momento garantido para você. Agora é a vida. Então pare de pensar em como as coisas vão ser ótimas no futuro. Pare de ficar pensando sobre o que você fez ou deixou de fazer no passado. Aprenda a ficar no “aqui e agora” e experimentar a vida enquanto ela está acontecendo. Aprecie o mundo pela beleza que ele possui nesse momento.

7. Comece a valorizar as lições que seus erros ensinam. 

Tudo bem errar. Os erros são os degraus do progresso. Se você não está falhando de vez em quando, você não está se esforçando o suficiente e você não está aprendendo. Assuma riscos, tropece, caia, e, em seguida, levante-se e tente novamente. Aprecie que você está se esforçando, aprendendo, crescendo e melhorando. Conquistas significativas são quase invariavelmente realizadas no final de um longo caminho de fracassos. Um dos “erros” que você teme pode ser apenas o elo para o seu maior feito na vida.

8. Comece a ser mais gentil com você mesmo.

Se você tivesse um amigo que falasse com você da mesma forma como, às vezes, você fala com você mesmo, quanto tempo você permitiria que essa pessoa fosse sua amiga? A maneira como você se trata estabelece o padrão para os outros. Você deve amar quem você é ou ninguém mais irá.

9. Comece a desfrutar as coisas que você já tem.

O problema com muitos de nós é que pensamos que vamos ser feliz quando alcançarmos certo nível na vida – um nível que outros conseguiram – seu chefe com seu escritório de canto, o amigo de um amigo que é dono de uma mansão na praia, etc. Infelizmente, pode levar algum tempo antes que você chegue lá, e quando você chegar lá, você provavelmente vai ter um novo destino em mente. Você vai acabar gastando toda a sua vida trabalhando em direção a algo novo, sem nunca parar para apreciar as coisas que você tem agora. Então, fique em silêncio todas as manhãs quando você acordar, e aprecie onde você está e o que você já tem.

10. Comece a criar sua própria felicidade.

Se você está à espera de alguém para lhe fazer feliz, você está perdendo tempo. Sorria porque você pode. Escolha a felicidade. Seja a mudança que você quer ver no mundo. Seja feliz com quem você está agora, e deixe a sua positividade inspirar sua jornada para o amanhã. Felicidade é frequentemente encontrada quando e onde você decide procurá-la. Se você procurar a felicidade dentro das oportunidades que você tem, você acabará por encontrá-la. Mas se você constantemente procurar outra coisa, infelizmente, você vai encontrar isso também. Leia Tropeçar na Felicidade.

11. Comece a dar uma chance para as suas ideias e sonhos.

Na vida, raramente é sobre ter uma oportunidade, mas sim sobre se arriscar. Você nunca vai estar 100% certo que vai funcionar, mas você sempre pode estar 100% certo que não fazer nada não vai funcionar. Na maioria das vezes você só precisa ir em frente! E não importa o resultado, sempre acaba do jeito que deveria ser. Ou você tem sucesso ou você aprende alguma coisa. De qualquer jeito, você ganha.

12. Comece a acreditar que você está pronto para a próxima etapa.

Você está pronto! Pense nisso. Você tem tudo que você precisa agora para dar o próximo passo adiante, pode ser pequeno, mas deve ser realista. Então abrace as oportunidades que surgem em seu caminho, e aceite os desafios – eles são presentes que irão ajudá-lo a crescer.

13. Comece novos relacionamentos pelas razões certas.

Entre em novas relações com pessoas confiáveis​​, honestas, que refletem a pessoa que você é e a pessoa que você quer ser. Escolha amigos que você tem orgulho de conhecer, pessoas que você admira e que demonstram amor e respeito por você – pessoas que retribuem sua bondade e seu compromisso. E prestam atenção ao que as pessoas fazem, porque as ações de uma pessoa são muito mais importantes do que suas palavras ou como os outros a descrevem.

