Arquivo de agosto, 2010

O segredo das francesas

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 31, 2010 by Psiquê

Via Chantal Thomass

Meu marido me mandou um link de uma matéria muito legal, que acabou inspirando este post. Na verdade, era uma entrevista com a escritora americana Debra Ollivier, autora do livro “O Que as Mulheres Francesas Sabem” (Editora Planeta) no qual explica o que é esse tal de “je ne sais quoi” que as francesas têm.

Dentre outras coisas a autora defende que a sensualidade e beleza da mulher francesa está na sua falta do puritanismo americano, na naturalidade de suas convicções e posturas, bem como na sua aceitação de si mesmas.

Segundo a autora, que viveu 10 anos na França e é casada com um francês, a autoestima francesa acaba por ser maior, pois elas se assumem e valorizam seus pontos fortes a despeito de seus pontos fracos.

A autora da referida matéria é Alline Cury, que também escreveu no seu blog sobre o tema. Muitas de nós brasileiras estamos ainda muito presas à ditadura da perfeição estética. E como já disse outras vezes aqui no Espartilho, o segredo está justamente em saber valorizar seus pontos fortes e fazer uso deles. Valorize-se, você tem charme, sensualidade e ebeleza de sobra. Só precisa enxergá-los e exibi-los com segurança e convicção.

Reproduzo abaixo, 10 coisas que as mulheres francesas sabem sobre amor, sexo e atração, que a matéria partilha conosco.

1. As mulheres francesas não acham que as coisas se encaixem perfeitamente, como em uma caixa. Possibilidades românticas não têm que ser corretas e seguras. O desejo pode ser mais importante do que útil. A experiência pode ser mais importante do que o desfecho.

2. As mulheres francesas preferem reciprocidade e complementaridade, mais que igualitarismo.

3. Na França, as mulheres não brincam com flores ponderando o amor em “bem-me-quer, mal-me-quer”. Elas pensam em graus de paixão, não no amor absoluto, e preferem avaliar: ele me ama pouco; muito; apaixonadamente; loucamente; nem um pouco…

4. A francesa não se importa em ser amada como todas as outras mulheres. Elas têm o desejo de “tudo para todos” e conhecem a arte de não dar a mínima para o que os outros pensam.

5. As mulheres francesas abraçam as contradições. Elas podem ser femininas e feministas, sensuais e tradicionais, clássicas e libertinas, submissas e fortes, compatíveis e desafiadoras.

6. São adultas e não acreditam na juventude eterna. Você nunca verá uma francesa vestindo uma camiseta que diz “A vida começa aos setenta anos”, simplesmente porque não começa.

7. Elas entendem que sexo seguro é possível, mas amor seguro, não!

8. As mulheres francesas não acreditam em experts, gurus do amor, livros e técnicas para encontrar o amor. Elas não gostam de regras.

9. Para as francesas, as expressões “alma gêmea” e “felizes para sempre” não existem.

10. Elas sabem cultivar seus jardins e acreditam nos atributos sedutores do “eu interior“. Para elas, ser inteligente é sexy.

Liberdade para Sakineh Ashtiani

Posted in Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , on agosto 26, 2010 by Psiquê

A revista Marie Claire está fazendo uma campanha em defesa da iraniana Sakineh Ashtiani, de 43 anos,  viúva, com dois filhos. que acusada de adultério, foi condenada à morte pela Justiça do seu país.

Segundo a revista, a primeira sentença decretava que ela fosse enrolada em lençóis brancos, enterrada na areia até os ombros e então golpeada com pedras “grandes o suficiente para causar dor, mas não para matar instantaneamente”. O governo de seu país reviu a pena e indicou que Sakineh não deve ser apedrejada, mas enforcada.

Entidades de direitos humanos passaram a protestar no mundo todo contra a execução. Milhares de pessoas participaram das mobilizações. O presidente Lula ofereceu asilo a Sakineh no Brasil, mas o Irã recusou a proposta.

Espartilho e Marie Claire condenam o tratamento dado às mulheres pela justiça iraniana e apoiam a campanha internacional que pede a libertação de Sakineh.

Assine também o abaixo-assinado “Free Sakineh“, que já tem mais de 200 mil assinaturas virtuais.

Faça sua parte contra esse absurdo.

