Arquivo para atitude

Plenitude

Posted in Comportamento, Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on setembro 10, 2014 by Psiquê

6dacedb18a161906d1bf72486a91f45d

 

A sensualidade está no todo, no corpo, no gesto, no ar, no gosto, na atitude…

E algo no seu jeito consegue me fazer sentir a plenitude

O que me nutre não pode ser consolidado em palavras, mas está além do entendimento

É sensorial, é sentimental, é espiritual e é imenso, transcende a lógica e a essência das palavras…

Simplesmente você me faz me sentir maior, completa…

Você, Espartilho, me faz inteira… e me faz chegar a cada um que ao se identificar me segue, me acompanha, me nutre e me completa. É como se fosse uma extensão dos meus membros, do meu corpo, do meu ser…

Porque o que trago dentro de mim, exige a expansão, a transcendência, a partilha

Só me sinto completa quando partilho com você o meu eu, minha essência, meu interior, meu coração…

Ao compartilhar, ganho o universo, a completude e a plenitude.

Boa noite, queridos!

 

Planejar e mudar

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 9, 2012 by Psiquê

Comprei a revista Gloss deste mês e li uma matéria que adorei!!! Não precisa nem falar que é uma daquelas matérias que nos orienta a planejar e pensar nas metas para nossa vida.

Antes de mais nada, a dica número 1: Vizualize a vitória! Apesar de parecer cliché, esta dica funciona muito e teve origem no treinamento de atletas olímpicos. “Pensar no bem-estar que sentirá ao alcançar uma meta aumenta a disposição para, de fato, consegui-la”. Imagine!!!!

Mas é importante ter em mente que, não adianta fazer anotações, listas e cronogramas se não estiver agindo de acordo com seus propósitos de vida. (…) É preciso estar preparada para dar um salto de mudança antes de seguir qualquer passo a passo.

Lá vamos às dicas da matéria:

2.Pare de reclamar – admita que na maioria das vezes, as coisas acontecem em função das escolhas que fizemos. Só quem se sente responsável pela própria vida é capaz de mudá-la…

3. Brainstorming – fale e anote tudo o que vier à cabeça. Você não está decidindo nada, ainda…

4. Julgue suas anotações – analise todas as suas anotações feitas, livremente no item anterior.

5. Fique no controle – mesmo que não compreenda bem como vai alcançar determinado objetivo, provavelmente já sabe qual é o primeiro passo. Faça! Assim se sentirá conduzindo seu projeto para a realização. O resultado de cada ação certamente vai lhe indicar as alternativas que tem para seguir adiante.

6. Localize-se! Não fique apenas sonhando sobre onde quer chegar. Analise minunciosamente o ponto em que está no momento. Por último, pense se está em um caminho entre o lugar em que está e aquele que pretende alcançar, ou se entrou em um desvio.

7. Tome nota – escreva todo pensamento que estiver ocupando sua cabeça – pode ser em um caderno, em folhas soltas, guardanapos, no celular, no computador. Não precisa pensar em soluções imediatamente, simplesmente anote. Quando não anota, esse pensamento fica distraindo você de forma sutil.

8. Aumente o foco – você só vai conseguir realizar seus projetos se conseguir se concentrar neles. Para isso será preciso eliminar o excesso de distrações. Evite fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo.

9. Evite a procrastinação – dê flagrante em si mesmo se estiver procrastinando. Pare de se autoenganar e resolva o que está evitando.

10. Faça escolhas – e descubra escolhas a serem feitas. Em raros momentos enfrentamos situações em que as escolhas são realmente explícitas, por exemplo, aceitar ou não uma proposta de emprego. Descubra as opções que tem e que não são tão evidentes.

11. Organize seu espaço – todo mundo pensa melhor em um ambiente minimamente organizado.

12. Fale sobre seus projetos – informe as pessoas próximas sobre suas decisões – para que elas a incentivem a continuar, ou mesmo decidam colaborar de alguma forma. Mas não dê crédito a todo tipo de sugestão que aparecer. Escute e reflita. Aprensa a filtar os palpites irresponsáveis que ouvir.

13. Defina prioridades – é preciso fazer o que é mais urgente primeiro, mas também se dedicar ao que é muito importante para você. Coloque seu sonho como prioridade, mesmo que tenha muitas urgências. Quem vive de apagar incêndios acaba não fazendo nada de novo acontecer.

14. Não perca tempo – evite ser exageradamente detalhista. Capriche bastante só no que seu esforço realmente vai fazer diferença no resultado final. Ex. ter atenção à correção ortográfica dos e-mails que mandar não é exagero, fazer e refazer mil vezes sua assinatura profissional, sim.

15. Pense GRANDE – tenha objetivos maiores para alcançar em prazos mais longos – três meses ou até um ano. Divida-os em metas menores e defina tempo para cada uma. Mais uma vez, anote o que precisa fazer a cada dia, não só compromissos mas avaliações sobre o resultado de cada ação tomada.