14. Comece a dar uma chance às novas pessoas que você encontra.

Parece desagradável, mas você não pode manter cada amigo que você já fez. As pessoas e suas prioridades mudam. Assim como alguns relacionamentos vão desaparecer, outros vão crescer. Aprecie a possibilidade de novas relações enquanto você naturalmente larga mão das antigas que não funcionam mais. Confie em seu julgamento. Abrace novas relações, sabendo que você está entrando em território desconhecido. Esteja pronto para aprender, esteja pronto para o desafio e esteja pronto para encontrar alguém que pode mudar sua vida para sempre.

15. Comece a competir contra uma versão anterior de você mesmo.

Seja inspirado pelos outros, aprecie os outros, aprenda com os outros, mas saiba que competir contra eles é um desperdício de tempo. Você está em competição com uma pessoa e apenas uma – você mesmo. Você está competindo para ser o melhor que você pode ser. Vise quebrar seus próprios recordes pessoais.

16. Comece a torcer pela vitória das outras pessoas.

Comece a perceber o que você gosta nos outros e diga a eles. Apreciar o quão incrível as pessoas ao seu redor são, conduz a lugares, bons, produtivos, gratificantes e pacíficos. Então, fique feliz por aqueles que estão progredindo. Torça pelas suas vitórias. Seja grato abertamente pelas bênçãos que eles receberam. O que vai, volta, e mais cedo ou mais tarde, as pessoas para quem você está torcendo começarão a torcer por você.

17. Comece a olhar para o lado positivo nas situações difíceis.

Quando as coisas estão difíceis, e você se sente para baixo, faça algumas respirações profundas e procure o lado positivo – os pequenos sinais de esperança. Lembre-se que você pode e vai ficar mais forte quando esses tempos difíceis passarem. E permaneça consciente de suas bênçãos e vitórias – todas as coisas em sua vida que estão bem. Concentre-se no que você tem, não no que você não tem.

18. Comece a perdoar a si mesmo e aos outros.

Todos nós fomos feridos pelas nossas próprias decisões e pelos outros. E enquanto a dor dessas experiências é normal, às vezes perdura por muito tempo. Nós revivemos a dor repetidamente e temos dificuldade em deixá-la ir. O perdão é o remédio. Isso não significa que você está apagando ou esquecendo o que aconteceu no passado. Isso significa que você está deixando de lado o ressentimento e a dor, e está escolhendo aprender com o incidente e seguir em frente com sua vida.

19. Comece a ajudar aqueles que estão a sua volta.

Preocupe-se com as pessoas. Oriente-as se você souber um caminho melhor. Quanto mais você ajudar os outros, mais eles vão querer ajudá-lo. Amor e bondade gera amor e bondade. E assim por diante.

20. Comece a ouvir a sua voz interior.

Se isso ajuda, discuta suas ideias com as pessoas mais próximas de você, mas dê a você mesmo espaço suficiente para seguir a sua própria intuição. Seja fiel a si mesmo. Diga o que você precisa dizer. Faça o que o seu coração diz que está certo.

21. Comece a ficar atento ao seu nível de estresse e faça pausas curtas.

Vá mais devagar. Respire. Dê a você mesmo permissão para fazer uma pausa, reagrupar e avançar com clareza e propósito. Quando você estiver muito ocupado, um breve recesso pode rejuvenescer a sua mente e aumentar a sua produtividade. Estas pausas curtas vão ajudá-lo a recuperar sua sanidade e refletir sobre suas ações recentes, assim você pode ter certeza que elas estão alinhadas com seus objetivos.

22. Comece a perceber a beleza dos pequenos momentos.

Em vez de esperar que grandes coisas aconteçam – casamento, filhos, grande promoção, ganhar na loteria – encontre a felicidade nas pequenas coisas que acontecem todos os dias. Pequenas coisas, como tomar tranquilamente uma xícara de café no início da manhã, ou o delicioso cheiro e sabor de uma refeição caseira, ou o prazer de compartilhar algo que você gosta com outra pessoa ou ficar de mãos dadas com o seu parceiro. Perceber esses pequenos prazeres diariamente faz uma grande diferença na qualidade de sua vida.