Violência verbal

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on agosto 19, 2010 by Psiquê

Louise Brooks

Existem pessoas que usam naturalmente, em seu dia a dia, palavreados ofensivos e agressivos com os que estão ao seu redor. Estão sempre com o pavio supercurto e prontos a explodir sem ao menos pensar um pouco. Todos nós temos nossos defeitos, mas para alguns, as ofensas se banalizaram tanto que palavras extremamente chocantes passam a ser aplicadas da mesma maneira que substantivos comuns.

Hoje o programa Happy Hour no GNT, falou sobre a violência contra a mulher e a lei Maria da Penha e,  durante o programa, uma terapeuta sexual  acompanhou as discussões e incluiu na lista de violências: as agressões verbais. Conheço gente que aplica palavrões de baixo calão para lidar com as mulheres ao seu redor, sem punição. E achei bastante interessante  este tipo de agressão estar dentre as elencadas pela terapeuta como o início de um comportamento inaceitável que deve ser repreendido e denunciado.

Cuidado galera com a maneira com que trata e se dirige ao seu próximo. Pode dar processo, punição e cadeia. Vamos respeitar e ter paciência um com o outro.

Chicago – o filme!

Posted in Comportamento, Erotismo, Estética e Beleza with tags , , , , , , , , , on agosto 15, 2010 by Psiquê

Nesse final de semana assisti o musical Chicago com a a lindíssima Catherine Zeta-Jones. Todo mundo sabe que eu amo a atmosfera dos anos 20, das melindrosas, das roupas… São sexies e lindas e, para completar,  o filme é muito bom. Confesso que fiquei receosa de não gostar, pois eu já tentei assistir ao musical Moulin Rouge, mas não consegui. Apesar dos cenários serem lindos, o filme é muito longo e tem hora que lento demais, tornando-se para mim um pouco difícil de consegui assistir. Chicago, ao contrário, é até muito curto, poderia ser maior, de tão bom. Fiquei com vontade de colocar o dvd para começar de novo e já era 2 e meia da madruga.

Quem quiser curtir um pouquinho antes de comprar ou alugar o filme, tem uma cena muito maneira que se passa na cadeia, em que 6 assassinas descrevem como cometeram seus crimes. Parece um pouco macabro, mas a cena traz um tango como trilha sonora e é bem maneira.

Quem não gosta de boas ideias?

Posted in Casamento, Comportamento, Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , , on agosto 5, 2010 by Psiquê

Via Limão Flor

Eu adoro planejar, organizar, decorar e aproveitar as boas ideias. Quem não gosta? E virginiana como sou, se puder faço tudo nos mínimos detalhes, com o cuidado e precisão cirúrgicas. Hoje em dia precisamos pensar muito quando queremos organizar alguma coisa para podermos aliar custo e benefício. Não é mesmo meninas? Quem não gosta de conseguir uma peça linda a um precinho maravilhoso? De fazer a decoração da própria casa ou da própria festa do jeito que sonhou sem gastar além da conta? Eu adoro!!!

Por isso, não podia deixar de partilhar com vocês a minha descoberta de hoje. Em minhas buscas por boas ideias de decoração para meu aniversário, encontrei um blog maravilhoso. Apesar de não tratar das cores que tenho em mente para essa data, trata de outras ideias que com certeza usarei futuramente. São mais duas cores chiquerésimas que depois do meu amado preto e branco, ainda dominarão minhas futuras organizações: marrom com rosa e verde com azul. Tudo de bom!

Estou falando do blog Limão Flor. Vale a pena visitar, conferir e virar fã de carteirinha.

Beijos!

Unhas Louboutin

Posted in Curiosidades, Estética e Beleza with tags , , , , , , , , , , , , on agosto 4, 2010 by Psiquê

 

UNHAS LOUBOUTIN

Ainda não experimentei, mas achei lindas!!! A inspiração surgiu dos sapatos do estilista Christian Louboutin cujas solas são vermelho sangue. Quem inventou foi a manicure Zoe Pocock, do salão Charles Worthington, em Londres, criou o ‘Louboutin Manicure’.

A unha tem uma cor por cima e outra por baixo. As mais bonitas que já vi até agora são pintadas de preto com vermelho. Há quem tenha postado até um passo a passo, como o blog Unha Bonita. Um observação importante para esse tipo de pintura, é que elas só ficam bonitas realmente quando a unha está bastante comprida. Há versões em unhas mais curtas, mas que não ficaram tão belas.

Quem mais já falou o assunto:

Quero ficar bonita

Marie Madame

Esmaltes da Kika

GNT Estilo

Plugadas