Arquivo para compartilhar

Ficar sozinho

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 30, 2016 by Psiquê

e1badb3ed82b6c3ad153d70da575a16d

As pessoas em geral, têm dificuldade de ficar sozinhas, em sua própria companhia. Evidentemente que, muitas vezes, o ambiente nos dificulta a parar e prestar atenção em si próprio, mas considero que essa oportunidade é, na verdade, uma questão de escolha…

Em muitas situações somos obrigados, ou buscamos inconscientemente, ocupar nossa mente com tudo, menos com a atenção ao que queremos, pensamos, desejamos, gostamos. Nos últimos tempos tenho aproveitado muito os momentos de deslocamento, no transporte, na rua, entre uma atividade e outra para estar comigo, ou ao menos tentar prestar mais atenção em mim. Isso é muito importante, pois vivemos em uma realidade que supervaloriza as situações em que se tem mais interação, conectividade, barulho e desconexão com si próprio. Resgatar um pouco do valor de se estar sozinho, chega a ser um desafio.

É tão importante prestarmos atenção em nós mesmos. É tão sábio buscar se entender para poder interagir e compartilhar com o outro de forma mais consciente e intensa…

Se todos tivessem consciência da importância de olhar para si mesmo, ouvir seus desejos, medos, anseios, dúvidas e vontades, tudo seria mais fácil.

Que tal experimentar e aproveitar os momentos de transição, deslocamento, passagem para ficar um pouco com você mesmo? É tão importante e nutritivo. Diria que até bastante importante para melhorar a interação com o outro.

Uma ótima semana a todos.

Anúncios

Compartilhar

Posted in Comportamento, Conscientização, Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 27, 2014 by Psiquê

belly

Quando escolho uma prática que me faz bem, sinto um ímpeto por compartilhar com aqueles que gosto. Muitas vezes eu só o faço se houver algum estímulo ou interesse daqueles que me cercam, no intuito de não parecer inconveniente ou pedante…

Estava pensando em um tema para uma apresentação que preciso fazer para um curso e fui orientada a escolher um tema que goste bastante. Pensei em escrever sobre o yoga, mas como no meu dia a dia, em uma conversa ou outra acabo compartilhando os benefícios que esta prática trouxe para minha vida, fiquei com receio de ser repetitiva ou invasiva…

Compartilhar ideias, práticas e interesses que nos fazem bem, pode trazer ajudar a quem ouve, mas pode também parecer inapropriado se a pessoa não quer ou não acredita naquela prática. Por isso, que dentro de certos limites, podemos e devemos compartilhar sempre, respeitando o interesse do outro em ouvir – ou seja, sem imposições – e também o seu próprio tempo. Pode ser que plantemos a semente e o outro, naquele momento, não acredite ou não queira adotar aquela prática.

Mas o simples compartilhar já pode representar uma sementinha…

Eu quero compartilhar minha gratidão, por conseguir hoje, fazer escolhas mais saudáveis, mais tranquilas, mais energizantes. Eu quero agradecer pela oportunidade de me alimentar bem, de respeitar meu corpo, meus limites, meus gostos. Quero fugir de discursos que me aprisionem na ideia de que tenho que seguir padrões de comportamento e de beleza que não condizem com o meu bem-estar. Quero, ainda, refutar qualquer possibilidade de adotar hábitos que me firam e que possam ir contra aquilo que acredito ser o melhor para mim. Quero manter a fé na vida e a gratidão por tudo o que tenho e vivo, desejar sempre mais da vida, saber que meu corpo é meu templo e que tenho que amá-lo e respeitar meus limites, alimentar-me saudavelmente, ingerindo alimentos que me fazem bem, exercitar-me todos os dias – ou sempre que possível -, praticar yoga pelo menos 3 vezes por semana, beber muita água, hidratar o meu corpo, meditar, dormir bem, sorrir, amar…

Estas são algumas das minhas resoluções para este ano que finda e para os próximos…

Compartilho aqui com vocês a gratidão por estas práticas e descobertas.

2014 foi um excelente ano de mudanças.

Namastê!

Plenitude

Posted in Comportamento, Poesia Erótica with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on setembro 10, 2014 by Psiquê

6dacedb18a161906d1bf72486a91f45d

 

A sensualidade está no todo, no corpo, no gesto, no ar, no gosto, na atitude…

E algo no seu jeito consegue me fazer sentir a plenitude

O que me nutre não pode ser consolidado em palavras, mas está além do entendimento

É sensorial, é sentimental, é espiritual e é imenso, transcende a lógica e a essência das palavras…

Simplesmente você me faz me sentir maior, completa…

Você, Espartilho, me faz inteira… e me faz chegar a cada um que ao se identificar me segue, me acompanha, me nutre e me completa. É como se fosse uma extensão dos meus membros, do meu corpo, do meu ser…

Porque o que trago dentro de mim, exige a expansão, a transcendência, a partilha

Só me sinto completa quando partilho com você o meu eu, minha essência, meu interior, meu coração…

Ao compartilhar, ganho o universo, a completude e a plenitude.

Boa noite, queridos!

 

Feliz 6 anos!

Posted in Curiosidades with tags , , , , , , , , , , , , on novembro 22, 2013 by Psiquê

Feliz 6 anos

 

Este post é para registrar a alegria de celebrar 6 anos de vida do Espartilho, um blog que reúne desabafos, depoimentos, dicas, dúvidas, ideias…onde a escolha dos temas e das ilustrações é feita com profundo carinho, amor e prazer. Onde procuro compartilhar com você momentos que servem de reflexão e identificação pelos quais a maioria de nós passa em algum momento.