23. Comece a aceitar as coisas quando elas não são perfeitas.

Lembre-se, “perfeito” é o inimigo do “bom”.  Um dos maiores desafios para as pessoas que querem melhorar a si mesmas e melhorar o mundo é aprender a aceitar as coisas como elas são. Às vezes é melhor aceitar e apreciar o mundo como ele é, e as pessoas como elas são, em vez de tentar fazer com que tudo e todos estejam em conformidade com um ideal impossível. Não, você não deve aceitar uma vida medíocre, mas deve aprender a amar e valorizar as coisas até mesmo quando elas não são perfeitas.

24. Comece a trabalhar na direção dos seus objetivos todos os dias.

Lembre-se, a viagem de mil quilômetros começa com um passo. Seja qual for o seu sonho, todo dia dê um passo pequeno, mas coerente, para que seu sonho aconteça. Vá lá e faça alguma coisa! Quanto mais você trabalhar, mais sorte você terá. Enquanto muitos de nós dizemos, em algum momento durante o curso de nossas vidas, que queremos seguir a nossa vocação, poucos são aqueles astutos que realmente trabalham para que isso aconteça. Por “trabalhar por isso”, eu quero dizer se dedicar consistentemente ao resultado final. Leia Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes.

25. Comece a dizer mais como você se sente.

Se você está sofrendo, dê a você mesmo o espaço e o tempo necessário para se sentir a dor, mas esteja aberto sobre isso. Converse com as pessoas mais próximas a você. Diga-lhes a verdade sobre como se sente. Deixe-os ouvir. O simples ato de desabafar é o seu primeiro passo para se sentir bem novamente.

26. Comece a tomar plena responsabilidade pela sua vida.

Seja responsável pelas suas escolhas e pelos seus erros, e esteja disposto a tomar as medidas necessárias para melhorar de acordo com eles. Ou você assume responsabilidade pela sua vida ou alguém o fará. E quando alguém o fizer, você vai se tornar um escravo das suas ideias e sonhos em vez de um pioneiro dos seus próprios sonhos. Você é o único que pode controlar diretamente o resultado da sua vida. E não, não vai ser sempre fácil. Cada pessoa tem uma pilha de obstáculos na frente delas. Mas você tem que assumir a responsabilidade pela sua situação e superar esses obstáculos. Optar pelo contrário é escolher uma vida de mera existência.

27. Comece a nutrir seus relacionamentos mais importantes.

Leve para a sua vida, e para as vidas daqueles que você ama, verdadeira e honesta alegria com o ato simples de lhes dizer regularmente o quanto eles significam para você. Você não pode ser tudo para todos, mas você pode ser tudo para algumas pessoas. Decida quem são essas pessoas em sua vida e trate-as como se fossem da realeza. Lembre-se, você não precisa de certo número de amigos, apenas um número de amigos que você pode contar.

28. Comece a se concentrar nas coisas que você pode controlar.

Você não pode mudar tudo, mas você sempre pode mudar alguma coisa. Desperdiçar seu tempo, talento e energia emocional com coisas que estão além do seu controle é uma receita para a frustração, miséria e estagnação. Invista sua energia nas coisas que você pode controlar e aja sobre elas agora

29. Comece a se concentrar na possibilidade dos resultados positivos. 

A mente tem que acreditar que pode fazer alguma coisa antes que seja realmente capaz de fazê-la. O caminho para superar os pensamentos negativos e as emoções destrutivas é desenvolver emoções positivas que são mais fortes e mais poderosas. Ouça a sua voz interior e substitua pensamentos negativos por positivos. Independentemente de como a situação parece, foque sobre o que você quer que aconteça e, em seguida, dê o próximo passo positivo. Não, você não pode controlar tudo o que acontece com você, mas você pode controlar como você reage às coisas. A vida de todos tem aspectos positivos e negativos. A longo prazo, você ser ou não ser feliz e bem-sucedido depende muito de quais são os aspectos mais focados na sua vida. Leia The How of Happiness.

30. Comece a perceber o quão rico você é agora.

Henry David Thoreau disse certa vez: “Riqueza é a capacidade de experimentar a vida plenamente.” Mesmo quando os tempos estão difíceis, é sempre importante manter as coisas em perspectiva. Você não foi dormir com fome na noite passada. Você não dormiu na rua. Você pôde escolher que roupa vestir esta manhã. Você não se cansou hoje. Você não gastou um minuto com medo. Você tem acesso à água potável. Você tem acesso a cuidados médicos. Você tem acesso à Internet. Você pode ler. Alguns poderiam dizer que você é incrivelmente rico, então se lembre de ser grato por todas as coisas que você tem.