Setembro: Mês de Virgem

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on setembro 9, 2008 by Psiquê

Photo by fmk photodesign

Segundo as previsões de NOVA para o signo mais feminino do zodíaco (tudo bem estou puxando brasa paraa minha sardinha!), os sinais vitais de VIRGEM (23/08 a 22/09) são:

  1. Pontos fortes: objetividade e organização;
  2. Pontos fracos: implicância e apego a detalhes;
  3. Apelo erótico: seu temperamento misterioso desperta a libido dos homens;

Atividade que precisa fazer até seu aniversário de 2009: Nos próximos meses trate de curtir a vida no que ela tem de melhor. Em 2009, você irá trabalhar bastante e ganhar mais!

Mais dicas de VIRGEM:

Você é objetiva e sente prazer em ajudar os outros. Rápida e perspicaz, tem espírito crítico e dificilmente se ilude com amigos ou com o namorado.

  • CARREIRA: Organizada, competente e perfeccionista, você nasceu para ter êxito. Tende a se sair bem como secretária, economista, administradora, veterinária, médica, farmacêutica, biológa ou nutricionista.
  • AMOR: Sua discrição e elegância atraem como ímã os homens ao redor. É que , por trás da aparente timidez, a virginiana esconde uma libido para lá de incendiária. A vida a dois correrá às mil maravilhas se você conseguir ser mais flexível e não implicar tanto com o amado.
  • CONSELHO CÓSMICO: A atitude esperta é ver além da superfície.

Auto-imagem: o começo de tudo

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , on março 14, 2008 by Psiquê

vanessa_paradis01.jpg

Estou lendo mais um dos meus maravilhosos livros da linha: mude seu padrão de pensamento e você muda sua vida e encontrei um texto muito interessante sobre atitude. Partilharei com vocês mais adiante, neste post. Mas antes gostaria de falar um pouco sobre as contribuições do australiano Paul Hanna para o tratamento da nossa relação com a nossa auto-imagem e as conquistas ao longo da vida.

São deles as palavras:

“Sua auto-imagem, ou opinião sobre si mesmo, é basicamente o que vai causar seu sucesso ou fracasso. Os acontecimentos da vida são inevitáveis, mas o que você pode mudar é a maneira de enxergar os acontecimentos da vida ou a forma de avaliá-los”.

O texto a que me referi, diz respeito ao peso que a atitude pode ter nos rumos que escolhemos, voluntária ou involuntariamente, dar a nossa vida.

Atitude

“Quanto mais eu vivo, mais percebo o impacto da atitude na vida. É mais importante que a instrução, o dinheiro, as circunstâncias, os fracassos, os sucessos, qualquer coisa que alguém diga ou faça.

É mais importante que a aparência, o dom, a destreza. O mais incrível é que temos a opção de criar a atitude que teremos a cada dia.

Não podemos mudar o passado. Não podemos mudar a atitude das pessoas. Não podemos mudar o inevitável.

Só podemos mudar o único aspecto que podemos controlar, a nossa atitude.

Estou convencido de que a vida é 10% o que realmente nos acontece e 90% nossa reação a esses acontecimentos.”

Portanto, observe a auto-imagem que você vem carregando a seu respeito, pense no que você quer para sua vida e mude sua atitude rumo à conquista de seus sonhos. Afinal, todos nós caminhamos na direção de nossos pensamentos presentes, por isso a situação em que você se encontra hoje não é acidental.

Da admiração à inveja: um passo apenas!

Posted in Comportamento, Geral with tags , , , , , , , , , , on março 6, 2008 by Psiquê
mulher-12.jpg

Depois de tanto pensar no que escrever. Resolvi falar sobre um sentimento que ronda todos nós: a inveja.

Inveja (Desgosto ou pesar pelo bem ou pela felicidade de outrem. Desejo violento de possuir o bem alheio.)

Somos vítimas e praticantes da inveja, seja a “inveja construtiva” em que admiramos uma atitude ou uma personalidade e fazemos dela um exemplo a ser seguido. Nesse tipo de inveja não queremos que o outro deixe de ser algo, ou perca algo, apenas queremos seguir seu exemplo por admiração. Para chegar a esse ponto é preciso ter muito claro o conhecimento de si e sua auto-estima. Quando essas duas estão fracas, o sentimento pode pender para o lado negativo.

A inveja é muito presente em nosso dia-a-dia, até em rodas de “amigos” flagramos palavras, atitudes que denotam inveja e entristecem. Há várias experiências de pessoas próximas e ditas amigas que em algum momento tinham uma atitude má – de voluntária ou involuntariamente – querer estar em seu lugar e tirar algo que você possui. Para isso recomendo o filme: Desejo e Reparação.

Outrora ouvi um conhecido dizer: fulano me disse que queria ser eu. Que absurdo! Ninguém precisa ser o outro, ou querer estar no lugar do outro. Há espaço para todos, cada um tem suas próprias virtudes. O que temos que trabalhar sempre é a auto-estima, para não cultivar esse sentimento tão torpe, repugnante.