Obrigada a todos que ao longo desses 6 anos seguiram, visitaram, comentaram e expiaram.

 

Venham sempre aqui! E divulguem este espaço.

Minha alegria é ainda maior ao constatar que ao longo desses 6 anos recebemos, até hoje mais de 1.020.000!!!

 

Mais uma contra o estresse…

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , on fevereiro 11, 2009 by Psiquê

cqca73q7ujy3qq1qhybsryiwo1_500Via Amante das Imagens

Em um dia de trabalho comum, parei para entrar no supermercado e comprar barrinhas de cereais, para substituir meu café da manhã. Junto com as barrinhas comprei uma edição antiga da Revista Dieta Já. Chamou-me atenção uma matéria com 11 dicas para evitar o estresse. Resolvi, então, partilhar aqui com vocês essas dicas.

1. Busque a Felicidade e esteja certa de que ela não vive atrelada ao dinheiro e pode estar nas coisas simples. Reduza o estresse  fazendo coisas que lhe dê prazer: ler, ouvir música, ver uma obra de arte, dançar, meditar…

2. Faça uma coisa de cada vez. Organize sua vida, para ter tempo de executar tudo o que precisa, com o mínimo de correria.

3. Não queira controlar alguém ou alguma situação. Ansiedade só desgasta. Adaptar-se à realidade economiza energia, reduz o estresse, esfria a cabeça e permite resolver melhor eventuais problemas.

4. Exercite a tolerância. A impaciência é o segundo maior fator de estresse.

5. Evite o auto-engano. Quem realmente sabe, divide, reparte, compartilha e semeia. Quem centraliza, acha que somente ele sabe fazer bem as coisas. Resultado: pode adoecer e morrer mais cedo de tanto trabalhar. Centralizar é manipular. É sinônimo de egocentrismo e egoísmo juntos.

6. Queira sempre mais, sem almejar tudo hoje.

7. Aprenda a dizer NÃO.

8. Evite descontar na comida as suas frustrações.

9. Aposte no bom humor. Na grande maioria das vezes, não vale a pena se aborrecer tanto porque as coisas não saem do seu jeito.

10. Estabeleça objetivos, pois a vida é feita deles.

11. Reconheça as diferenças. Sem contar que cada um é cada qual.

Aniversário!!!!

Posted in Geral with tags , , , , , , , , , , , , , , on novembro 12, 2008 by Psiquê

klaus-kraiger-36

Photo Klaus Kraiger

Meu amores, em primeiro lugar quero pedir desculpas por minha ausência. Mas, como muitos já sabem estou sem tempo nenhum: a dois meses do casamento, trabalho exigindo muito, estudos, finalização e entrega da dissertação defendida neste ano, concursos, planos, planejamentos, outras coisas mais e tudo ao mesmo tempo. Dá para imaginar como a falta de tempo está, não é?

Quero registrar aqui, entretanto, minha alegria de poder ter criado o Espartilho e compartilhar com vocês, ao longo desse 2008, tantas idéias e dicas legais. Daqui para frente, pretendo ter mais tempo para voltar a escrever aqui com mais freqüência, vamos torcer!!! É um dos meus vários desejos para 2009 que começará excelente.

Registro aqui meu agradecimento a cada acesso, a cada visita, a cada comentário e dica. Vocês são demais e sem vocês o Espartilho não seria o que é. Sintam-se todos beijados!!!

E em homenagem ao dia 12/11/2008, quando completamos 1 aninho de vida, vamos cantar:

PARABÉNS PARA O ESPARTILHO

NESSA DATA QUERIDA…

MUITAS FELICIDADES…

MUITOS ANOS DE VIDA!

Numerologia

Posted in esoterismo with tags , , , , , , , , , , , , , on agosto 6, 2008 by Psiquê

Foto by Alexander Heinrichs

A numerologia é uma ciência que estuda os números e suas influências sobre as pessoas. Os números tem um valor metafísico de grande significado, denotando características internas dinâmicas que modelam o destino das pessoas.

Pitágoras foi um grande e iluminado filósofo que através
da análise e observação da influência dos números na vida
humana, codificou os conceitos básicos da numerologia
que tem sido amplamente usada desde sua criação
até os dias de hoje.

Para Pitágoras a harmonia e o equilíbrio do universo, repousam nos números e na geometria.

Vejam a histórinha que o Portal Horóscopo UOL montou para ilustrar o que representa cada número:

A energia dos números – por Suely de Souza

0 é o tudo e o nada, o início e o fim, de onde surge o 1, que representa o homem, ativo e pioneiro. Este encontrará a mulher, o número 2, que é sensível e seguidora. Desta união nasce o número 3, que representa a criança e a alegria.

Agora, como uma família, eles necessitam de uma casa: o número 4, que representa a rotina e as responsabilidades do dia-a-dia. Para escapar disso, eles se servem do número 5, que é a liberdade e o lazer.

Ao cuidar do lar, a família coloca em ação o número 6, que é o espírito de união. Mas mesmo dentro de uma comunidade, nós ainda somos indivíduos, com nossos próprios jeitos de ser, o que justifica a existência do número 7. Ele representa a privacidade, a introspecção e o estudo.

Com todo o conhecimento sobre o eu interior, passa a ser necessário lidar com o poder e com assuntos materiais do mundo exterior, representados pelo número 8. Após conhecer e conquistar o poder, é hora de compartilhar e ajudar aos outros, e aí vem o número 9, da generosidade.

Interessante para saber sobre sua Lição de vida, acesse: Sua lição de vida é..

Há outros portais como os da Aparecida Liberato

A Revista Cláudia preparou um especial sobre Numerologia muito legal.