Crédito: marcandangel.com

Esta é uma lista maravilhosa. Se dermos esses pequenos passos todos os dias e praticar estas coisas, podemos ter grandes melhorias em nossas vidas!!!! Siga em frente!!!!

Namastê!

Violências…

Posted in Comportamento, Curiosidades, Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 10, 2014 by Psiquê

9a606f1365bc70e4060e5add70d3c2d8

Neste final de semana assisti ao filme 12 anos de escravidão. Fiquei encantada com o filme de Steve McQueen e com muita vontade de ler o livro, que conta a história real de Solomon Northup, um negro liberto que é sequestrado e vendido como escravo, condição em que passa a viver por 12 longos anos até conseguir que sua história chegasse aos ouvidos daqueles que o conheciam. Em meio a um show de interpretação do ator Chiwetel Ejiofor, o filme também conta com a atuação de Michael Fassbender,  Lupita Nyong’oBenedict Cumberbatch e produção de John Ridley e Brad Pitt. 

As cenas de violências são ‘emudecedoras’…minha garganta parecia estar sendo transpassada, quando finalmente resolvi chorar para aliviar a pressão que as cenas das agressões, chibatadas e violência proporcionam… Um verdadeiro espetáculo de filme! Não é à toa que o filme teve 9 indicações ao Oscar, dentre elas: 1) melhor filme, 2) melhor diretor, 3) melhor ator, 4) melhor ator coadjuvante, 5) melhor atriz coadjuvante, 6) melhor roteiro adaptado, 7) melhor figurino, 8) melhor montagem e 9) melhor design de produção. O filme nos faz pensar sobre o que somos capazes de fazer: fomos capazes escravizando, discriminando, segregando, ‘permitindo’ a existência de regimes ditatoriais, opressores, campos de concentração, prisões arbitrárias. Todas as diferentes formas de violência que direta ou indiretamente permitimos em algum momento da nossa história…

Eu não pensei em escrever sobre o filme aqui no blog, mas o resultado de uma manifestação aqui no Brasil me fez pensar em diversos tipos de violência que nós perpetramos diariamente uns contra os outros… Hoje faleceu um jornalista que cobria uma manifestação na cidade do Rio de Janeiro contra o aumento das passagens. Não foi a primeira vítima e não sei se será  a última…

…mas seja qual for o lado que oprime e que vitima, precisamos repensar nossas atitudes, nosso comportamento, nossos discursos e até o nosso silêncio…

Circulou na internet há pouco, depois de atestada a morte cerebral de Santiago Ilídio Andrade, um texto de autoria de Vanessa Andrade, sua filha, também jornalista:


Fica a saudade de um companheiro sereno e de um pai valente.
Meu nome é Vanessa Andrade, tenho 29 anos e acabo de perder meu pai.
Quando decidi ser jornalista, aos 16, ele quase caiu duro. Disse que era profissão ingrata, salário baixo e muita ralação. Mas eu expliquei: vou usar seu sobrenome. Ele riu e disse: então pode!
Quando fiz minha primeira tatuagem, aos 15, achei que ele ia surtar. Mas ele olhou e disse: caramba, filha. Quero fazer também. E me deu de presente meu nome no antebraço.
Quando casei, ele ficou tão bêbado, que na hora de eu me despedir pra seguir em lua de mel, ele vomitava e me abraçava ao mesmo tempo.
Me ensinou muitos valores. A gente que vem de família humilde precisa provar duas vezes a que veio. Me deixou a vida toda em escola pública porque preferiu trabalhar mais para me pagar a faculdade. Ali o sonho dele se realizava. E o meu começava.
Esta noite eu passei no hospital me despedindo. Só eu e ele. Deitada em seu ombro, tivemos tempo de conversar sobre muitos assuntos, pedi perdão pelas minhas falhas e prometi seguir de cabeça erguida e cuidar da minha mãe e meus avós. Ele estava quentinho e sereno. Éramos só nós dois, pai e filha, na despedida mais linda que eu poderia ter. E ele também se despediu.
Sei que ele está bem. Claro que está. E eu sou a continuação da vida dele. Um dia meus futuros filhos saberão quem foi Santiago Andrade, o avô deles. Mas eu, somente eu, saberei o orgulho de ter o nome dele na minha identidade.
Obrigada, meu Deus. Porque tive a chance de amar e ser amada. Tive todas as alegrias e tristezas de pai e filha. Eu tive um pai. E ele teve uma filha.
Obrigada a todos. Ele também agradece.
Eu sou Vanessa Andrade, tenho 29 anos e os anjinhos do céu acabam de ganhar um pai.”