Há momentos em que nos deparamos com atitudes declaradamente invejosas em que o outro deseja realmente nos usurpar algo ou a alma…Às vezes o motivo é tão fútil e mesquinho que parece difícil compreender como alguém não é capaz de enxergar que todos nós temos capacidade de desenvolver nossas próprias habilidades e encontrar o nosso lugar.

Creio que temos muito mais chances de otimizar oportunidades se nos unimos e crescemos juntos. Se não for possível, que ao menos tenhamos a certeza de que a inveja é fruto de uma queda de auto-estima quando vemos no outro aquilo que não queremos ou não podemos ver em nós mesmos.

Como dizia Miguel de Cervantes: ” A inveja vê tudo com lentes de aumento que transformam pequenas coisas em grandiosas, anões em gigantes e indícios em certezas.”

O segredo está nos detalhes

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , on fevereiro 19, 2008 by Psiquê

amante-imagens-corset-06.jpg

Via Amante das Imagens

Estava lendo mais um pouquinho da obra de Clarice Lispector quando me deparei com o seguinte texto, publicado em 14 de outubro de 1960 (Diário da Noite):

Descobrindo o próprio “sex-appeal”

“Às vezes basta  um “nada” – e a descoberta foi feita. Há mulheres que, acentuando um mínino de detalhe, o transformam em arma de sedução.

Lembre-se  não é necessário uma transformação radical, pelo contrário. A modificação é quase invisível: trata-se às vezes do comprimento adequado da cabeleira, de uma nuca bem “acabada”, de um “maquillage” mais sabido dos olhos, d eum desenho mais generoso dos lábios – tudo depende da matéria-prima que é você mesma.

Uma mulher que anda curvada talvez se transforme toda quando aprender a andar melhor. Uma mulher que se veste de um modo impessoal talvez com um mínimo de coragem seja mais individual. Do momento, aliás, em que você se convence de que você mesma é a sua própria matéria-prima, desse momento você já começou a ter um novo encanto…”

É sabia a frase que diz: Deus está nos detalhes. Seja na forma de agir, falar, andar são as pequenas atitudes que despertam o interesse para o outro e revela nele sua sensualidade, seu diferencial, seu ponto de conquista. Isso também vale para as atitudes femininas e sua forma de se apresentar. Muito mais do que beleza, o “sex-appeal”, o apelo sensual está nos detalhes: no acessório interessante que você escolheu, no corte de cabelo ou penteado novo, na cruzada de pernas, no jeito de andar, na voz suave e envolvente, em vários pequenos detalhes divinos. Sem deixar, é claro, de destacar a atitude e a segurança que a auto-estima bem dosada pode proporcionar a qualquer mulher. Ela potencializa seu poder de sedução.

E Clarice, como sempre à frente de seu tempo, surpreendendo-me com sua palavras certeiras e acompanhando-me em meus devaneios.

Bons hábitos evitam gasto desnecessário de energia

Posted in Comportamento, Saúde with tags , , , , , , , , , on janeiro 30, 2008 by Psiquê

mulher-flor.jpg

Recentemente recebi uma mensagem sobre a importância do Feng Shui interior para o equilíbrio energético pessoal. Coincidentemente, estava vivendo um período em que a preocupação com tarefas inacabadas – que dependem de mim e outras não – estavam deixando meu corpo e minha mente extremamente cansados. Resolvi, então, partilhar com o público do Espartilho parte das dicas que constavam na mensagem, com cuidados que evitam a perda desnecessária de energia. Abaixo, algumas atitudes que podem esgotar nossas energias e os cuidados para evitá-las.

Atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas energias:

1. Maus hábitos e falta de cuidado com o corpo: Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

2. Pensamentos obsessivos: Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos – mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.

3. Sentimentos tóxicos: Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, ‘como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

4. Fugir do presente: As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: “bons tempos aqueles!”, costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto àqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5. Falta de perdão: Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica “energeticamente obeso”, carregando fardos passados.

6. Mentira pessoal: Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro: Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas ‘e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados: A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro “escape” de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe “diz” inconscientemente: “você não me terminou! Você não me terminou!” Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do autoconhecimento, da disciplina e da terminação fará com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza: A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais. A perda de energia pessoal pode ser manifestada de várias formas, tais como:

  • falha na memória (o famoso “branco”);
  • o cansaço físico;
  • o sono deixa se ser reparador;
  • ocorrência de doenças degenerativas e psicossomáticas.

Para economizar energia – o crescimento pessoal, a prosperidade e a satisfação diminuem – os talentos não se manifestam mais por falta de energia, o magnetismo pessoal desaparece, medo constante de que o outro o prejudique, aumentando a competição, o individualismo e a agressividade, falta proteção contra as energias negativas e aumenta o risco de sofrer com o “vampiro energético”.