Boas dicas!

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on janeiro 31, 2014 by Psiquê

O projeto Yoga na Laje foi criado em julho de 2012 e tem por objetivo levar a prática do yoga às comunidades pacificadas da cidade do Rio de Janeiro. A primeira unidade está em funcionamento na Rocinha, São Conrado – Rio de Janeiro. Ontem, conheci o projeto pelo facebook e gostei muito da ideia. Espero que ela seja ampliada para outras áreas.

13290249bed65a3e14d0e804af37da0e

Resolvi compartilhar, aqui, algumas boas dicas, escritas no perfil do projeto no facebook. Vejam a seguir:

Saúde:

1. Pratique Yoga;
2. Durma 8 horas por dia;
3. Coma o que nasce em árvores e plantas, e menos comida produzida em fábricas;
4. Viva com os 3 E’s: Energia, Entusiasmo e Empatia;
5. Ande mais a pé e de bicicleta;
6. Brinque com seus irmãos, filhos e netos;
7. Leia mais livros do que leu em 2013;
8. Sente-se em silêncio pelo menos 15 minutos por dia;
9. Arranje tempo para orar;
10. Beba muita água, menos açúcar, menos sal.

Personalidade:

11. Não compare a sua vida a dos outros. Ninguém faz ideia de como é a caminhada dos outros;
12. Não tenha pensamentos negativos ou coisas de que não tem controle;
13. Não exceda. Mantenha-se nos seus limites;
14. Não se torne demasiadamente sério;
15. Não desperdice a sua energia preciosa em fofocas;
16. Sonhe mais e faça planos;
17. Inveja é uma perda de tempo;
18. Esqueça questões do passado. Não lembre seu parceiro dos seus erros do passado. Isso destruirá a sua felicidade presente;
19. Não odeie;
20. Faça as pazes com o seu passado para não estragar o seu presente;
21. Ninguém comanda a sua felicidade a não ser você;
22. Tenha consciência que a vida é uma escola e que está nela para aprender. Problemas são apenas parte do curriculum, que aparecem e se desvanecem como uma aula de álgebra, mas as lições que aprende, perduram uma vida inteira;
23. Sorria e gargalhe mais;
24. Não necessite ganhar todas as discussões. Aceite também a discordância;

Sociedade:

25. Entre mais em contato com sua família e amigos;
26. Dê algo de bom aos outros diariamente;
27. Perdoe a todos por tudo;
28. Passe tempo com pessoas acima de 70 anos e abaixo de 6;
29. Tente fazer sorrir pelo menos três pessoas por dia; até os seus colegas de trabalho;
30. Não te diz respeito o que os outros pensam de você;
31. O seu trabalho é UMA parte da sua vida;

A Vida:

32. Faça o que é correto;
33. Desfaça-se do que não é útil, bonito ou alegre;
34. Agradeça sempre;
35. Por muito boa ou má que a situação seja…. Ela mudará;
36. Olhe-se nos espelho e diga: – Eu posso !!!!
37. O melhor ainda está para vir;
38. Assim que acordar espreguice, estique o corpo e tenha um pensamento positivo;
39. Mantenha seu coração sempre feliz.

Achei as dicas excelentes, compartilhe. E se tiverem outras, estamos abertos a ouvi-los.

Meu prazer em criar e manter o Espartilho

Posted in Comportamento, você with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 18, 2013 by Psiquê

15a0ebd3a51cc9d8fc332b43cd558661

Ontem estava fazendo um balanço de 2013 e começando a alinhavar minhas expectativas para 2014, quando comecei a pensar sobre o quanto este espaço aqui tem sido e é importante para mim. Um espaço de compartilhamento de coisas e ideias que acho legais. Às vezes um tanto quanto confessional, às vezes reflexivo, às vezes apenas contemplativo. O importante é que ele me acompanha, com todas as mudanças, dificuldades, alegrias e sonhos que vivo ao longo dos anos…

Eu simplesmente tento concretizar em imagens, palavras e dicas,  tudo aquilo que pulsa em meu coração e que muitas vezes não posso dizer abertamente. Para vocês que por livre e espontânea vontade resolveram me seguir, me acompanhar…surge uma espécie de cumplicidade. Alguns levam meses sem falar nada e numa palavra se identificam por alguma situação que também estão vivendo. Muitas vezes são experiências pelas quais todos nós estamos suscetíveis a passar…

Obrigada a todos vocês que silenciosa ou abertamente me seguem, me lêem, me “ouvem”, me acompanham, me amam, me odeiam, me admiram, me respeitam…e entendem a importância que esse espaço tem para mim.

Este é um espaço que construí exatamente para isso, para expor ideias que pudessem ajudar alguém mesmo atemporalmente, compartilhar experiências que me impulsionaram e que podem impulsionar alguém, enfim…Se deparar com uma vida que pudesse ao ler o que escrevo, encontrar um afago, uma esperança, uma motivação.

Eu sou apaixonada pelo Espartilho e quero que vocês cresçam e se multipliquem (rsrs). E continuem me seguindo secreta ou abertamente, do jeito que preferirem.

Agradeço imensamente pelas experiências que vivi em 2013 e que 2014 seja um ano de muitas, muitas conquistas e transformações. Afinal é a mudança que nos move!

Dedos do silêncio

Posted in Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 6, 2013 by Psiquê

ddd3adffd84d40bf2071597feb595730

 

 

Dedos do silêncio

Vem…
Me toma à beira da noite,
caminha por mim
com seus passos molhados,
despeja seu rio no meu cálice
– pois minha emoção é só água.

Vem…
Que eu lhe dou um trago
deste meu vinho guardado,
destas minhas uvas
frescas de inverno…
Que eu derramo em gotas meu perfume
pelos quatro cantos do seu corpo,
vestindo sua pele com a camurça
da nudez e do silêncio.

Vem…
Deita e me canta,
sente meu desejo
se esgueirando pelos seus dedos,
veleja sem bússola
pelos meus sentidos,
me olha como quem pede lua…

Deixa eu sussurrar minhas folhas,
soprar minhas pétalas
pelo seu peito de relva,
pelo seu solo macio.
Vem… Não volta,
esquece a hora morta
do cotidiano de sempre.
Me toca feito música
e deixa eu cantar meu bolero
pelas suas curvas de carne…

Sinto-me inocência
passeando por suas alturas,
por seus andares cheios
da mais noturna noite densa.

Desvenda essa face molhada
e me mostra a sua vertente original
de emoção-fêmea pura…
Que eu o espero na branca paz
do meu ventre adormecido,
dos meus braços plenos
de fogueiras e cantigas.

Vem…
Que eu desfolho
toda essa sua vontade nua,
que eu desperto
todo esse seu lado cigano…
pois o meu leite é morno
e é rosa franca meu sorriso.
Deixa seu barco
navegar pelo meu leito,
que eu carrego no peito a ânsia
de hastear a bandeira do infinito…

Vem…
Deita… Me namora…
Me afoga no espelho de luz
dessa madrugada afora,
me diz que no nosso tempo
não há tempo nem hora,
que eu não agüento
a flor do sexo que arde
nas entranhas de mim…

Deixa que eu amanheça
na espuma dessa sua onda quente,
deixa sua emoção fluir
da garganta num repente…
Que eu carrego nos olhos de relento
a voz que lhe pede a terra
e que lhe entrega o mar.

Autoria de Rosy Feros